Uncategorized

Governo lamenta decisão da APP de estender greve

Em nota, o Governo do Paraná lamenta a decisão tomada pela assembleia da APP-Sindicato de estender a greve de professores. “O governo esclarece que atendeu toda a pauta de reivindicações apresentada pela APP durante as negociações. Além disso, tem feito um grande esforço para regularizar pendências com os servidores e garantir benefícios, como o reajuste acumulado de 60% nos salários nos últimos quatro anos, a implantação da hora-atividade de 33% para todos os professores, a melhoria da qualidade da merenda escolar, a ampliação de investimentos no transporte escolar e o incremento do fundo rotativo das escolas. O governo espera que os professores e servidores da Educação reavaliem a decisão e retornem às salas de aula o mais breve possível, para que os estudantes e suas famílias não sejam ainda mais prejudicados por uma paralisação que não tem mais justificativas”, diz o comunicado.

Veja a seguir os compromissos assumidos pelo Governo do Estado na negociação feita com os professores e funcionários, por meio da APP-Sindicato, para o encerramento da greve:

1 – PROJETOS DE LEI – O Governo comprometeu-se a não apresentar qualquer projeto de lei que suprima direitos dos servidores públicos e, em particular, dos educadores. Os projetos que estavam tramitando na Assembleia Legislativa foram retirados no dia 12 de fevereiro.

2 – PARANÁ PREVIDÊNCIA -Permanece como está. Durante este mês de março, o Governo promoverá um amplo debate, com a participação do Fórum de Servidores Públicos, da APP-Sindicato e do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Após esgotado o processo de análise, inclusive com a participação do representantes dos poderes Judiciário, Legislativo, Tribunal de Contas e do Ministério Público do Paraná, a melhor proposta será encaminhada à Assembleia Legislativa. Desde já, está descartada a hipótese de extinção do Fundo de Previdência da ParanáPrevidência, e os recursos do Fundo Previdenciário serão utilizados exclusivamente para o pagamento de aposentadorias e pensões.

3 – PROFESSORES PSS – Todos os salários e verbas rescisórias foram pagos no dia 24 de fevereiro.

4 – TERÇO DE FÉRIAS – O pagamento do adicional de férias dos professores da educação básica e das universidades estaduais, referente a janeiro de 2015, será feito no dia 31 de março.

5 – AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO – O pagamento para os agentes educacionais foi realizado nos dias 9 e 13 de fevereiro.

6 – PORTE DAS ESCOLAS – A revisão do porte das escolas foi concluída no dia 2 de março, utilizando como critério os parâmetros em vigor em dezembro de 2014, considerando o número de matrículas de 2015.

7 – PROJETOS EDUCACIONAIS – Todos os projetos, entre eles as Salas de Apoio, o Centro de Línguas Estrangeiras Modernas (CELEM), o Treinamento Desportivo, o Mais Educação e o Hora Treinamento, estão autorizadas em sua totalidade.

8 – TURMAS E MATRÍCULAS – A Secretaria da Educação está cumprindo integralmente a Resolução 4.527/2011, que trata dos procedimentos e análises para a autorização de turmas.

9 – PROFESSORES CONCURSADOS – A Secretaria da Educação já concluiu a maior parte das nomeações dos 5.985 professores aprovados no último concurso. São 4.503 professores já contratados, 1.019 pedagogos cujos processos de nomeação estão sendo concluídos nesta semana e 463 professores que também terão suas nomeações efetivadas nas próximas semanas.

10 – ORDEM DE SERVIÇO – O Governo já abriu as inscrições para as Ordens de Serviço dos novos professores nomeados, de acordo com os critérios estabelecidos em Instrução Normativa.

11 – FUNDO ROTATIVO – Serão pagas duas cotas extras do Fundo Rotativo, como forma de compensação pelos valores não repassados no exercício de 2014, cada uma no valor de R$ 4 milhões. Os recursos serão liberados de acordo com a demanda.

12 – APAES – O Governo pagou no dia 2 de março R$ 9 milhões de parcelas pendentes de convênios com as APAES e demais entidades.

13 – PDE – O programa será retomado no segundo semestre de 2015. Todas as providências para a regularização das bolsas para estudantes e professores do PDE 2013 e 2014 serão adotadas a partir de maio, em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

14 – LICENÇAS ESPECIAIS – A atual resolução que suspende temporariamente a concessão de licenças especiais terá validade até o mês de julho de 2015.

15 – LIBERAÇÃO PARA MESTRADO E DOUTORADO – Foram autorizados os pedidos de prorrogação e também os novos pedidos, desde que atendida a regulamentação que será expedida posteriormente.

16 – DISTRIBUIÇÃO DE AULAS – A Secretaria da Educação garantirá, através de ajustes, a adequação da atribuição de aulas, em caso de alterações de demandas, permitindo que neste momento os professores possam alterar as aulas e que seja atribuída carga horária menor do que 26 aulas aos professores sob contrato temporário (PSS).

17 – PROGRESSÕES E PROMOÇÕES – O Governo implantará as progressões e promoções pendentes no mês de maio para os funcionários (do Quadro Próprio dos Funcionários da Educação Básica-QFEB) e no mês de junho para os professores (do Quadro Próprio do Magistério-QPM). Quanto ao pagamento do passivo, o cronograma será definido a partir do mês de maio.

47 Comentários

  1. Meus parabéns a todos os servidores públicos deste E S T A D O.
    UNIÃO FORÇA DETERMINAÇÃO…

  2. CONCLAMO TODOS OS PAIS DE ALUNOS DA REDE PUBLICA COMO EU A COMEÇAR UMA GREVE CUJA REIVINDICAÇÃO É DA OBRIGATORIEDADE DOS PROFESSORES QUE CONSEGUIRAM TUDO QUE QUERIAM INCLUSIVE VALE REFEIÇÃO E VALE TRANSPORTE EM PERÍODO DE FERIAS COISA QUE NENHUM TRABALHADOR NO MUNDO RECEBE , NEM PROFESSORES DE REDE PRIVADA. A OFERECER UM ENSINO DIGNO AOS NOSSOS FILHOS QUE O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO SEJA SEGUIDO RIGOROSAMENTE E QUE PROPORCIONE AOS NOSSOS FILHOS A CONDIÇÃO DE ENTRAREM NAS UNIVERSIDADES PELA PORTA DA FRENTE ASSIM COMO AQUELES VINDOS DE ESCOLAS PRIVADAS E NÃO NECESSITEM USAR A VERGONHOSA PORTA DAS COTAS.

  3. ESTA ATITUDE DA APP É CLARA E TRANSPARENTE, ESTÃO SEGUINDO A ORIENTAÇÃO DA CUT E DO PT PARA QUE NÃO POSSA SER DADO ESPAÇO PARA A MANIFESTAÇÃO CONTRA A DILMA NO DIA 15 03.
    APARTIR DE AGORA ACHO QUE OS PROFESSORES COMEÇARAM A PERDER A RAZÃO E A MOTIVAÇÃO PASSOU A SER POLITICA. AI MEUS CAROS PROFESSORES PERDEU A GRAÇA.

  4. Será que depois destas invertidas (Invasão e tomada da ALEP, Caminhada dos 100 mil com protesto e agora com decisão pela continuidade da poderosa greve) Beto Richa vai querer continuar tentando mexer nos 8 bilhões do Paraná a Previdência Pública dos Servidores Públicos do Paraná?

    O Paraná Previdência e outras formas de garantias de aposentadorias no serviço público, embora ainda, foram pontos progressivos da Constituição de 1988, fruto de todo o processo de mobilização da década anterior. No entanto, a política neoliberal de desmonte dos serviços públicos (sucatear, terceirizar e privatizar), como ocorre no atualmente no Paraná, chegou ao país logo depois e os fundos de previdência públicos de Servidores Públicos começaram a ser dilapidados.
    Já no governo Collor, se preparava uma ampla reforma, que acabou sendo adiada pelo seu impeachment. No entanto, em 1999, o governo FHC, no auge das privatizações e sucateamento do Estado, conseguiu implementar uma reforma que, além do fator previdenciário, instituía ataques como a troca do termo “tempo de serviço” por “tempo de contribuição”. A resistência dos trabalhadores públicos, por sua vez, impediu um ataque mais profundo. Mas as tentativas de se acabar com as previdências públicas se mantiveram.
    Agora o governo “betorichiano” , surpreendendo a muitos, depois de eleito quer impor um duro ataque às atuais e futuras aposentadoria dos Servidores Públicos do Paraná. A “reforma” do Paraná Previdência quer acabar com a aposentadoria integral do setor, criando um fundo complementar ( a ser regulamentado se aprovado pela ALEP o desmonte do fundo de 8 bilhões de reais do Paraná Previdência) recentemente). Agora, se sabe que essa reforma, que provocou greves e manifestações dos Servidores Públicos do Paraná deveria ser aprovada através da compra de políticos. Ao mesmo tempo em que o governo e grande parte da imprensa alertam sobre um suposto déficit para abrir um rombo que vai ser utilizado, depois como justificativa para acelerar essa malfadada e maldita “nova reforma” no bendito Paraná Previdência dos Servidores Públicos.

  5. junior MARIANO Responder

    UNICA SAIDA É PRIVATIZAR O ENSINO …

    COMPRAR VAGA EM ESCOLA PARTICULAR QUE É MAIS BARATO

    COM MELHOR QUALIDADE..E SEM GREVES, SEM VALE TRANSPORTE, SEM QUINQUENIO, SEM AUENIO, SEM LICENÇA PREMIO, SEM PT, APP, SEM REQUIAO, SEM GLEISI, VENERI… OUTROS

  6. jaime rodrigues Responder

    ta enchendo o saco estes professores,

    nao aquerem trabalhjar,

    recebem hora atividade, aumento salarial de 60% nao querem trabalhar.

  7. Este País além de ser da CORRUPÇÃO, virou também da VADIAGEM E DA VAGABUNDAGEM. O DESCONTO SALARIAL se torna imperioso nesse caso. Mesmo com o pífio desempenho no índice do IDEP o Governo atendeu a esses péssimos professores, que, nunca tiveram tantas regalias e benefícios como estão tendo agora. Certa ocasião malharam o Álvaro Dias por ter posto a tropa de choque e a cavalaria em cima dos mesmos, que voltaram cabisbaixos para seus cantinhos. Está mais do que na hora de tomar medidas firmes e enérgicas contra esses baderneiros, que de professores só levam o nome.

  8. corta o salário desses vagabundos.. aí quero ver fazer greve depois de tudo o que conseguiram… inclusive auxílio alimentação durante a greve.

  9. nos somos trouxa, pagamos impostos , para o Estado funcionar,

    uma categoria recebe sem trabalhar, onde vamos parar,

    demissão já, demissão já, ou corta o ponto já…

  10. Só voltam quando o PT deixar. ..É assim que funciona. E ai de quem voltar antes. ..A patrulha vem com tudo.

  11. Chantagistas….A educação na mão de bandidos! Cade TJ? Seria justo que os docentes que estenderam suas férias, não recebam seus respectivos vencimentos neste tempo parado! E se acharem ruim, vão cobrar do Sindicato (onde a maioria não é professor), dos partidos e políticos que tumultuam e do MST! Não é de hoje que virou caso de Policia! Bora privatizar tudo isto aí para acabar com a doutrinação, a incompetência, a demagogia e a sem-vergonhice! Aqueles que estão defendendo a greve tem interesses, e não é pensando nos professores, na qualidade do ensino. E, principalmente, ignoram a maioria dos pais que não sabem o que fazer com seus filhos! Desafio os que se intitularam “pai” aqui a argumentar de maneira coerente, se esconder atras de codinome é coisa de gente que defende criminosos!

  12. Vergonha esses professores…..vergonha….oportunistas… vendidos para o PT, o partido que esta acabando com o Brasil, esta acabando com o Paraná….. não sejam massa de manobra….

  13. PRIORADO DE SIÃO Responder

    O jeito agora é o governo entrar na Justiça requerendo o cumprimento da Lei !

  14. Compromisso assumido não quer dizer que será cumprido. No meio de tantas mentiras é melhor acreditar no Coelhinho da Páscoa …

  15. Virou abuso, professores sendo usados como massa de manobra do Braço Sindical do PT. Não irão voltar antes do dia 15… essa é a ordem, haja o que houver…
    Corta o ponto…

  16. Meu comentário serve para o pai aflito e para os que defendem a greve….argumentem, provem que não existem interesses políticos nesta greve. Mostrem com argumentos que os professores fornecem uma educação de qualidade e que a greve é justa. Vamos, debatam a sério….com verdade…com argumentos!

  17. Em que mundo estamos?
    Onde um partido trata como marionetes os professores? E eles totalmente iludidos achando que a “luta” ainda continua em favor dos professores é o fim mesmo.
    O povo gosta de ser enganado mesmo.

  18. luiz indignado Responder

    É bem coisa do PT, isso aí já virou politicagem, concordo que tem reclamar e os professores merecem ganhar melhor, mas, a pauta solicitada pelo que eu sei foi atendida, então a continuidade é para rebater a paralisação do dia 15/03, e os professores embarcaram nessa. Petezada.

  19. ROBERTO FERNANDES DA SILVA Responder

    Um governo que promete e não cumpre dá nisso: falta de credibilidade nas promessas realizadas que certamente não serão cumpridas novamente… solidariedade e apoio total aos professores. Sigam em frente

  20. O pior é que os professores se tornaram paus-mandados da CUT e do PT.
    Quanto à diretoria da APP, o que dizer, senão que deixaram de defender os interesses dos professores há muito tempo.
    O que querem agora? Conflagração?
    Bom, depois e finalmente, os professores paranaenses ficarão com a ilusão de que têm muito poder, sequer tomando consciência de que foram miseravelmente usados.
    Conseguiram o que queriam? Voltem imediatamente para a sala de aula e cumpram suas obrigações.

  21. PT mandou continuar a greve. Quem paga é meu filho qie esta 24 dias sem aula. Richa, corta o ponto dessa vadiagem docente.

  22. Rogerio Sampaio Responder

    Sinceramente o nivel dos professores da Rede Publica e sofrivel, vi no jornal do meio dia da Globo um professor dizendo que ia continuar em greve para conseguir mais beneficios, ou seja esse tipo de gente não tem altura etica para dar aula, ja que a situação e essa o Governador esta com a credibildiade la embaixo, que abra concurso publico e a partir de amanha falta, e demissão por abandono. Qualquer um que vier dar aula não fara grande diferença em um ensino em que de cada 10 alunos apenas 1 entende matematica e 7 ao terminar o ensino medio estão com nivel de inicio de fundamental. Então que de ferias permanente a essa gente!!

  23. O estado tem que ratificar todas as “benesses” acertadas, seu Campana…
    Os compromissos assumidos não foram atendidos.
    As férias que seriam pagas em março integralmente, foram divididas, como a APP não queria.
    Nem todos os professores PSS receberam suas rescisões. Outros receberam valores à menor. O PDE não tem garantia de efetivação, mesmo após agosto.
    Não houve estabelecimento de data para o pagamento das promoções e progressões em atraso, um dos maiores entraves da negociação.
    As escolas ainda não receberam todo o fundo rotativo atrasado, a fim de comprarem insumos para seu funcionamento. Insumos como papel higiênico, produtos de limpeza, etc.
    O fundo previdenciário ainda é alvo da cobiça de Mauro Ricardo e Richa.
    Enfim, temos ainda muitos motes para discussão. Pelo que soube a APP solicitou audiência de conciliação no órgão competente, já que houve sentença parcial em favor do estado…
    Próximo movimento: Beto Richa.

  24. Fabio,

    Acho que voce não leu o documento enviado pelo governo a APP, , pois muito disso que eles estão dizendo e voce esta erroneamente reproduzindo esta condicionado a condição financeira do estado, portanto não são compromissos e sim propostas futuras.

    Voce com jornalista deveria ler antes de escrever.

  25. É coxinhas e alienados de plantão saibam que acabou o tempo em que o povo era pisado. Não interessa se tem PT´S ou não infiltrados o fato ´que a reivindicações são legitimas. FORA BETO RICHA

  26. izaias cristofel Responder

    De onde sai tanto dinheiro pra esse sindicato pagar 25 milhoes pra manter greve,
    o ministerio publico podia conferir isso.

  27. Antonio Alvaro Rosar Responder

    O governo fez proposta de parcelamento das dividas com a classe, está que já provou estar guiada por forças aleia a situação das escolas e principalmente a defasagem de aprendizagem dos alunos e procuram empurrar a greve até dia 15 que dai ficam em duas situações ou defendem Dilma ou vão ser oportunistas para acusa-la, porém uma coisa é certa alegam não aceitar as propostas do governo, tudo bem, não aceitar é uma coisa punir quem não tem nada com a coisa é outra e além do mais, bata no peito quem nunca parcelou ou até renegociou suas dividas. O governo cometeu seus erros dos quais muitos condeno só que a APP ta olhando somente pelo lado politico a ponto de gastar grandes quantias para reuniões nada pedagógica, digo pedagógica porque um pouquinho deveria ser usada por ser um sindicato que representa os profissionais da Educação. A pedagogia vermelha está dominando e dando risada, pois eles não irão perder, mas sim usufruir as benesses das mensalidades que graças a Deus parei de pagar faz tempo, pois não me via representado por ser apenas mais um financiador dos que ficam acomodados e estudando os meios de piorar o que já esta ruim. Como falar do governador se os mesmo estão recebendo vale transporte sem trabalhar e qual será o salário dos dirigentes da APP isto ninguém fala.

  28. O sem experiência richa foi mexer com quem estava quieto e viu o que deu, tentou engana-los e ó……..

  29. Para aqueles que priorizam o projeto de poder, a Educação, jamais foi prioridade. Formar massa critica atrapalha o projeto de dominação dos ptralhas. Os incautos não sabem que a difusão de difamações protagonizadas pelo PT, é paga com o dinheiro da população. Pois o PT é um partido cuja identidade esta baseada na corrupção. É um partido sem princípios morais, vergonha, escrúpulos e decência. Professores otários embarcaram nessa. Pobres estudante, formado por gente declaradamente sem ética e moral.

  30. FILOANTROPÓLOGO Responder

    Graças a Deus não tenho filhos ou sobrinhos fora da escola devido a essa graça, senão acho q já tinha pego um pedaço de pau

  31. Do Interior..... Responder

    Parece-me que os professores estão em outro mundo. Não acreditam em ninguém, só na APP-MST.

    Estão inflexíveis e impedem as crianças de ir a escola porque querem antecipar poucos dias a proposta do governo. Parece-me um exagero pois isso não tem prejuízo grande à classe. Tem para os alunos.

    Mas quem mais está ganhando é a APP-MST. Só falta o Stédile estar no comando para virar uma aberração.

    Só as escolas estaduais estão em greve. Na esfera federal a coisa está bem pior e ninguém está em greve porque a greve afetaria o PT Federal. Aí o MST não tem interesse de agir.

    Não que os professores não tenham razão em suas reinvidicações, mas a greve se tornou exacerbada. As pendências são miudeiras, exceto quanto a utilização do fundo da Paranaprevidência. mas para isso temos que ir à assembleia quando da votação, não ficar em greve.

    Curiosamente as manifestações sindicais só atacam o governo estadual e nunca a federal ou o estado do PT. Vide o Distrito Federal. Lá a coisa está bem pior e foi governo do PT.

    Se não há dinheiro para antecipar pagamentos, nada melhor que a negociação do que ir para a “guerra”. Guerra já anunciada pelo LuLLadrão.

    O salário dos professores do Paraná é um dos melhores do Brasil, mas isso não é suficiente para a APP-MST. A guerra, guerrilha e greve são as especialidades do PT. Alías é a única coisa que fazem com eficiência. Só não sabem trabalhar nem administrar nada.

    Fora o ensino marxista-bolivarianista e a tendência esquerdista socialista e comunistas das escolas e universidades.
    Fora PT
    Fora APP-MST
    Fora Foro de São Pulo

  32. No 1º governo Requião, 50 mil professores celetistas foram transformados em estatutários, sem que o que já haviam recolhido ao INSS retornasse à previdência estadual. Disseram na época que a bomba estouraria no futuro. Estourou.

  33. Celso Rocha você é baba ovo do Requião, tua ideologia e teu senador deveriam sumir do mapa. “ABAIXO PROFESSORES DO PARANÁ”

  34. Nossa nunca vi tanto post de uma só pessoa, só muda o nome fulano, siclano, beltrano todos que estão sentando a lenha nos professores é o mesmo cara escrevendo. Não duvido não que não seja o próprio Campana, porque a páginazinha dele tá feia, tá perdendo de 10 X 0. para a verdade!! PARABÉNS PROFESSORES!! QUEM NÃO LUTA NÃO CONSEGUE SEUS DIREITOS!! Deixa os comissionados do Betinho Hitler ficarem esbravejando aqui porque ninguém lê isso aqui mesmo!! É um blog feito pra Inglês ver!! kkkkkkkk

  35. bem…infelizmente a educação vem dando sinais de bagunça a longo tempo….lembro que um monte de professores não tinha seu diploma reconhecido e não poderia estar nas escolar…eis que reconheceram os tais diplomas e tal, com alguns tendo que fazer um “reforço” em universidades estaduais ( talvez sem fazer vestibular)…..falam em 35 mil profissionais naquele enrosco todo..talvez seja hora de rever o que aconteceu de verdade, pois está claro que tem gente sem conhecimento nas escolas….vide nosso IDEB, onde os primeiros anos ( em escolas municipais ) está alto, e com o passar dos anos nas escolas estaduais vai a níveis ridículos….o que por si só deixa claro uma queda na qualidade do ensino……vemos a classe totalmente envolvida na politica, cheia de quero, quero, com salários de mais de 3 mil reais, o que em algumas cidades no interior é bem significativo, pois poucos normais ganham esse valor…….vemos dizeres absurdos, tipo: a escola não está preparada pra começar…claro que não está, quem deveria zelar por ela está em casa, dormindo ou mandando msg pros “gestores da greve”….,,o que falar das regalias: a Paraná pesquisa deveria perguntar ao paranaense se ele está disposto a pagar férias-premio ( 3 meses a cada 5 anos) pra funcionário público…ou quer para os auxilo-transporte….dúvido..,,ninguém é bobo pra se submeter a isso…….e as respostas só mostram o quanto ignorante é nossa população quando se trata dos interesses do estado…….por fim..não vejo outro caminho que não seja a ilegalidade da greve e o desconto dos grevistas, pois é injusto com toda a população pagar com dinheiro público quem não trabalha…..

  36. ERICSSON RICARDO HRECIUK Responder

    Realmente alguns de vcs tem razão em reclamar, pois vcs são a maior prova de que a educação não esta cumprindo seu papel é so ler as asneiras escritas logo acima.

Comente