Uncategorized

Nathan, do Atlético,
no São Paulo?

nathan - atletico - seleção

Informa o UOL que o São Paulo está de olho em Nathan, que atualmente protagoniza uma briga judicial com o Atlético-Pr, com quem tem contrato até final deste março. A última audiência está marcada para o próximo dia 26. Se a sentença for favorável a Nathan, o jogador estará livre a partir de 01 de abril para negociar com outras equipes. Se o juiz validar uma cláusula do contrato, já assinado, que estende o vínculo do jogador com o clube paranaense por mais 2 anos, Nathan será do Atlético até 2017.

2 Comentários

  1. Petraglia já afirmou que Nathan é do Atlético, por mais 2 anos; que a causa foi ganha na justiça, e ponto final. Assunto liquidado.
    O medo, a preocupação, é que, se a banca de advogados do Atlético, ainda é a mesma que cometeu aquelas barbeiragens, aquela picaretagem e mentiras mil para a torcida, quando dos casos Aluízio, e Dagoberto; pessoalmente fiquei desacreditado, e fui super gozado, nos blogs esportivos que frequentava na época, graças à má fé, à desídia, ou à incompetência dos ditos causídicos de então.
    Dessa vez, escolado que estou, vou esperar a galinha botar o ovo, pra depois cantar de galo.

  2. Tem coisas que eu fico pensando. Ou o pai e procurador do Nathan não entende nada de contrato ou é um tremendo espertalhão.
    Vejamos porque.
    Quando se assina um contrato, se tem como premissa que tenha o lido com cuidado e ao assinar consciente que estava concordando com todas as cláusulas nele contidas. Porque se tinha alguma objeção não o deveria assinar e sim até solicitar uma revisão que ao seu ver, não o prejudicasse. Como não é o caso e Nathan e seu pai assinaram o contrato onde tem uma cláusula que diz sobre renovação e que é automática. Não tem que discutirem, somente aceitarem os termos que assinaram ou entrarem em um acordo com o CAP que só vejo uma saída. Ressarcir o clube pelo encerramento do contrato antes do previsto e ai podem assinar com os bambis ou qualquer outro clube que bem entenderem.

Comente