Uncategorized

Na base do Rivotril

Alguns poucos políticos do primeiro escalão da República estão recorrendo ao Rivotril para conseguirem dormir, depois que souberam que, na delação premiada de Dalton Avancini, presidente da Camargo Correa e Eduardo Leite, vice-presidente, seus nomes teriam sido citados – e com detalhamento das situações supostamente financeiras – e muito além do escândalo da Lava Jato. Bastidores da distribuição de propinas em Belo Monte e na Ferrovia Norte-Sul, além de outras obras, teriam alcançado essas figuras cujos nomes, vindo à tona, provocarão um abalo nos alicerces da República. Há quem aposte que surgirão às vésperas da marcha de 12 de abril.

4 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    Esses empreiteiros têm nome de autores de novela das nove, onde aliás, só rola sacanagem. Desde os tempos da construção da grande muralha e da via Ápia, as relações entre governos e empreiteiros é só sacanagem.

  2. A CULPA É DO FHC Responder

    SAIBA A NOVA FORMA DE CONHECER UM PETISTA:

    VOCÊ FICA ALGUNS INSTANTES NA FARMÁCIA E LOGO VÊ UM CHEGANDO E SACANDO A RECEITA DO BOLSO (CLARO EMITIDA POR UM PSEUDO MÉDICO DE CUBA) DE RIVOTRIL OU LEXOTAN.
    FRONTAL E PARA O DIA-A-DIA TROPOFOL

    ESTÃO EM POLVOROSA, DESESPERADOS!

    ALGUNS QUERENDO CARGO NA ITAIPU PARA FICAR MAIS PRÓXIMO DA SAÍDA, A EXEMPLO DO ILUSTRE PIZOLATTO.

  3. Tem mais Rivotril sendo usado por aqui, principalmente numa Associação de pessoal ligado as grandes empreiteiras, que quando se reuniam, entravam numa sala aonde deixavam seus celulares numa cesta, e recebiam outros pré-pagos e ao final da reunião de acertos eram jogados num balde metálico e incinerados. Pode ? aqui no Brasil tudo pode.

  4. Os caras do PT devem estar usando todos os tranquilizantes e soníferos
    do planeta para safar desta fase. A minha sugestão é trocar devagar estar
    doses com formicida tatú, porque se ainda estiverem vivos a vida na prisão
    não vai ser mole não.

Comente