Uncategorized

Perdemos o Galeano

Foto: Pablo Porciuncula/AFP eduardo galeano1

Informal o El País que nesta segunda-feira (13), em Montevidéu, faleceu o escritor uruguaio Eduardo Galeano. Galeano estava internado desde a última sexta-feira (10) em função de complicações de um câncer no pulmão que era tratado desde 2007. O uruguaio é autor de As veias abertas da América Latina, O futebol ao sol e à sombra, Memória do fogo, entre outros.

4 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    Ele ganhou meu respeito depois de ter tido a coragem de rever seus conceitos sobre o livro que escreveu, Veias Abertas…, que por muito tempo foi a bíblia da esquerda cafungadora e do fumacê e de outros vermelhos de salão latrino-americanos. A admissão do complexo de inferioridade crônico da esquerda latrino-americana e a rejeição das teorias de conspiração e anti-imperialistas dos luno-fanáticos da vermelhitude foi uma grande contribuição à sua memória póstuma.

  2. Excelente escritor, revolucionário na forma de abordar a vida da humanidade na sua conjuntura social cotidiana. Grande perda, não sua memória.

  3. Veias abertas, embalou os papos cabeças de muito bacana que fumavam unzinho e xingavam os poderosos. No poder estes mesmos ex-puxadores hoje ficam atônitos se choram ou demonizam o ex-gurú. Eu, como o Doutor, admiro o Galeano por ter conseguido vomitar o verme que alojava.

  4. A CULPA É DO FHC Responder

    A ADMIRAÇÃO A OBRA DE GALEANO FOI À ÉPOCA MUITO GRANDE.
    DEPOIS VIU-SE QUE A PARTE FINAL DO SEU LIVRO NÃO PASSAVAM DE UM GRANDE ENGANO, ENTRE OS QUAIS ME INCLUO QUE FORMOS ENGANADOS PELA ESQUERDA IRRACIONAL.

    HOJE NOS VEMOS ADMINISTRADOS PELOS “ESQUERDA-CAVIAR”, QUE FORAM MUUUUUUITO ESPERTOS, OBTIVERAM O PODER, TIRARAM PROVEITO PESSOAL E AINDA POSAM DE MORALISTAS.

    GALEANO TEVE ACIMA DE TUDO CORAGEM, MAS AJUDOU, EM MUITO, A INSUFLAR UMA UTOPIA, A QUAL TAMBÉM ESTIVE JUNTO, MAS QUE OS VERDADEIROS BENEFICIADOS HOJE ASSSALTAM A PETROBRAS, CAIXA ECONÔMICA, BANCO DO BRASIL ETC, ETC, ETC…

    PENA, MAS VALEU PELO SONHO E PELA CORAGEM.

    PELO MENOS ELE E EU FOMOS SINCEROS EM NOSSOS PENSAMENTOS, ATOS E IDEAIS

Comente