Uncategorized

Pânico no ar

polícia-federal
Mais pânico no ar: há novas informações, vazadas por fontes mais que confiáveis (daquelas que a mídia não revela, amparada na lei), de que, nas delações premiadas de Dalton Avancini, presidente da Camargo Corrêa e de Eduardo Leite, vice-presidente da empreiteira, foram relatados outros esquemas de grandes propinas, além do cartel da Petrobras. Atingiram obras de infra-estrutura, aeroportos, usinas, estradas e outras áreas que já constavam de outra operação da Polícia Federal em 2007. Os dois surpreenderam até o Ministério Público – e que até agora não tinham sido citados na Lava Jato.

7 Comentários

  1. NÃO SEI COMO OS BRASILEIROS ESTÃO SUPORTANDO TANTAS SUJEIRAS, MUDA BRASIL URGENTE.

  2. Nada mais surpreende a todos os cidadãos de bem deste país. É ser
    muito inocente para acreditar que a roubalheira ficou restrita somente
    na Petrobras. O esquemão montado pelo PT vem desde o início do go-
    verno Lula e fim de papo. Esta dinheirama que foi parar nas mãos dos
    corruptos daria para colocar muitas vidas de brasileiros em um patamar
    do mínimo mas justo. Infelizmente foram parar nos bolsos dos quadrilhei-
    ros e assim não veremos a cor do dinheiro nunca mais !!!

  3. COELHO RICOCHETE Responder

    Duvideodó que tenha mais juízes como o Sérgio Moro capazes de enjaular tantos ladrões!

    Ultimamente tá raro achar gente com culhões neste país.

  4. Vigilante do Portão Responder

    Estranho: O PSOL, sempre tão intransigente, NÃO ASSINOU a CPI do BNDES.

  5. Quando chegarem ao DNIT, o circo vai pegar fogo. Lembrem-se que 08 Diretores foram demitidos numa canetada do Dnit, Pagot e Cia, todos do PR, pegos com a mão na butija e salvos, porque seriam presos, mas a notícia vazou e a Dilma parou o DO para publicar a demissão dos 8.. Depois a PF prendeu outra turma no Turismo e mandou eles pro Amapá, algemados no avião da PF, tiraram fotos e acabaram libertados. O cabeça, o Frederico, filho de um grande empresário (Pousada do Rio Quente) solto por um HC hj vive em Londres e de vez em quando aparece para dar um Oi na PF. Pode? aqui no Brasil, tudo pode..

Comente