Uncategorized

Patrimônio de Meurer cresce 137% em 4 anos

meurer1

Apontado pelos delatores da Operação Lava Jato como um dos principais beneficiários da distribuição de dinheiro no PP, o deputado federal Nelson Meurer, passou, entre a eleição de 2010 e a do ano passado, de um patrimônio de R$ 1,5 milhão para R$ 4,7 milhões. Descontada a inflação, o aumento real é de 137%. Na lista, estão R$ 762 mil guardados em casa ou em um cofre.Na declaração à Justiça Eleitoral em 2014, passaram a integrar sua lista de bens dois barcos, um jet-ski e mais três automóveis. As informações são da Folha de S. Paulo.

Entre as duas eleições, ele deixou de ser proprietário de um supermercado no Paraná. A maior parte do valor de seu patrimônio vem de um terreno rural na cidade de Francisco Beltrão, estimado em R$ 3,1 milhões, que Meurer diz que já era seu.

Ele é um dos 32 políticos do partido que tiveram pedidos de investigação autorizados no STF na semana passada. Meurer, 72, está em seu sexto mandato seguido na Câmara dos Deputados. Ele não foi localizado para falar sobre o assunto. O doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa disseram em depoimentos que Meurer recebeu, na campanha de 2010, ao menos R$ 4 milhões que tinham como origem propinas pagas na Diretoria de Abastecimento da Petrobras.

Próximo a José Janene, que comandava o partido até morrer em 2010, o paranaense foi descrito na delação como integrante de um grupo que liderava a sigla e distribuía dinheiro a colegas.Youssef afirmou que os repasses mensais a Meurer e outros líderes da sigla, incluindo o ex-ministro Mario Negromonte (PP-BA), chegavam a R$ 300 mil mensais. Em 2011, Meurer foi eleito líder do partido na Câmara. Youssef afirmou que a escolha ocorreu mediante “pagamento de valores” a correligionários, que somavam R$ 5 milhões.

O deputado durou poucos meses no cargo. À época, o PP vivia uma intensa disputa interna, que culminou com a saída de Negromonte do Ministério das Cidades. O doleiro afirmou que o motivo da rusga havia sido a diminuição dos repasses aos demais membros do partido diante de um “autofavorecimento” do grupo de líderes.

5 Comentários

  1. Cadê a RECEITA FEDERAL???????????? será que só caem na malha fina pobres contribuintes como eu??????????????? Algo estranho heim?????

  2. -Nossa!!! Que exemplo de trabalhador obstinado!!!!
    -Gostaria de ver o mesmo sendo investigado até a raiz dos cabelos e comprovar a origem de altos valores incompatível com a função e a remuneação política que exerce!!!

  3. JOÃOZINHO DO SUDOESTE Responder

    Esse cidadão,se intitula o DEPUTADO DE RESULTADOS para a região Sudoeste,quem diga são os prefeitinhos,o conhecem……Nesta hora e momento,emudecem também.Inclusive a imprensa regional de Francisco Beltrão,o jornal de maior circulação JB nem noticia o episódio da Lava Jato.Por quê será ??? Querem esconder da população,não se sabe o porquê…..

  4. Primeira coisa fazer é bloquear todos seus bens e apreender o dinheiro até que explique convenientemente seu rápido crescimento patrimonial.

  5. Sera que o Nelson Meurer vai renunciar ou vai esperar pela cassação como aconteceu com o Andre Vargas, pois pelo jeito ele ta devendo muito…….

Comente