Uncategorized

Governo deposita salários dos servidores estaduais

Ao contrário dos boatos que cirvulam nas redes sociais, que inclui matéria falsa investigada pela polícia, o governo do Paraná deposita amanhã (sexta-feira, 30), os salários dos servidores públicos estaduais ativos, aposentados e aos pensionistas. São mais de R$ 1,41 bilhão que abrange a folha de pagamento dos 203,6 mil servidores ativos do poder executivo e órgãos da administração direta e autárquica, e 106 mil aposentados e pensionistas.

Nos últimos quatro anos, o atual governo valorizou o funcionalismo. Além dos reajustes anuais, foram correções salariais para diversas categorias que tinham vencimentos defasados havia anos, em alguns casos acima de 50%. Também foram realizadas contratações de cerca de 32 mil servidores, particularmente para as áreas de Educação, Segurança Pública e Saúde. Ontem, o governador Beto Richa nomeou mais 5.552 professores para rede pública do Estado.

31 Comentários

  1. E o abono de férias; esse dinheiro não é despesa extra, ele já está calculado quando é feito o orçamento anual. Alguém embolsou? Talvez para pagar os comissionados?

  2. 200 mil servidores?
    é por isso que ano após ano é necessário mais e mais impostos! acorda povo, a unica saída é o redução da atuação do estado em nossas vidas!

  3. É muita hipocrisia! O governo não pagou o 1/3 de férias dos professores e funcionários das IES na folha de dezembro como manda a lei; prometeu pagar agora em janeiro e nada. Nem parcelamento foi feito. O que você, Fábio, tem a dizer sobre isso? Não se pede nenhum privilégio, apenas que se cumpra a lei. Vamos ver se este blog é isento e propicia uma discussão sobre este assunto. Da parte do governo, somente silêncio. Desse jeito o ano letivo nas universidades periga nem começar.

  4. MAIS NADA QUE A OBRIGAÇÃO, ALIÁS OBRIGAÇÃO ESSA QUE ESSE GOVERNO NÃO VEM CUMPRINDO, FÉRIAS…NECA DE PITIBIRIBA

  5. Walderez Pohl da Silva Responder

    Mas, e o terço das férias que já não foi pago com o salário de dezembro? Não será pago neste mês de janeiro com prometeu o Beto Richa? Que desrespeito! Nenhum professor merece tal descaso! Aposto que os salários na ALEP estão religiosamente em dia! Assim como no Palácio do Iguaçu.

  6. Sueli Guimaraes Responder

    Pagar salarios é dever de todo empregador, nenhum mérito !!
    Vale lembrar que ainda esta pendente o terço das ferias e a rescisão dos professores contratados em regime temporario, conforme noticia a Gazeta do Povo.

  7. Esta notícia é pura falácia… Este governo nunca judiou tanto de seus servidores… Está devendo mais de 70 milhões para categoria entre progressões e promoções a serem incorporadas na carreira. Eu tenho promoção atrasada a mais de um ano… Esse reajuste anual citado é somente de inflação que não passa de 7% que vem parcelado em duas vezes ainda. Espero que o responsável pela noticia se retrate pois é muita mentira. Estamos em dúvida pois a lei garante 1/3 de férias em Janeiro para os servidores ativos, há boatos que o governador quer pagar parcelado ou não pagar por apresentar dificuldades em caixa. A lei do Piso para o Magistério, esta federal, não está sendo cumprida, itens de pauta que o sindicato já tinha acordado com o governo ano passado o mesmo descumpriu e estamos “a ver navios”. Greve é a palavra dos educadores, GREVE…

  8. Impressionante, o total de inativos já passa da metade dos ativos, daqui mais uns anos teremos um para um, aí eu quero ver como é que a sociedade vai pagar esta conta. E para piorar o Estado não faz mais concurso, ou seja, daqui há pouco não teremos mais quem nos servir.

  9. Não faz mais do que sua obrigação, ou será que hoje isso é dádiva dos deuses da politicagem?

  10. Não faz mais que a obrigação…. e o terço de férias???? Onde foi parar???
    Vamos deixar de ser hipócritas, por favor!!!!! Tenha coragem de públicar.

  11. E porque nao publica que o BEto NÃO vai pagar o terço de ferias do Funcionalismo???? Pare de proteger esse Incompetente, nem na Epoca do Requião isso aconteceu. o BEto Quebrou o ESTADO

  12. Roberto de Goes Responder

    O governo não está fazendo mais que sua obrigação em pagar os salários de quem realmente trabalha em prol ao cidadão paranaense. I

  13. Governo hipócrita, prometeu muita coisa e cumpriu pouco. Não pagou operação verão dos policiais e terço de férias de nenhum funcionário desde dezembro. Vergonha de ser paranaense. Votou no governo? Tai a resposta.

  14. Não faz mais do que a obrigação, mas esquece o caro jornalista de dizer que o 1/3 de férias ainda não serão depositados, devido a incompetência administrativa… do atual Governo….

  15. mas não está pagando 1/3 de férias que dividiu em 03 parcelas, os 5% para quem completou mais cinco anos e carreira e assim por diante…. e tem também a progressão de novembro/2014

  16. mas não está pagando 1/3 de férias que dividiu em 03 parcelas, os 5% para quem completou mais cinco anos de carreira e assim por diante…. e tem também a progressão de novembro/2014

  17. VILMAR KURZLOP Responder

    Um dia se cobra o preço.
    Como gerir agora um caixa deficitário?
    Nas últimas décadas o que se viu foi os governantes abrindo mão de receita (subsídios, isenções, redução de alíquotas e tantas outras) para propagar um pseudo desenvolvimento ou índices de crescimento que destacassem o Estado no contexto da União e que garantissem a carreira política destes governantes.
    Além de outros problemas que temos visto na mídia nos últimos dias (corrupção, desvios, cargos em comissão e outras tantas).
    As obrigações precisão ser cumpridas.
    O poder público tem que cumprir o seu papel, proporcionando o bem estar da população: segurança, saúde, educação, infraestrutura, e muito mais.
    Tudo isso exige investimentos diuturnamente.
    Isto tem um custo e precisa de receita para suportar.
    No passado abrimos mão de parte dessa receita em troca de benefícios em curto prazo.
    Hoje só se está cobrando o preço.
    No caso do Paraná ainda há a questão do ensino de 3º Grau, atribuição da união, mas que compromete 20% do total da arrecadação do Estado.
    E segue o bonde… Precisamos encontrar o caminho. Reduzir despesas e investir mais.

  18. Jandira sem esperança Responder

    Sou funcionário público estadual e gostaria de saber em que conta foi depositado os salários dos funcionários. Pois não foi na minha conta corrente. Alguém esta mentindo! Bloquearam o acesso aos contra cheques! Ninguem sabe o que vão depositar e quando será realizado! Nestes 30 anos de trabalho, foi a primeira vez que estamos passando este estado de penúria. Tenho contas a pagar!

  19. E aí, quem vai ser culpado dessa vez? A Dilma, ou ainda vai querer por na conta do Requião?

  20. Como descrever essa atitude do Exmo Sr Governador em dar um calote no pagamento do meu merecido 1/3 de férias, para mim, a palavra moleque descreve muito bem esta atitude, porque, lá no final de novembro foi dito que somente quem sai-se de férias nos períodos de dezembro e janeiro, receberiam o terço de forma parcelada, portanto, fiquei tranquilo, pois saio de férias agora em fevereiro, mas, para minha surpresa, e de tantos outros funcionários pelo estado afora, agora à pouco, ao consultar o saldo na minha conta corrente, percebi que, então, seria mais trouxa a ter parte do meu salário, que me é de direito, furtada, dessa forma, me tratando sem nenhum respeito, pois, acho que se fosse um governo de respeito, no mínimo, eu teria sido avisado com antecedência, pois já havia comprometido esse valor que imagina ser meu por direito!!

  21. Mas pra quem vai pegar férias em fevereiro e deveria receber o terço de férias agora, no começo deste mês vai ser mais uma vez LESADO.
    O que nossas associações dizem sobre isto?
    Estão brincando com fogo, uma hora alguém perde a cabeça ae eu quero ver.

  22. SÉRGIO FERNANDES STACHESKI Responder

    É momento de fazer o que o Governador está se propondo: um choque de gestão. Sou da Educação Pública do Estado. É hora de rever e gastar o necessário para que o Processo Ensino Aprendizagem seja desenvolvido, com qualidade. A máquina está muito grande. A redução de 30%, no número de Servidores, é razoável. Há “inchaço” em vários setores… Há desperdício em vários Estabelecimentos… É na situação difícil, que o gestor demonstra se está preparado para gerir a “coisa pública”. A situação posta, não é só no Estado do Paraná, mas é em todo o País. Secretário da Educação, Fernando Xavier Ferreira, pode contar com o meu empenho em ajudar a superar esta crise que será passageira.

  23. SÉRGIO FERNANDES STACHESKI…em que estado do pais vc vive… acorda, è por pensar assim que os governantes estão cagando para o povo…

Comente