Uncategorized

Hauly encaixa filho em cargo inexistente da Cohapar

luiz-hauly-com-o-pai-em-brasilia
Luiz Renato Hauly (PSDB) é filho do deputado federal Luiz Carlos Hauly. Tentou eleger-se deputado estadual e não conseguiu. Seu pai teria negociado sua nomeação em cargo de alto coturno na Cohapar, a Companhia de Habitação do Paraná. Bateu na trave. Embora os apressados tenham providenciado a publicação da nomeação em Diário Oficial, o jovem Luiz Renato Hauly está sem ocupação. Por duas razões simples. O cargo de Diretor Jurídico não existe. E Hauly não tem registro de advogado.

20 Comentários

  1. Por isso que querem acabar com o quinquênio dos funcionários. Para sobrar grana pra pagar o filho do hauly em cargo que não existe.

  2. Falido e mau pago Responder

    Essa é a tal da meritocracia no serviço público?
    E perguntar não ofende; o Hauly pai não foi até ontem o secretário da fazenda do Paraná? Então ele sabe como fazer para quebrar um estado!
    Talvez seja esse o seu mérito. Ou seria um prêmio?

  3. enquanto isto o governador corta direito conquistado dos funcionarios. é o chora menos quem pode mais

  4. ESTE NÃO É O DEPUTADO QUE CRIOU O DIA DO MACARRÃO…

    BELA LEI…BELO TRABALHO…

    E O POVO MORRENDO DE FOME…SEM HOSPITAIS E SEM SEGURANÇA.

    QUE VERGONHA.

  5. Pois é Sr. Campana, e o senhor acha o que disso?? Que ta Certo?? que enquanto o Governador CORTA gratificações do funcionalismo, ele Nomeia o Filhinho do Hauly e cargo inexistente de salario Polpudo???/ Se acha isso lindo, Sr. Campana então só poso lhe chamar de Hipócrita.

  6. É um absurdo o que estão fazendo para atingir esse jovem. O Luiz Hauly não foi nomeado (portanto, não assumiu nenhuma função pública), não fez nada de errado, e a imprensa não para de falar nele. Dezenas de outras nomeações escabrosas foram feitas, e ninguém fala nada. Não consigo entender o porquê de uma campanha tão odiosa contra esse jovem.

  7. José de Arcangello Responder

    Logo logo vão arranjar um cargo para ele, nem que seja no Palácio Iguaçu.

  8. Integro de 500.000 para caixa dois da campanha para prefeito, integro por ter quebrado o Estado quando era Secretario. Vai dormir Pé vermelho!!!!!!!!

  9. É por isso que não tem dinheiro em caixa pra pagar os servidores publicos, devida tamanha a quantidade de cupincha nos cargos comissionados, é o trem da alegria do playboy de apartamento.

  10. Mustafah Kemal Responder

    Se esse jovem Hauly é mesmo essa pessoa capaz, porque não vai tentar um emprego na porta de uma empresa privada e se ele quer mesmo ser servidor público, que vá estudar para um concurso público como todos os mortais desse país fazem. Temos de acabar com esses cargos em DAS e CC para filhotes de políticos, serviço público tem de ser profissional, apolítico, com acesso via concurso.

  11. É este tipo de coisa que acaba com a credibilidade do piá de prédio, ele adora empregar a cupinchada, a companheirada, e, não resiste em empregar um cueca de seda. Mas isto tudo é culpa desta maldita legislação eleitoral, se não houvesse a praga da reeleição, o piá de prédio não estaria fazendo estas merdas que está fazendo agora.

  12. ELEITOR CURITIBANO Responder

    É a Besterocracia desse governo de faz de conta.Simplesmente miserável de ruim.

  13. PÉ VERNELHO CWB Responder

    Também quero um empreguinho na Cohapar, nem que seja de pedreiro.
    Brincadeira, mas que isso é uma TUCANAGEM dos TUCANALHAS, isso é e a imprensa-mídia trata como uma coisa normal e sem importância.

  14. O Hauly traiu o Alvaro quando renunciou a Secretaria Geral do partido para apoiar o Beto Richa e se tornar Secretario da Fazenda, negociado no evento na casa do Beto e que colocou o Afonzinho, como Secretario Geral em seu lugar, para detonar o acordo que foi feito em Brasilia , que o indicado a candidato do partido seria auferido em pesquisa. O Alvaro bateu o Beto, então Prefeito de Curitiba por onze pontos em tres pesquisas. Com a traição do Hauly o Afonzinho detonou o acordo dizendo que aquelas pesquisas não valiam nada. Agora o Beto Richa trai o Hauly e, dá a ele um cargo fantasma para o filho. Enfim de traição em traição vamos dando um balão : no povão. kkkkkkkk

Comente