Uncategorized

Richa determina que Controladoria apure conduta dos servidores
da Receita Estadual

richa. controladoria

O governador Beto Richa determinou que a Controladoria estadual apure, de forma imediata, a eventual existência de antecedentes criminais, de procedimentos investigatórios ou administrativos em curso na esfera da administração de todos os servidores lotados na Receita Estadual. “Toda denúncia que for consistente deve ser investigada e, havendo culpados, que sejam responsabilizados, quem quer que seja”, disse Beto Richa.

A Receita Estadual terá 48 horas de prazo para apresentação das informações. O governador determinou ainda que a Controladoria Geral do Estado escolha um representante para acompanhar com a Secretaria da Fazenda a apuração integral dos fatos. “Todos sabem que eu sou intolerante com algo ilícito, sou intolerante com desvio de conduta, muito menos com corrupção. Essa medida para mostrar a disposição do governo estadual em colaborar com as investigações e assim tornar o processo mais transparente”, disse.

Beto Richa destacou que o governo estadual está fortalecendo os mecanismos da Controladoria Geral do Estado de combate à corrupção. “É prioritário para nosso governo que haja ferramentas seguras para facilitar a participação da população no combate à corrupção”, afirmou.

O governador lembrou ainda que o Governo do Paraná, em parceria com o Ministério Público, reforçou a atuação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado. “O Gaeco foi fortalecido recentemente no meu governo que aumentou o número de policiais cedidos para as operações coordenadas pelo Ministério Público”, disse.

17 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Coça minha barriga para eu rir,que tipo de factoide mais grotesco essa controladoria,isso é caso de policia federal e é caso de investigar até o governador pelas companhias nada heterodoxas,

  2. Tá certo Sérgio Silvestre é caso do polícia e não de controladoria controlada pelo Governador. Mas vindo de um governo que comprou tudo até o judiciário com ajuda de custo da auxílio moradia, esperar o que desta determinação.

  3. Zequinha Dirceu Responder

    Verdade amigos é caso de Policia! Igualzinho o caso dos amiguinhos do Lula.

    Amizade e companhia legal é a Turminha da Petrobras, a Namoradinha do Lula e outros dessa PTZADA.

  4. Para quem disse que perdoa o pecador mas não os pecados, como foi com o caso de Ezequias e sua maravilhosa sogra, vocês imaginam o que é de se esperar.
    Fiquem tranquilos, vocês aí da Receita que estão envolvidos.

  5. Para quem disse uma vez que ” perdoava o pecador, mas não o pecado “, como fez com Ezequias Moreira no escândalo da sogra, é de se esperar o que vem por aí.
    Fiquem tranquilos, vocês aí da Receita que estão envolvidos. Pode ser até que ganhem algum cargo comissionado, ou uma secretaria no governo, à julgar com o que aconteceu com Ezequias Moreira.
    Êta país da piada pronta!!!

  6. Do Interior.... Responder

    Ele está mandando investigar e antes não ocorria isso.. Não é assim Sérgio? Porque dois pesos e duas medidas com sua adorada Dilma?

  7. Sergio Silvestre Responder

    Eu não sou obrigado a pagar IPVA 40% mais caro para saciar esses vermes,acho que chegou a hora das redes sociais entrar em ação,acabar com essa farra.

  8. Desde o início do Gov. Richa que o gaeco está tentando arrumar um B.O. pro Governador.

  9. É verdade que o salário de auditor da receita estadual é mais de R$ 25 mil ? Podendo chegar a quase R$ 40 mil ? será q um negócio desse pode estar acontecendo ? Pagando mais q a receita federal ? Se isso for verdade merece matéria especial dos órgãos de imprensa !

  10. Vendo quem são os amigos e parentes do Senhor governador. Vale a máxima “Me diga com quem andas que digo quem és”. Assim é possível acreditar naquela lenda urbana que envolve o caso Ribas Carli e Vossa Excelência.

  11. Beto Richa dá uma resposta a altura dos problemas que o órgão traz de longa data e que nunca foram encarados de frente. O trabalho de fiscalização e arrecadação de tributos estaduais é muito importante e para isso a Receita possui funcionários qualificados, mas é necessário aproveitar melhor o potencial de recursos humanos que o órgão tem. Não se justifica, por exemplo, que na operação deflagrada em Londrina tenha havido a prisão de três delegados da Receita. É preciso selecionar melhor os dirigentes da instituição.
    Esta decisão do governador somada a operação que o Gaeco iniciou em Londrina trará resultados importantes para uma mudança de credibilidade da Receita Estadual.

Comente