Uncategorized

No Paraná, 38% das obras do PAC estão só no papel

O Paraná começa 2015 com 38% das obras de infraestrutura em transporte previstas na segunda edição do PAC 2 ainda no papel, segundo a Gazeta do Povo. Do total de 29 empreendimentos no estado, 11 deles encontram-se em fases anteriores à contratação da obra. Ao todo, há seis em rodovias, duas em ferrovias e uma em aeroportos, portos e hidrovias que não começaram até dezembro de 2014, último ano de execução do programa. Algumas delas, inclusive, são herdadas do primeiro PAC, lançado em 2007 no governo Lula, como a construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, em Foz do Iguaçu. A obra, que tem previsão de início para o primeiro semestre deste ano, está atualmente condicionada à emissão da licença prévia de acesso, feita pelo Ibama.

Enquanto isso, outros empreendimentos, como o estudo do trem de alta velocidade entre Curitiba e São Paulo, foram suspensos e ainda estão ‘parados’ em ação preparatória, fase mais prematura do processo. Há outros três projetos considerados prioritários: a obra na BR-153 entre Alto Amparo e Imbituva; a adequação do Contorno Sul, em Curitiba; e a reforma no acesso ao Porto de Paranaguá.

“A presidente Dilma falou que ia licitar as obras no Contorno Sul no ano passado, em agosto. Isso foi empurrado para frente, mas nós esperamos que seja licitado ainda este ano”, afirma João Arthur Mohr, da Fiep. Segundo o Dnit, responsável pela obra, o projeto básico do contorno aguarda a aprovação do orçamento da União deste ano, que ainda está no Congresso. Conforme o órgão, a previsão é que a licitação ocorra em maio.

Para o economista Claudio Frischtak, da consultoria Inter.B, especializada em infraestrutura, falta planejamento no programa. “Em razão da pressão política, muitos projetos foram lançados ou iniciados sem nenhuma possibilidade. Diversos deles não passam nem pela barreira de análise de custo-benefício, como o TAV”, diz ele.

Frischtak estimou que, sem levar em conta o custo de desapropriações e de licenciamento ambiental, o projeto completo do trem custaria R$ 85 bilhões. “Falta planejamento e qualidade dos projetos, o monitoramento é insuficiente e há muitas restrições de financiamento”, acrescenta.

O professor Eduardo Ratton, coordenador do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura da UFPR, concorda. “O governo negligencia ao anunciar obras por pressões antes de ter planejamento estratégico e fazer os estudos de viabilidade necessários”, afirma. Ratton destaca que um dos defeitos do programa é não ter considerado o prazo necessário para a realização de estudos ambientais, o que acaba emperrando o andamento do processo.

10 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Quer dizer que 68 % estão sendo feitas,e as do Richa hein,estão todas no papel ou todas paralisadas.???????????????

  2. O PAC foi uma invenção do Lula e da Dilma para desviar a atenção do
    povão para um eventual benefício que o projeto traria, porem ficou mais
    uma vez provado que não existe condição técnica e nem economica para
    execução uma vez que o projeto se esvaziou definitivamente.

  3. S. S. você nem mesmo saber fazer contas como todo petista. Deve ter fugido da escola. Cuidado para não ser tapeado no teu Bolsa Família, Quando é que 68% + 38% dá 100%? E as obras do PT? Estão no papel também (só que no papel macio e absorvente, que vem em rolo), não adianta meter a lenha no Governador.

  4. No PAC ( PROGRAMA DE ARRECADAÇÃO P/ CORRUPTO) nem precisa sair do papel, mas sempre sai a comissão.

  5. Juca: o S.S. estudou na cartilha petista onde 7 + 4 = 13.
    Foi recolhida, alegou-se erro de digitação.
    Até poderia ser, mas observando o cálculo do S.S., dá para desconfiar.

    Ou naquela “nós pega os peixe”.

    Você vai acabar sendo acusado de “preconceito linguístico”, sabe-se lá o que isso quer dizer.

  6. Sergio Silvestre Responder

    Imbecil,não estamos trabalhando com 100%estamos trabalhando com 106%,voce não conhece fisica quantica fica de boca fechada ou corre para a internet conferir.

  7. Juca o ss está “Serto” vc esqueceu que eles trabalham com os juros acima da média, se foi assim nas propinas também pode ser aplicado aqui..kkkkkkkkkkk

  8. Todas as obras do famoso PAC são enganações inventadas pelo Lula
    e companhia. É só abrir a boca e dizer que vai chegar comida mais barata
    para o povão, que a água abundante do Rio S. Francisco está jorrando e
    vai ter a casa dos sonhos que a turminha de acéfalos votam no PT. Coisa
    de Brasil do quinto mundo…

  9. Do Interior.... Responder

    Hummm…. o Sérgio Stédile tá nervosinho… porquê será? Será que é porque este está tentando falar asneiras na Gazetona e estão cortando seus comentários por serem sempre sem educação?

    Os verbos utilizados por este comentarista: “estamos…”, indica que é um integrante da máfia petista. Ou vereador, deputado ou assessor de um deles.

    É SS, sua batata está assando. Saia na rua defendendo seu partido dia 15/03. Não esqueça de ir com uma camiseta e uma bandeira do PeTê ou da DiLLma ladra.

Comente