Uncategorized

Segundo agente penitenciário é liberado e termina rebelião na PCE

da Banda B:

Dois agentes penitenciários foram feitos reféns no final da tarde desta quinta-feira (19) após os presos da Penitenciária Central do Estado (PCE) se rebelarem. Um deles foi liberado por volta das 22 horas e outro às 7h30. A rebelião aconteceu no Bloco 6, onde ficam os presos de castigo. Quatro estariam rebelados. Eles pedem proteção porque dizem estar sendo ameaçados de morte por outros detentos.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) ainda não informou se o agente estava ferido e se o pedido dos rebelados foi atendido. As negociações ontem foram interrompidas às 22h30 e foram retomadas nesta sexta-feira (20), quando aconteceu a liberação do agente. O primeiro agente liberado não ficou ferido.

O Comando de Operações Especiais e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) cercaram as dependências da penitenciária. O helicóptero da Polícia Militar acompanhou toda a movimentação.

O diretor do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná, Rodrigo Fontoura, em entrevista antes da liberação do primeiro refém, afirmou que a situação era crítica devido à preocupação com os dois colegas que estavam nas mãos dos presos rebelados. “Queremos um desfecho melhor possível, mas a situação é crítica. Estivemos lá dentro e os agentes estão sentados num canto, não apanharam, estão bem, mas não estamos tranquilos. Até um tempo atrás reclamávamos da superlotação, das condições de trabalho, da proteção da vida dos agentes e, com a morte em Guarapuava esta semana, nem isso foi atendido. O que vamos pedir amanhã? A morte já chegou dentro do presídio”, afirmou o diretor.

Morte

A rebelião na PCE acontece quatro dias depois da morte de um agente penitenciário na Centro de Regime Semi-aberto de Guarapuava. Marcelo Fernando Pinheiro, 31 anos, foi morto sem nenhuma rebelião pelos presos. Os detentos que o mataram entraram pela parte de trás da cadeia, pularam o alambrado e mataram o agente com três tiros. Um outro agente ficou ferido, mas sem risco de morte.

1 Comentário

  1. cortar o mal pela raiz , significa limpar mesmo a area saem todos entram cabeças novas sem medo de ser feliz, terrorismo barato sempre ocorreu e funcionou assustou muita gente e agora??

Comente