Uncategorized

Fruet despenca, desaprovação sobe 15 pontos e atinge 65%

Foto: Daniel Castellano/ Gazeta do Povo Fruet12Daniel Castellano

de Chico Marés, Gazeta do Povo:

A desaprovação do eleitor curitibano em relação à classe política do país não poupou o prefeito Gustavo Fruet (PDT). Segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisas encomendado pela Gazeta do Povo, entre dezembro de 2014 e março deste ano, a desaprovação a Fruet subiu 15 pontos porcentuais: de 50% para 65%. Além disso, apenas 6% acham que sua gestão está sendo melhor do que o esperado no momento da eleição – enquanto 58% estão decepcionados com a prefeitura.

pesquisa-fruet-web 10.03.15 (Infográfico: Gazeta do Povo. Clique na imagem para ampliar)

A tendência de queda na popularidade de Fruet vem desde 2013. Em abril daquele ano, o prefeito era aprovado por 65% dos curitibanos. A partir dos protestos de junho de 2013, a avaliação foi caindo progressivamente, e, em dezembro do ano passado, ficou pela primeira vez abaixo dos 50%. Três meses depois, apenas 30% dos eleitores dizem aprovar a gestão.

A queda na avaliação de Fruet segue a má avaliação de outros governantes. Na semana passada, a Gazeta publicou reportagem sobre a avaliação de Beto Richa (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) pelos paranaenses – o governador é desaprovado por 76% do eleitorado, e a presidente, por 82%.

Contexto
Os meses de janeiro e fevereiro foram de bastante turbulência no plano nacional e federal – o que explica em parte a queda de Dilma e Richa.

No plano municipal, não foi diferente. Em janeiro, houve greve do transporte coletivo, devido à falta de pagamentos de benefícios a motoristas e cobradores. Após longa discussão sobre a responsabilidade pelo sistema integrado entre governo estadual e prefeitura, o município decidiu acabar com a tarifa integrada na região metropolitana.

Além disso, houve greve de servidores da saúde – a paralisação durou dois dias, e atingiu 72 de 109 Unidades Básicas de Saúde (UBS). Assim como os motoristas, os servidores cobravam o pagamento de benefícios – neste caso, horas-extras que não haviam sido pagas em 2014.

As duas áreas puxam a avaliação de Fruet para baixo. 64% dos entrevistados consideram a gestão do prefeito na área do transporte coletivo ruim ou péssimo – e 61% acham o mesmo da saúde. Na educação e na área social, a avaliação da população é um pouco melhor.

O levantamento sobre a avaliação de Fruet foi realizado em Curitiba entre os dias 3 e 7 de março. Foram entrevistadas 819 pessoas maiores de 16 anos. A margem de erro é de 3,5% e o grau estimado de confiança, de 95%.

_____________________________________________

Crise econômica e gestão “modesta” explicam números

O mau momento econômico que vive o Brasil, aliado à crise de credibilidade da classe política, pode ter ajudado a derrubar a popularidade do prefeito Gustavo Fruet (PDT) ao longo de seu mandato. Entretanto, a “modéstia” da gestão, carente de grandes obras e pouco inovadora em relação às anteriores, também é percebida e tira pontos do prefeito junto à população. Os números são ruins; ainda assim, para os cientistas políticos consultados pela reportagem, é muito cedo para qualquer previsão de cenário eleitoral.

Para o cientista político Luiz Domingos Costa, do grupo Uninter, o quadro geral da política e, principalmente, da economia ajudam a entender os números. Por um lado, há o efeito direto: com a economia em baixa, a arrecadação fica prejudicada e imobiliza a gestão. Por outro, o eleitor, em tempos de crise, tende a avaliar mal todas as esferas de poder. Nesse ponto, Costa diz acreditar que os 65% de desaprovação “nem são tão ruins”, se comparados à avaliação de Beto Richa (PSDB) e Dilma Rousseff (PT).

Entretanto, Costa avalia também que há, por parte da população, uma percepção de que a gestão de Fruet pouco tem avançado em relação às anteriores. As intervenções mais visíveis do prefeito na cidade são projetos como a Via Calma e a faixa exclusiva de ônibus. Nos dois casos, Fruet fez, até agora, apenas mudanças pontuais e, ainda por cima, que contrariam os anseios imediatos da população – ainda que sejam positivas no longo prazo.

O cientista político da UFPR Emerson Cervi também avalia que Fruet “não tem conseguido fazer uma gestão que ande”. Um dos exemplos seria o transporte coletivo: em dois anos, ele teve de lidar com quatro ameaças de greve e não conseguiu uma solução para a questão dos motoristas.

Ainda assim, Cervi pontua que não é possível cravar que Fruet terá dificuldades para se reeleger. Primeiro, porque, em dois anos, há a possibilidade de uma reversão no mau momento econômico e, mais importante, na própria gestão. E, segundo, porque, ainda que esteja mal avaliado, o desempenho eleitoral depende também dos adversários – até o momento desconhecidos. (CM)

8 Comentários

  1. VOCÊS SABEM COMO PREFEITO PEGOU ESSA PREFEITURA.. EU PEÇO GUSTAVO FALE 1000VEZES SE FOR NECESSÁRIO COMO VOCÊ PEGOU A PREFEITURA ,DEPOIS COLOCAM ESSAS FOTOS DELE, O GUSTAVO É UMA PESSOA SEM MANCHA NA POLITICA , ISSO É UMA GRANDE COISA.,olhe esses ladrões , é 300bilhoes etc, que roubaram no BRASIL, isso ninguém fala, o governo não passa verba faz tempo, o GOVERNO FEDERAL FAZ 2 A 3 MESES QUE NÃO PASSA VERBA….. E DAI VAMOS V~e todos os lados.

  2. MIguel Machado Responder

    Achei que o Fruet ainda nem tinha assumido….
    Acho que por isso sua desaprovação já é recorde na capital.
    Triste fim…

  3. Vigilante do Portão Responder

    Gosto do Fruet, sério.

    Não acho que esteja fazendo uma boa Administração.
    Pena, esperava + do moço.

    Dá a impressão de estar perdido, sem rumo.

    Prometeu muito e realiza pouco.

  4. Servidor Anônimo Responder

    O prefeito Fruet é uma boa pessoa mas tem um defeito grave para um líder. Ele não sabe escolher as pessoas certas para o lugar certo. Os servidores de carreira sabem e sentem isso no dia-dia. Assessores próximos muito fracos e truculentos. Acham que mandam mais que o prefeito. Gente despreparada que tão fazendo o governo ir pro buraco.

  5. Olha Tadeu,

    Voce sabe muito bem porque a Prefeitura não recebe o dinheiro dos demais Entes. Ver por exemplo:

    http://www.jagostinho.com.br/?p=88488

    E isso foi só o começo. Ja tem uma equipe do TCE na Prefeitura para fazer uma auditoria nas contas que estão atrasadíssimas.

  6. Renato Britto Barros Responder

    Já era tempo de o povo curitibano ver quem realmente é esse prefeito FRUET.
    Nunca trabalhou na vida, apenas estudava, quando quis ser jogador de voley no clube curitibano, foi parar no banco dos reservas pois, não tinha competência para os esportes.
    Como vereador de Curitiba ficou apenas dois anos E nada apresentou nesse período basta entrar no site da câmara de Curitiba. http://www.cmc.pr.gov.br e procurar os “trabalhos” do então vereador FRUET.
    Como deputado federal fez um bom trabalho, somente na CPI mas, para os paranaenses nada.

  7. Fruet nos traiu depois que o ajudamos a se eleger.

    Vai ver só na próxima se conseguirá apoio.

    Mentiroso e dissimulado.

  8. De olho nas notícias! Responder

    Desculpem os demais, mas essa história sempre repetida de como Fruet pegou a prefeitura está mais parecendo a idêntica “é culpa do FHC”! Agora parece que mudou o discurso: caiu a arrecadação…. A impressão que dá é que ainda não se acharam… Esse senhor pode até ter demonstrado algum traquejo político na CPI do Mensalão, mas como administrador precisa aprender muito ainda…..

Comente