Uncategorized

União deve R$ 500 milhões ao Paraná na área da Saúde

unnamed

A dívida do Governo Federal com o Paraná na área da Saúde já chega a R$ 500 milhões. Os números foram apresentados pelo deputado estadual Guto Silva (PSC), em pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (23). “Hoje, a União está no ‘Serasa’ do Paraná. Analisando o orçamento da Saúde, observa-se que não foram repassados recursos que somam R$ 500 milhões”, ressaltou o parlamentar.

Um dos coordenadores da Frente Parlamentar de Defesa do Estado, o deputado destacou ainda quanto cada paranaense paga em impostos e que a reforma política é uma oportunidade para rever um “pacto federativo angustiante”. “De cada R$ 42 pagos em impostos, apenas R$ 1 está retornando ao Paraná e esse repasse ainda falha”, afirmou.

Guto ainda citou alguns exemplos de áreas da Saúde que estão com a parte do Governo Federal nos investimentos atrasada. “Há atrasos em todas as áreas, mas vemos R$ 152 milhões de dívida para o fornecimento de medicamentos como alarmante”, considerou.

O parlamentar ainda tratou da dívida relacionada com o fornecimento, pelo Governo do Paraná, de seis mil frascos de soro contra picada de aranha-marrom para os outros estados. O Governo Federal deve quase R$ 280 mil pelo soro produzido pelo Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos – vinculado à Secretaria de Estado da Saúde – que foi distribuído para todo o país.

2 Comentários

  1. Será que o Nobre Deputado está falando de repasse Constitucional?
    Porque se for aquela posição egoísta, que quer ficar com tudo, sem pensar nas regiões mais pobres do Brasil, melhor a imprensa economizar espaço.
    FALAR em mudança do pacto federativo é fácil, quero ver quem tem o ****Roxo para mexer nisso!

  2. Seria bom esse rapazinho rever os seus números antes de sair por aí falando bobagens. Essa proporção entre a arrecadação federal e o repasse ao Estado, é simplesmente ridícula. Não que o Governo Federal não tenha a sua culpa por atrasos, mas as coisas não estão no nível do alardeado.

Comente