Uncategorized

Sérgio Moro retira sigilo de delação de Youssef

sergio-moro

de André Richter, da Agência Brasil:

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, decidiu hoje (21) liberar o conteúdo do acordo de delação premiada firmado entre o doleiro Alberto Youssef e o Ministério Pùblico Federal (MPF). No acordo, o doleiro citou nomes de políticos que receberam dinheiro do suposto esquema de corrupção na Petrobras.

Moro decidiu levantar o sigilo do acordo para garantir que as informações prestadas possam ser confrontadas pelos acusados, que deverão ter acesso exclusivo ao depoimento.

“Prevê o Artigo 7º da Lei nº 12.850/2013 que o acordo deixa de ser sigiloso quando recebida a denúncia. No presente caso, há denúncias que já tramitavam até mesmo antes da celebração ou homologação do acordo. Embora as denúncias nele não se baseassem, até porque anteriores, faz-se necessário levantar o sigilo sobre o acordo já que Alberto Youssef figura como coacusado/testemunha em várias delas e o depoimento dele, que nelas será prestado, tem relevância”, disse o juiz.

A decisão foi motivada por pedidos dos advogados dos réus para que pudessem elaborar a defesa que devem apresentar nas ações penais oriundas da sétima fase da Lava Jato. Por envolver membros do Congresso Nacional, a delação precisou ser homologada pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com os termos do acordo de delação, Youssef se comprometeu a repassar à Justiça os valores depositados em contas no exterior, hotéis localizados em Aparecida (SP), Porto Seguro (BA) e Londrina (PR), além de carros importados. O doleiro também se comprometeu a identificar políticos que receberam dinheiro do esquema de corrupção na Petrobras. Em contrapartida, o Ministério Publico Federal (MPF) garantiu que ele vai cumprir até 5 anos de prisão e passará para o regime aberto, mesmo sem cumprir os requisitos exigidos pela lei.

7 Comentários

  1. Agora precisamos que sejam enquadrados outros membros da quadrilha, como os meliantes Gleise, Paulo Bernardo, o já recluso Zé Corrupto Dirceu e seu filho, até chegarmos nos Dilma e Lula… mas vamos chegar lá.

  2. Perfeito. O Nobre Juiz Sergio Moro honra a toga que veste. ele tem como poucos a consciência de que é ao povo que deve prestar contas dos atos políticos de nossos representantes. Doa a quem doer. Existem poucos desses no Judiciário brasileiro. A Republica do Paraná, composta pelo Senador Alvaro Dias no Legislativo Senatorial e pelo Dr. Sergio Moro no Judiciário está fazendo história nesse Pais. Parabéns aos dois…

  3. É uma pena (infelizmente) que todo o trabalho feito pelo digníssimo Juiz Sérgio Moro não terá continuidade quando todo o processo subir para o STF (quase todo petista). A Dilma só está aguardando tudo subir para lá (STF), para então nomear Rodrigo Janot – o procurador que está mandando ver (agora) – no lugar de Joaquim Barboza. Aí ficará tudo em casa. Aguardem para ver! Ficará tudo igual ao mensalão. Quem ainda está preso? Só alguns bagrinhos miúdos. Viva Sérgio Moro! Viva o Sul – que é o meu país!

  4. Sergio Silvestre Responder

    Gostaria que o nobre,onipotente juiz,junto com mais milhares deles pelo Brasil agissem também com aqueles que bebe uisque junto,com aquela turma da irmandade de Maringá que vivem livres e soltos e a tchurma dai do penico politico do estado,aqueles que ficaram ilesos no caso Banestado,as pedageiras,vamos juiz,pegue seu rocinante e ataque todos esses moinhos de vento ,vamos.

  5. MARCOS A SERRAO Responder

    POIS EU VOU DIZER SÓ UMA COISA PARA ESTES COMUNISTAS MALIGNOS – SE O LAVA JATO FOR ENGAVETADO NO SUPREMO TODO O GOVERNO CORRUPTO CAIRA NO MESMO DIA – POPULAÇÃO QUER VER SANGUE BAL AMETIDA NA CABEÇA DESSES CORRUPTOS – NAOSOBRARA PEDRA SOBRE PEDRA !!!!!!

Comente