Uncategorized

A Receita Federal arrisca virar uma Petrobras

unnamed

Elio Gaspari

Se o doutor Joaquim Levy e o secretário Jorge Rachid bobearem, a Receita Federal corre o risco de sofrer um abalo semelhante ao que aleijou a Petrobras porque sua direção foi lenta e tolerante diante da exposição de roubalheiras de alguns malfeitores. Rachid disse há poucos dias que as investigações da Operação Zelotes começaram em 2013. Tem razão, mas sendo um veterano servidor e tendo ocupado a mesma função entre 2003 e 2008, ele sabe que essa foi a denúncia que andou. Muitas outras atolaram.

A Polícia Federal pediu a prisão de Jorge Victor Rodrigues, ex-auditor e ex-conselheiro do Carf, metido em casos que envolviam os bancos Safra e Santander. Ele foi sócio do escritório de consultoria SBS. Em 2005, uma investigação do Ministério Público de Brasília mostrou que a SBS assessorou a Fiat para livrá-la de multas no valor de R$ 630 milhões. Como o litígio foi resolvido na esteira de uma medida provisória, não se pode saber o que houve. A Fiat livrou-se do contencioso e pagou R$ 12,9 milhões ao escritório de advocacia que contratara os serviços da SBS. Em 2007, o Tribunal Federal de Brasília decidiu que faltavam elementos para comprovar a denúncia dos procuradores. Quatro anos depois Jorge Victor Rodrigues foi nomeado para uma suplência do Carf, como representante dos contribuintes.

Se a porta giratória da Receita na qual circulam auditores que viraram consultores tivesse sido travada em 2003, os policiais da Zelotes poderiam estar tratando de outros casos.

5 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    O sistema está podre,só falta cair de maduro,é muito roubo e não é concebível para o cidadão que pensa não saber que tudo funciona na base da corrupção.
    Eu pediria sim aos velhos bagres,já calejados e com a vida normalizadas financeiramente fazer uma cruzada contra isso.
    Pediria até para o Campana começar no seu blog aceitar comentários que não são da linha adotada,mas que atingem um pouco os incautos.
    Já estamos velhos e carcomidos,ao menos deixamos alguma coisa de útil para nossos filhos e netos.
    Vai Campana, volte aos 20 anos,rejuvenesce e faz bem para a alma.

  2. Nesse caso não estamos falando de uma Estatal, agora são empresários que distribuíram grandiosos regalos a funcionários públicos, isso mereceria uma cruzada para descobrir onde e porque tanto dinheiro.
    Se chegar perto dos 19 bilhões seria um caso para estudo científico, ou para descobrir que todo esse dinheiro é para as operações das forças ocultas que pilotam o Brasil

  3. Se a Receita Federal virar uma Petrobrás, então o povo brasileiro precisa copiar o grande Gandhi, o líder que ensinou aos seus liderados indianos, a fazer um boicote civil ao jugo dos seus conterrâneos à Inglaterra, que com o tempo conseguiram sua independência da Índia. Só assim vamos conseguir nossa independência desse governo corrupto que está levando nosso País ao caos total.
    Fora corruptos do Governo Federal!
    Volta Regime Militar! Não tínhamos liberdade, mas tínhamos homens honestos no poder e muita Segurança Pública e Soberania Nacional!.

  4. FISCAL DE REALEZA Responder

    É PORQUE A RECEITA ESTADUAL JA VIROU E COM O EXECUTIVO DO PARANA JUNTO ISSO É MUITO GRAVE JA ATINGIU O VALOR DE 5 LAVA JATO NO VALOR ESTAO ROBANDO A DAR COM PAU NESSE PARANA VEIO

  5. Cajucy Cajuman Responder

    O Brasil precisa urgentemente de um Sérgio Moro e de um Joaquim Barbosa em cada Estado brasileiro fazendo uma devassa e limpando a vida pública nacional. ** Do jeito que está não pode ficar. A sociedade decente tem que se mobilizar em panelaços permanentes nos quatro cantos do país.

Comente