Uncategorized

Samba, suor e cerveja
e a greve continua

cascavel2050231

Há de tudo do espectro politico, inclusive servidores públicos e professores, no acampamento erguido no Centro Cívico para protestar contra o pacote de medidas de ajuste fiscal de Beto Richa. Nos dias de carnaval, muito samba, suor e cerveja e bem humorada extração de marchinhas e motes contra o governo.

Houve uma espécie de vigília com rotatividade para não deixar o movimento se extinguir. Embora o governo tenha cedido e chamado a APP para negociações que levem ao fim da greve, os movimentos que participam do protesto querem estendê-lo ao máximo, apostando no desgaste do governador. Estão nessa linha especialmente os partidos políticos de oposição, a começar pelo PT de Gleisi Hoffmann, o PMDB de Requião e congêneres.

O secretário Eduardo Sciarra, principal interlocutor do governo com os professores, anunciou: “Vamos conversar. A maior parte das reivindicações está atendida. Os projetos dos ajustes foram retirados da pauta de discussão da Assembleia Legislativa e não haverá mais mudanças, como já anunciamos, no quinquênio, anuênio, e os vales transportes dos professores serão mantidos, como também o Plano de Desenvolvimento da Educação, o que garante as promoções e progressões”, disse Sciarra.

13 Comentários

  1. SÓ CORTAR O SALARIO

    ESTÃO EM CURITIBA COM DINHEIRO DO VALE TRANSPORTE PARA TRABALHAR. RSSSSS

  2. POLITICAGEM .
    Sindicato não sabe fazer outra coisa , senão protestar, claro que diante de pagamento , muita farra e fartura
    E a politicagem fica por conta dos mal amados, ou melhor , dos perdedores, que só lhes resta gritar para aparecer e não cair no esquecimento diumavez

  3. O Governador tem direito igual a qualquer cidadão de ir à praia independentemente do que a oposição pense a respeito. Não ir a Porto Belo em nada mudaria a questão das finanças do Estado. Só falta agora a Barbie, o Mamona, o André Vargas, todo o PT, O MST e os Sindicatos tentarem controlar a vida pessoal do Governador. Já basta insuflarem a greve e a desordem no Paraná. É fácil fazer greve financiada pelo PT apoiada por aqueles que querem acabar com o Paraná.

  4. Mírian Waleska Responder

    Olha como eles estão preocupados com o trabalho. Preocupados com os alunos sem aula. Que vergonha, esse país caminha mesmo para trás. PTzada do caramba!

  5. SENHORES.
    O GOVERNADOR JÁ CORTOU OS SALÁRIOS, TEM PROFESSOR SEM RECEBER DESDE DEZEMBRO/2014, E SÃO MUITOS…

  6. Jane Rosa e Joaninha! Vocês estão numa boa, pela forma de se expressar. São cargos comissionados.Criem vergonha na cara e sejam decentes. Pelo menos apareçam com seus respectivos nomes. Se carater tem um preço, eu pago o preço.

  7. Marco:o que uma coisa tem haver com a outra?

    Ele tem que ficar em quarentena, fazer um retiro espiritual etc.?

    Que coisa! AFF!!!

  8. A foto que ilustra essa matéria é em Cascavel…o que demonstra que a mobilização não é somente no Centro Cívico, aonde aliás, bebidas alcoólicas estão proibidas no perímetro do acampamento.

  9. Enquanto isso os índices educacionais despencando. …e ninguém tem culpa né? ?? Se falar a palavra produtividade e mérito, tem professor que
    Infarta….

  10. Antonio Alvaro Rosar Responder

    Juca: aplausos para você e só um conselho a SEED para ver o numero de readaptado que existe no Pr, pois temos casos que não da para acreditar, tipo licença por problemas nas cordas vocais e ficou participando do coral, outros que não pode ver pessoas mais tem um comércio e trabalha com pessoas constantemente.

  11. TINHA QUE COLOCAR ESTE BANDO DE VAGABAS E PTralhas PRA TRABALHAR NUMA ENXADA. POR QUE, DE professores NÃO TEM NADA. SÃO UNS ARRUACEIROS.

  12. Gente acabei de entender o objetivo do pacotaço.
    Samba, suor e cerveja é só para a cambada do camburão e seus comparsas como Roma, Porto Belo, Orlando e outros.
    O resto da população que se exploda!
    ACORDA ESTAMOS DE OLHO E NÃO ADIANTA VIR COM ARTIMANHAS PARA APROVAR PACOTAÇO NÃO.

Comente