Uncategorized

Vereadores querem saber quem são comissionados da prefeitura

bernardi
Pedido partiu de Jorge Bernardi, que sugere que funções sejam extintas. Executivo enviou como resposta uma lista que não estava no Portal da Transparência.

Da Gazeta do Povo

A Câmara de Curitiba aprovou, nesta segunda-feira (9), requerimento do vereador Jorge Bernardi (PDT) solicitando à prefeitura informações sobre cargos em comissão. O vereador pediu a listagem de todos os funcionários lotados nas funções de gestor público e agente municipal. Bernardi também sugeriu oficialmente à prefeitura que essas duas funções fossem extintas do organograma – o que, nos cálculos dele, representaria uma economia anual de mais de R$ 30 milhões.

A prefeitura informou que, ao todo, conta com 271 funcionários lotados nessas duas funções – de um total de 307 vagas. Isso representa 48% de todos os funcionários comissionados da administração direta do município – ao todo, 556. No total, o município tem 35 mil funcionários ativos. A lista dos servidores nessas funções, que não constava no Portal da Transparência da prefeitura, também foi encaminhada a Bernardi e aos veículos de imprensa.

Na semana passada, Bernardi sugeriu em plenário que a prefeitura cortasse todos esses cargos para economizar. Para o vereador, essas vagas são um “trem da alegria” que estariam sendo usadas pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT) para aparelhar a gestão pública com correligionários. Bernardi e Fruet são do mesmo partido, mas estão rompidos desde a eleição da Mesa Executiva da Câmara.
Histórico

Esses cargos foram criados em 2000, pelo então prefeito Cássio Taniguchi. Cada um deles é dividido em três níveis hierárquicos – cujos salários variam entre R$ 1,7 mil e R$ 8,5 mil. Somados, os vencimentos brutos dos 271 servidores atualmente lotados nestas funções são de R$ 1,3 milhão por mês.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, parte dos ocupantes desses cargos exercem funções técnicas e administrativas e suprem necessidades de pessoal em secretarias nas quais há um déficit de servidores – em decorrência de aposentadorias, falecimentos e motivos diversos. Outra parte atua nas administrações regionais, fazendo verificação de demandas formuladas pelo 156.

Pelo menos cinco ex-vereadores estão na lista de ocupantes desses cargos: Jorge Yamawaki (PSDB), Zezinho do Sabará (PSB), José Roberto Sandoval (PTB), Geraldo Bobato (PDT) e José Gorski (PSB).
Transparência

O episódio mostrou um problema de transparência no site da prefeitura. Na listagem de funcionários no Portal da Transparência, todos os comissionados constam como “cargo em comissão”, sem distinção por função exercida – incluindo até mesmo secretários. Logo, antes de a prefeitura repassar essa lista, era impossível checar quantos e quais funcionários estavam lotados nos cargos em questão.

A prefeitura admitiu a deficiência nesse quesito, mas comunicou também que “o Portal da Transparência está em permanente processo de melhoria desde 2013, o que lhe valeu o reconhecimento de duas instituições nacionais”.

8 Comentários

  1. Concordo com o vereador, acho um absurdo o excesso de funcionários comissionados na prefeitura de Curitiba, entram ganhando de R$ 4.000,00 para cima, enquanto os servidores precisam fazer concurso para entrar ganhando R$ 1.400,00. Os comissionados não precisam nem apresentar diploma de nível médio, enquanto os servidores tiveram que prestar concurso e para crescerem na função precisão apresentar certificado de nível superior e muitas vezes de pós graduação para conseguir 15% a mais no seu salário. Mas nem isso garante que irão ganhar o que um comissionado que entra pela porta de trás ganha. Porque o nobre vereador não dá uma chegadinha na secretaria de urbanismo? Só no gabinete do secretário, na torre C são cinco comissionados, todos substituindo funcionários de carreira. É uma vergonha.

  2. O mesmo deveria fazer a Assembleia Legislativa com relação ao Executivo, pois, o princípio ensejador é o mesmo.

    Ao arrepio da Constituição e das leis em vigor, a procuradoria jurídica do Detran, por exemplo, é constituída todinha da comissionados.

    Outros órgãos no mesmo seguem o mau exemplo, DER, IAP, Procon, APPA, etc.

  3. A COHAB não paga ninguém mas tão cheia de comissionados. Vc sempre encontra gente diferente

  4. Renato Britto Barros Reply

    Cuidado vereador Bernardi.
    Você está sendo engano pelo prefeito FRUET.
    Essa lista dos puxa sacos do prefeito tem mais gente só que em outros tipos de contratos e não tem vínculo direto com a Prefeitura.
    Se mexer mais um pouco eles vão aparecer e ai será um Deus nos acuda.
    Ver pra quer.

  5. Vigilante do Portão Reply

    E os Comissionados da Câmara?

    Quantos são?
    Quais são?

    Listagem, por gabinete, com cargo, salário, local e horário de trabalho?

    O Bernardi, quantos “aspones” abriga no gabinete?

  6. sr. vereador JORGE BERNARDI,, PRIMEIRO SENHOR É DO PARTIDO DO PREFEITO, SEGUNDO SENHOR JÁ PAROU PARA PENSAR QUE O SENHOR TAMBEM TEM FUNCIONÁRIO QUE É PAI DE FAMILIA TERCEIRO EU ACHO QUE O PRESIDENTE DO PARTIDO DEVERIA EXPULSAR O SENHOR DO PARTIDO ,EU QUERIA SABER O QUE SEUS FUNCIONÁRIOS FALAM, VA ACHAR OUTRA COISA PARA FAZER..

  7. cap. nascimento Reply

    E os comissionados do Governo do Estado??? Onde está a contenção de despesas?

  8. E ai vem o banana, chorão e incompetente do prefeito dizer que não tem dinheiro em caixa…

    E a aliança com a Gleise? Será que ele não lembra que pediu votos pra Miss Petrolão???

Comente