Uncategorized

Câmara bancará passagens para
esposas e maridos
de parlamentares

cunha_-_mesa_diretora

“O pacote de bondades do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que será bancado com o nosso dinheirinho, terá um impacto anual de R$ 150,3 milhões, nas contas da Casa”

Isabel Braga

No momento em que o governo se esforça para fazer aprovar um ajuste fiscal no Congresso, com redução de benefícios sociais, o novo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), cumpriu uma promessa de sua campanha: a aprovação de um pacote de bondade para os 513 deputados com reajustes de verbas parlamentares e a possibilidade de usar dinheiro da cota para pagar passagens para mulheres e maridos de deputados e deputadas. O aumento valerá a partir de primeiro de abril e provocará um impacto anual extra nas contas da Casa de R$ 150,3 milhões.

Em reunião da Mesa Diretora ontem, foram aprovados reajustes de 18,02% na verba para contratação de funcionários não concursados, de 8,72% na verba de custeio do mandato, e de 11,92% no auxílio moradia, Como o aumento só vigora a partir de abril, o impacto é menor, de R$ 112, 7 milhões.

Além dos reajustes nas verbas, Cunha também anunciou a decisão de permitir o pagamento, dentro da cota de custeio do mandato, de passagens para os cônjuges dos deputados. Neste caso, só será permitido a emissão de passagens do estado de origem do deputado até Brasília. Depois da chamada farra das passagens aéreas, em 2009, a Câmara tinha proibido o pagamento de passagens para familiares, permitindo apenas o uso pelo próprio deputado e um assessor, desde que autorizado pela Mesa.

Cunha disse que para cobrir o aumento serão cortadas outras despesas do orçamento da Câmara e não demonstrou constrangimento.

— Eu não acho corporativista. Ninguém está dando aumento, nós só aceitamos a correção inflacionária. Eu não estou aumentando verba, estou corrigindo principalmente o salário dos funcionários de gabinete. As esposas terão direito a passagem, mas dentro da própria cota do deputado — alegou Cunha.

18 Comentários

  1. ESTOU SEMPRE DIZENDO QUE AS FFAA TEM QUE ASSUMIR AS RÉDEAS DESSE PAÍS E BOTAR ESSES MALACOS PRA CORRER.

  2. era só o que faltava: auxilio moradia para quem mora em mansões e luxuosos apartamentos, além de possuir chacaras e casas de veraneio hiper luxuosas; auxilio saude para quem recebe fortunas, no caso do Senado por exemplo, por um dia só que tenha sido senador, tem ajuda saude perpetua para si e todos os seus familiares pelo resto da vida e no Sirio Libanes ou Albert Eisntein; auxilio livro para quem nao precisa – é o caso dos magistrados – os professores NAO TEM ESTE AUXILIO -auxilio alimentação em valores exorbitantes; auxilio motorista e carro com gasolina e motorista….. Santa Mãe de Deus, os professores sofrem 30 a 35 anos na dificil atividade de ensinar e seus minguados salarios não comportam pagar plano de saude,comprar livros ou pagar escola….E os deputados querem viajar com suas esposas? Não está certo! Delenda Cartago!

  3. VILMAR KURZLOP Responder

    Minha dindinha (vó madrinha) já me dizia: “siga os exemplos dos mais velhos e de quem está acima de você”.
    Creio ter ido mais longe: “com base nos exemplos morais e éticos de meus pais, sigo os bons exemplos dos mais velhos e dos mais novos, dos que estão acima e abaixo de mim”.
    O que o nosso povo precisa é reaprender a viver em sociedade. Nela não podemos tirar proveito de nada, pois estaremos prejudicando outros.
    Devemos pensar no nosso bem estar, cumprindo integralmente nossas obrigações, sem prejuízo a terceiros.
    Rui Barbosa já dizia que chegaria um tempo em que o brasileiro teria vergonha de dizer que é honesto.
    Acho que esses tempos estão chegando.
    Em alguns comentários postados, aqui e em reportagens de outros meios da mídia, dizem-me para deixar de pensar como “madre Tereza de Calcutá”; para cair na “real”, e outros do gênero.
    É definitivamente acho que os tempos preconizados por Rui Barbosa estão chegando.
    Que tem a obrigação, pelo cargo que ocupa, de dar bom exemplo, está preocupado, única e exclusivamente a atender os seus interesses.
    As criticas são, quase sempre, para querer estar da situação do criticado e não para corrigir os erros por eles praticados.
    É assim caminha nosso País.
    Todo dia mais e mais noticias sobre benesses para um segmento ou uma classe, em prejuízo da coletividade.
    Aonde vamos chegar deste jeito?

  4. Carlos Tramontin Responder

    Acredito que não foi uma boa coisa para os próprios deputados,pois com aquele mar de mulheres lindas e gostosas que enlouquecem os homens e agora tendo perto as esposas acho que não foi uma coisa boa para eles.

  5. A palavra é: ” INDIGNAÇÃO” – estão deslocados do momento histórico que o País está vivendo…Pena, vão receber a indignação do povo e o Juizo de DEUS!!!

  6. luiz indignado Responder

    Eta Brasil véio. E nós é que pagamos a conta é triste abrir o holerite e ver que foi descontado 27% do salário em imposto de renda.

  7. LUIZ ENTENDA! SE NÃO DESCONTAREM SEU IMPOSTO COMO VÃO BANCAR AS PASSAGEM PARA AS ESPOSAS, AS SECRETÁRIAS AMANTES, PARA AS GAROTAS DE PROGRAMA.

  8. Do Interior..... Responder

    Isso aqui tá pior que o Paraguai. Virou casa da mãe joana mesmo.
    Culpa do PT.

  9. Sergio João Cantelli Responder

    Eles são do mesmo bando do PT, enquanto estão no poder sempre vai ser assim

  10. AI CORJA DE SAFADOS, GASTAR DINHEIRO ALHEIO É BOM… ENQUANTO ISSO O PACOTE DE AJUSTE D ECONOMIA É SÓ FUMO NO RAB…. DOS TRABALHADORES, APOSENTADOS E PENSIONISTAS… PORQUE NÃO INCLUI AÍ A PASSAGEM DO RICARDÃO TAMBÉM.

  11. Antonio Alvaro Rosar Responder

    Nunca ninguém falou em dividir os lucros com o povo de modo geral, se bem que agora estão dividindo, pois está no vermelho.

Comente