Uncategorized

Professores, agora, ameaçam Fruet

fruet - professores

A prefeitura de Curitiba remarcou para esta quarta-feira (25) a reunião com os professores e pedagogos para esclarecer problemas gerados pelo simulador do plano de carreira da categoria. A reunião é esperada pelos servidores que reclamam de dificuldades e divergências no acesso ao plano com a ferramenta. Um indicativo de greve foi aprovado pelo Sismmac por causa das divergências. As informações são da Gazeta do Povo.

O indicativo de greve foi decidido na sexta-feira (20), em assembleia realizada pelo sindicato, depois que os professores e educadores, ao acessarem o simulador, viram que as informações do plano de carreira pela ferramenta criada pela prefeitura retiravam benefícios. Isso deixa, segundo o sindicato, a categoria em desvantagem e as carreiras ficam diferentes do que havia sido acordado com a prefeitura em 2014. Caso a greve seja confirmada, os professores e pedagogos podem parar a partir do dia 8 de abril. De acordo com a prefeitura, o sistema criado gerou problemas técnicos, o que fez os professores terem dificuldades com o acesso ao plano de carreira.

5 Comentários

  1. AGORA BOLA DA VEZ É NOSSO PREFEITO,QUEM É O PRESIDENTE DO SINDICATO E PARTIDO….. ORA SEM DÚVIDA É PT PT PT PT PT,NOSSO PREFEITO SABERÁ CONDUZIR ESSES PT…..

  2. Vigilante do Portão Responder

    A dificuldade não em acessar o novo sistema.
    O problema é a DIFERENÇA com o combinado ano passado.

    Combinaram uma coisa, colocaram outra no Programa do Computador.
    A CBN, do grupo RPC, entrevistou o Fruet, Nada perguntou sobre os Professores.

    Mais antenada, a BandNews fez a mesma entrevista, INDAGANDO sobre a greve.

  3. O descontentamento é da mesma natureza. Quando os professores eram contra o Beto, o blog defendia o Beto. Agora a manchete é contra o Freut.

  4. Deviam investigar as doações que o PT fez par a campanha do FRUET… se para o LEMOS em Cascavel doaram bastante, imagina para o FRUET

Comente