Uncategorized

Moro autoriza novo depoimento de Youssef

unnamed

O juiz Sérgio Moro aceitou o pedido da defesa do doleiro Alberto Youssef e determinou que ele seja submetido a um novo interrogatório no dia 31 de março, às 10 horas. A defesa de Youssef solicitou um novo depoimento à Justiça Federal do Paraná em uma das 11 ações penais em que ele é réu. A ação refere-se à acusação de que Youssef teria liderado uma quadrilha que evadiu cerca de US$ 500 milhões entre 2009 e 2013 por meio de importações fictícias com base em contratos de câmbio firmados por empresas de fachada. Dentre as empresas utilizadas para evadir o dinheiro estão a Labogen e a Piroquímica.

Segundo a defesa do doleiro, que firmou acordo de delação premiada e tem obrigação de colaborar com as investigações, o objetivo do novo depoimento é “para que esse órgão julgador possa sentenciar os eventos (supostamente) delitivos constantes na incoativa da maneira mais justa e correta”, assinala a petição encaminhada, no mês passado, à Justiça Federal.

O argumento da defesa acatado por Moro é que, na ocasião do primeiro depoimento do doleiro sobre o caso, anterior à firmação do acordo de delação premiada, ele permaneceu calado. “A Defesa de Alberto Youssef, por sua vez, requereu a designação de novo interrogatório, sob o argumento de que, conquanto à época de seu depoimento tenha permanecido em silêncio, atualmente, após a formalização do acordo, pretende esclarecer questões atinentes a este processo”, destaca a decisão de Moro.

4 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Então né,acho que o Juiz Moro tem um arrebatamento efêmero com o Yossef,e isso vem desde a delação do caso Banestado onde toda pirotecnia deu em nada e nem sei para onde foi o delegado Lacerda.
    Delação premiada em partes?Alguém
    já viu delação onde um delator desmente o outro?
    Olha gente,se alguem tem esperanças em que alguem devolva alguma parte do dinheiro pode até ser que é muito,mas esse povareo todo ir para a cadeia tá dificil e quem sabe vão prender o Juiz.

  2. É necessário uma delação mais explicita, sem proteção aos cabeças e beneficiados pelo o esquema do Petrolão que são Lula, Dilma e seus discípulos, poupados pelos delatores.

  3. A torcida dos petistas é essa – ninguém ir preso -, mais que vai faltar cadeia pra essa cambada vai, é só aguardar. O petistas gostam de fazer comentários pejorativos com a Justiça e os Magistrados, por isso vão sentir na carne e no lombo os tentáculos de que a Justiça TARDA MAS NÃO FALHA.

Comente