Uncategorized

Pedidos de investigação da Lava Jato chegam hoje ao STF

teori - zava.

Os pedidos de investigação sobre políticos citados na Operação Lava Jato serão enviados hoje pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao STF. Em seguida, o ministro Teori Zavascki passará a analisar cada um dos pedidos. Janot vai pedir que Zavascki levante o sigilo das investigações – o que deve ser aceito pelo ministro. A decisão do magistrado, no entanto, não tem prazo para acontecer. Além disso, como o ministro irá avaliar cada um dos cerca de 40 pedidos de investigação e só divulgará sua decisão ao final do processo, a revelação dos nomes e possíveis crimes cometidos por políticos acontecerá mais para o final da semana ou somente na semana que vem. As informações são da Folhapress.

Caso as expectativas se confirmem e Zavascki levante o sigilo dos inquéritos, será possível acompanhar os processos através do site do STF. As justificativas para os pedidos de investigação também poderão ser acessadas. O sigilo só deve ser mantido em casos de diligências que podem ser frustradas caso sejam reveladas -como no caso de um eventual pedido de grampo telefônico, por exemplo.

Com a entrega do material, Janot espera que o assédio que vem sofrendo de políticos seja dividido com Zavascki e o STF. Deputados e senadores o tem procurado com a justificativa de discutir projetos que tramitam no Congresso ou simplesmente agendar visitas de cortesia. Como boa parte dos políticos que tem feito tais pedidos estão na lista de investigados, procuradores que atuam no caso acreditam que eles tentam, na verdade, confirmar se serão ou não alvo de inquéritos no STF. Apesar dos pedidos, Janot não tem recebido esses políticos.

Quando Zavascki derrubar o sigilo dos pedidos de investigação, Janot e procuradores que fazem parte do grupo de trabalho da Lava Jato devem convocar uma entrevista coletiva para debater as ações e explicar os rumos das investigações. De acordo com pessoas próximas aos procuradores, Janot gostaria até mesmo que todo o conteúdo das delações tivessem seus sigilos levantados por Zavascki, o que não deve acontecer num primeiro momento. A avaliação é que, como todas as situações citadas nas delações foram enfrentadas pelos procuradores, seja para pedir aberturas de investigações seja para pedir o arquivamento, a abertura dos depoimentos encerraria especulações sobre o trabalho de Janot. Nos últimos dias ele têm se queixado de reportagens que insinuam que ele poderia estar protegendo alguma autoridade citada nas delações.

5 Comentários

  1. Só virá a público os envolvidos que NÃO são do PT, certamente serão engavetados! Querem apostar???

  2. Até parece que o zavaski já não tem ciência dos nomes que terá de proteger, então, vamos procrastinar para tentar salvar esses canalhocratas .

  3. A impressão que eu tenho é que quando cair nas mãos desse Ministro do STF, colocado lá pela Dilma, uns poucos gatos pingados serão realmente denunciados e punidos. Houve um encontro do Procurador Janot com o Ministro da Justiça. Para quê e por quê? E essa de que a lista dos arrolados será individual? Há um ou dois dias vi uma charge, se não me engano do Sponholz, na qual um “Procurador” entrava em algumas portas, com alguns nomes (Dilma, Lula, etc.) escritos e saía corendo com sua valise. É uma pena que o trabalho excelente do Juiz Sérgio Moro vai ser inutilizado. Alguns peixes menores talvez passarão algum tempo na cadeira, aguentando as pontas para não entregarem os verdadeiros chefões dessa roubalheira.

  4. o que deve ter de gente com as calças na mão não deve ser brincadeira na câmara federal e no senado. E o cheiro que vem dos gabinetes então? Deve estar faltando papel higiênico em Brasília.

Comente