Uncategorized

Justas e necessárias

Há uma logorréia queixosa sobre as medidas do governo que o PT e assemelhados chamam de pacote de maldades. Ora, pois, algumas das medidas são absolutamente necessárias e justas para conter despesas, o que leva a perguntar por que não foram adotadas antes. Por exemplo:o governo suspendeu o pagamento de auxílio transporte para servidores da Educação que estão afastados do trabalho. Errado e injustificável era pagar o benefício indevidamente.

Outro exemplo de medida necessárias é o remanejamento de 12 mil professores que estavam em funções administrativas ou em licença. Esses professores voltam para as salas de aula, de onde não deveriam ter saído. Além disso, o governo está contratando outros 5.522 professores aprovados em concurso. E mais 10 mil pelo regime de Processo Seletivo Simplificado (PSS).

7 Comentários

  1. ROBERTO LUIS BASSETO Responder

    Sobre o Auxilio Transporte não vou discutir como Sr., Mas que nomeação é essa que nem termo de posse tem fazendo pessoas se deslocarem de suas cidades para pegar aulas e os próprios chefes regionais de educação falar que não é para eles ir para escola antes de tomar posse, o Sr. como relações publicas do Sr. Governador deveria perguntar quando será a posse dos concursados. Quanto aos PSS contratar 10 mil antes de pagar a rescisão dos outros o Sr. deve ter que pagar conta de água, luz, telefone, não sei sei se o Sr tem empréstimo junto a instituições financeiras, mas deve saber se não paga luz, telefone, água eles cortam, se não pagar empréstimos tem juros altíssimos fora que eles te colocam no SERASA/SPC, você acha justo isso, e como vou trabalhar se não tenho dinheiro para colocar gasolina no carro, me responda, acha justo mexer em direito adquirido???

  2. O funcionalismo é muito corporativo, e está todo infiltrado pelos pelegos do PT, assim a choradeira é geral, bem como a distorção das notícias. Duras, mas justas as medidas do governo, pagar vale para quem está afastado é um absurdo, e quem fez concurso para professor tem dar aula, e não ficar coçando a pança em escrivaninha de barnabe’.
    Governador nessa vc acertou, vamos por ordem na casa.

  3. Adroaldo Maffuz Responder

    Um baita choque de gestão! Nunca houve governo mais justo e competente como o de Beto Richa! Os paranaenses devem começar uma campanha para eleger Beto Prêmio Nobel de Economia! Pena que não exista prêmio Nobel de elegância. ..

  4. Caro Fabio, o auxilio transporte dos professores foi dado como forma de aumento salarial na época, porque não quiseram incorporar ao salário para não impactar mais a folha. Agora, se o atual governo quer tirar, ok, mas então deveria incorporar ao salário, que já é pouco.
    Porque ele não tira o auxilio moradia dos juizes de R$ 4.000,00 que ganham salário de R$ 26.000,00.

  5. luiz pacheco junior Responder

    Falácia e mais falácias partindo deste seu ponto de vista quem tem casa não deveria receber auxilio moradia, quem tem salários acima dos 30,000 (proventos diretos e indiretos) como os poderes legislativos, judiciário, ministério publico e lideres dos executivo não deveriam receber auxilio alimentação, e etc…
    Mais um exemplo de estado justo o Dep Traiano anuncia concurso, gratificações, promoções e tudo mais para a ALEP, este exemplo de “probidade”, “dignidade” e “integridade” que é nossa Assembleia Legislativa do Paraná, nos corredores já esta alinhavando a aposentadoria dos deputados….
    Este é o governo justo que consta nesta reportagem.

  6. “Além disso, o governo está contratando outros 5.522 professores aprovados em concurso.”

    Leia o edital 16/2015 e faça uma retratação.

  7. Descasco o pau quando se deve, mas tem que rever o caso do vale transporte, compensar de outra maneira, fiquei pasmo quando soube do valor anual deste beneficio, chega na ordem de 1 bilhão anual, não que nossos professores não mereçam, mas para este fins é muita grana.

Comente