Uncategorized

Jamé, jamé, diz Vaccari

vaccari s

O tesoureiro do PT João Vaccari Neto afirmou à Polícia Federal que todas as contribuições obtidas por ele para o partido “foram absolutamente dentro da lei”. Sobre a denúncia do delator Pedro Barusco, de que arrecadou até US$ 200 milhões “em propinas” para o partido (leia aqui), Vaccari desmentiu, por meio de seu advogado. “Essa informação não procede”, rechaçou com veemência o criminalista Luiz Flávio Borges D’Urso, que defende o tesoureiro do PT. Segundo o criminalista, Vaccari “esclareceu (à PF), em especial, que enquanto secretário de Finanças do PT jamais recebeu dinheiro em espécie”. “O PT não tem caixa 2, o PT não tem conta no exterior”, diz nota divulgada por Vaccari.

5 Comentários

  1. E quem acredita nele e nos demais membros da quadrilha? E o advogado agora fala por ele? O advogado deve provar em juízo a inexistência dos fatos, não negar somente. Daqui a pouco o advogado senta no banco dos réus para depor em lugar de seu clienet!

  2. A cara de pau com que os ptistas desmentem as coisas é espantosa. O delator, deve responder pelo que diz, suponho. Vai mentir na sede da polícia federal???? Num depoimento??? A sociedade espera que o resultado destas investigações chegue também aos políticos. Até agora só vimos empresários e ocupantes de cargos serem envolvidos. Quando veremos essa raça ptistas???? Cadê o Vargas??? Cadê o casal 20???? Cadê o sapo barbudo???

  3. Do Interior..... Responder

    No mansalão, o PT jurou que hove “só” caixa dois para livrar os canalhas vermelhos da cana.

    Agora dizem que nunca houve caixa 2.

    São pilantras mesmo!

Comente