Uncategorized

Na contramão da greve, escola pública abre e é a única com alunos em sala

banda b- escola

de Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento, Banda B:

Em meio a greve geral das escolas estaduais que já dura 23 dias, o pátio de uma escola pública repleto de estudantes do Ensino Fundamental desperta o interesse de quem passa pelo local. É o único colégio estadual de Curitiba que está com as portas abertas, a Escola Estadual Nossa Senhora da Salete, que fica no bairro Jardim Social. Cerca de 85% do corpo docente da escola está nas salas de aula, enquanto a presença de funcionários da administração, cantina e serviços gerais é de 100%. Há faixas que foram fixadas no portão da escola pela APP-Sindicato, que representa a categoria, indicando greve, no entanto, o diretor Carlos Comassetto confirmou a rotina das aulas e frequência dos alunos à Banda B.

Ao todo, são 16 turmas do 6º ao 9º ano, nos períodos da manhã e da tarde. Nesta segunda-feira (3), 125 alunos compareceram no período matutino e 70 no vespertino. Hoje, de acordo com o diretor, já tinham sido contabilizados 145 estudantes em sala de aula até as 10 horas.

A greve foi deflagrada pelos educadores no dia 7 de fevereiro, em assembleia com mais de 10 mil trabalhadores e completa mais de três semanas de paralisação. A categoria exige o pagamento de benefícios atrasados, é contra um pacote de medidas do governo que afeta as carreiras dos educadores, e quer melhor plano de carreira.

Para Comassetto, que preferiu não gravar entrevista, as minorias devem ser respeitadas, como em uma democracia, e um prédio público não deve estar com as portas fechadas. Os professores que estão dando aula normalmente concordam em não parar as atividades dos alunos em sala de aula. A escola esteve fechada durante os dois primeiros dias, na semana inicial da greve. Logo após optaram pela abertura dos portões. Na semana do Carnaval os alunos foram dispensados das aulas e, desde então, a escola foi reaberta para o início do ano letivo. Embora na manhã de hoje vários grevistas fizeram piquetes em frente a escola, professores e alunos optaram em entrar para as salas e continuar com as atividades normalmente.

Sinalizado pelo diretor, o que pode acontecer é que nesta quarta-feira (3) os professores da Escola Estadual Nossa Senhora de Salete queiram participar da assembleia, marcada para as 9 horas no Estádio Durival Britto e Silva, na Vila Capanema. Com isso, os estudantes teriam de ser dispensados, no entanto, até o fim das aulas os pais seriam avisados sobre a decisão dos professores.

Volta

O Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Paraná (APP-Sindicato) foi notificado oficialmente na manhã de ontem (2) sobre a liminar que determina 30% dos professores do terceiro ano do Ensino Médio retornem às atividades, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. A decisão, porém, não garante o encerramento da greve ou retomada das aulas e a APP promete recorrer da decisão.

15 Comentários

  1. 85% dos professores em sala de aula?!!! Mas isso é um recorde, mesmo em tempos de não-greve!!!!!!

  2. Parabéns para esta escola que pensou antes nos seus alunos e nas famílias deles e depois na briga da APP com Beto Richa.E trem mais, com frequência de 85% em plena greve é uma vitória sim seu Paolo…

  3. PARABÉNS! DEPOIS DE TANTAS NOTICIAS NEGATIVAS, TEMOS UMA POSITIVA.

    CONSCIÊNCIA E TRABALHO.

    A LUTA PELOS DIREITOS NÃO PRECISA PARALISAR O ENSINO, ESTE É UM BOM EXEMPLO DE CIDADANIA.

  4. De 2100 escola apenas 1 aberta, índice de 0,001% abertas, e tem gente contente neste blog com esta notícia, sem noção, além de ser número desprezível este Diretor e professoras estarão marcados pelo magistério para o resto da vida.

  5. Imagem um pouco fraca de alunos para uma escola de grande porte. Seria interessante mostrar professores que trabalham nessa escola.

  6. Eu quero voltar para a sala de aula!

    Acredito que a assembléia optará pela continuidade da greve por causa de 15 de março.

    Muita preocupação com os alunos, com a educação, não é mesmo?

    Acompanhem: se a greve for até o dia 15 (domingo), têm-se por força do estatuto da APP 48 horas para chamar uma assembléia para deliberar sobre o fim ou não da greve. Portanto, ela só poderá ocorrer lá pelo dia 19!

    Ai meu Deus!

  7. No meio do bando , se acha alguns Professores e é com esses Professores de fato , que devemos nos orgulhar para uma EDUCAÇÃO que almejamos aos nossos filhos e não com os pelegos da CUT/PT

  8. o diretor dessa escola é filiado ao PSDB, pode consultar a lista de filiados do PSDB, você irá confirmar isso Campana.

  9. Esses professores que estão dando aulas perceberam a tempo que serviam de massa de manobra do sindicato e dos partidos de esquerda (PT e outros).

  10. Se a greve servir para que o ensino público seja de qualidade, nota 10 (DEZ), mas se continuar descendo no índice do IDEP – que hoje está em torno do DÉCIMO (10°) lugar – que antes estava em PRIMEIRO (1°) lugar. Fazer greve os professores estão provando que sabem fazer agora reverter o quadro acima é o que veremos se têm essa capacidade. Quem não trabalha não merece receber. DESCONTO NELES, pois se a moda pega, QUE TAL OS ALUNOS FAZENDO GREVE devido aos péssimos professores?

  11. Alguém já pesquisou a vida do presidente da APP,se não o fez faça.
    Veja quantos anos ele trabalhou como professor,quantas horas aula lecionou,quantos cursos de reciclável compareceu e a que partido é filiado. Somente isso.

Comente