Uncategorized

TJ pede que juízes desistam de auxílio-moradia retroativo

paulo roberto- t

O Tribunal de Justiça do Paraná pediu que a associação dos magistrados retire um requerimento de pagamento de auxílio-moradia retroativo feito no início do ano por considerá-lo “inoportuno”. Em plena crise financeira, os juízes pediram para receber valores não pagos do auxílio-moradia relativos aos anos de 2009 a 2014. Levando em conta que o auxílio-moradia atual é de R$ 4.377,73, o total de atrasados poderia custar aos cofres públicos R$ 260 mil por juiz. As informações são da Gazeta do Povo.

O presidente do TJ, Paulo Roberto Vasconcelos, afirmou que caso a associação não desista da proposta, ela não será levada adiante na Corte. A associação dos magistrados diz que encaminhou a solicitação com base na lei orgânica da magistratura e que outras entidades da classe pelo país fizeram pedidos semelhantes. Também afirmou que o objetivo do requerimento era “interromper o prazo” de prescrição, o que evita a “perda de direitos”.

18 Comentários

  1. Nobre Presidente.
    Vossa excelência deveria ir além.
    A Justiça como um dos pilares da Democracia, deveria repelir soluções improvisadas pelas circunstâncias, quando necessitar de reajuste em seus salários. Sabemos que foi um reajuste de salário e nem cabe discutir se merecido ou não.
    O que não podemos admitir é que o povo acolha com naturalidade uma solução com contornos de imoralidade, a Justiça não merece isso!
    O judiciário deveria abrir mão deste disparate, para brigar por um aumento digno para a magistratura.
    A mulher de Cesar além de ser honesta, acima de tudo, tem de parecer honesta!

  2. É ISSO MESMO…. O BRASIL ESTA SITUAÇÃO.. ATÉ UM DESRESPEITO AO CIDADÃO ,,, O SALÁRIOS DOS PODRES 800,00 REAIS. E DELES SÓ MORADIA 4.377,00 QUE VERGONHA. HOJE NO PARANÁ CLUB DOS PROFESSORES GRITAVAM….. FORA BETO RICHA… ELES TINHAM TAMBEM GRITAR …. FORA DILMA FORA LULA FORA ESSES LADRÕES. MAIS NÃO.

  3. SE TIVESSEM VERGONHA DESISTIRIAM DE RECEBER A GRATIFICAÇÃO MENSAL , NÃO SÓ OS ATRASADOS. PARA MIM PERDERAM A MORAL AO RECEBER ESTA GRATIFICAÇÃO IMORAL

  4. PRIORADO DE SIÃO Responder

    sou contra esse auxílio moradia, cruzcredo…
    Deveria acabar imediatamente !
    … para diminuir o fiasco, seria de bom alvitre fazer uma tabela por Comarca, conforme o valor médio do aluguel nesses municípios sedes de Comarca … o aluguel em Brasília tem um custo, Curitiba outro, interior, outro, assim por diante, ou tô erraaaaadooo ???????? PQP

  5. junior MARIANO Responder

    governador aumenta impostos se desgasta e parte vai para a TJ,tCONTAS, MP…..
    ENQUANTO ISSO, NEM MPUBLICO, TCONTAS, ASSEMBLEIA, TJUSTIÇA, FAZ ESFORÇO PARA ECONOMIZAR E DEVOLVER O QUE SOBRAR PARA O ESTADO.

    SOBROU AUMENTAM DESPESAS, CRIAM CARGOS, VIAGENS, ESPECIALIZAÇÃO E NAO SOBRA NADA

  6. Kátia Flávia Responder

    Estamos num país pobre com muitos problemas moradias, saúde etc … e estes Exmos querendo + + +, Que a JUSTIÇA seja feita !! A Justiça de cima Deus fará !!!

  7. MENSALEIRO JÚNIOR Responder

    Se alguém disser que um juiz não é Deus,recebe voz de prisão,então se eles se consideram deuses por que não moram no céu,lá eles não precisariam de auxilio moradia. Já passou da hora dos militares darem um basta nesses desmandos.

  8. Angelo Garbossa Neto Responder

    Vossas Excelências deveriam se envergonhar em obter auxílio moradia.
    São uns sangue sugas.
    Pode até ser legal, mas com certeza é imoral perante tudo o que for justo no céu ou na terra.

  9. FILOANTROPÓLOGO Responder

    Se tiver juiz q não precise da benesse por vários motivos, inclusive por ter casa ou apto. próprio na Comarca, por favor devolva essa bolsa. Não vale transferir o imóvel para terceiro ?!?!?

  10. Inoportuno quer dizer que por enquanto não, quem sabe mais tarde a gente paga.

    VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA, isso é a cara do país de hoje em dia.

Comente