Uncategorized

Ney Leprevost defende 250 famílias de Curitiba que INSS quer despejar

unnamed

Por proposição do deputado Ney Leprevost foi realizada na Assembleia Legislativa do Paraná uma Audiência Pública para debater a dramática situação das 250 famílias que moram na Vila Domitila, em Curitiba. A área de 190 mil metros quadrados é alvo de uma briga judicial que já dura mais de 30 anos.

Na oportunidade, Leprevost resolveu enviar requerimentos para o INSS pedindo a suspensão do novo leilão da área e a paralisação do despejo dos moradores, bem como ofício para a prefeitura de Curitiba solicitando a entrega da planta original da Vila Domitila, de 1927. Ainda sugeriu o envio de ofícios e requerimentos para a bancada federal do Paraná, para que intercedam em Brasília junto ao INSS. As sugestões foram aprovadas por unanimidade pelos moradores e autoridades presentes na audiência.

Segundo o deputado Ney Leprevost a situação é extremamente grave. “É um abuso o que está acontecendo em Curitiba. Não podemos permitir que o governo federal despeje 250 famílias que moram há mais de 30 anos nessa área. A solução depende de uma ação forte dos senadores e deputados federais do Paraná que terão que cobrar do Ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, que esse terreno seja devolvido aos seus proprietários”, disse.

Além do deputado Ney Leprevost, a mesa foi composta pelos deputados Requião Filho e Ricardo Arruda, pela presidente da Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Ahú/Cabral, Shirley Terezinha Bonfim, pelo supervisor de informações do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), Oscar Ricardo Schmeiske, pelo representante da COHAPAR, Mario C esar Garantesk, pelo superintendente da Secretaria Municipal da Defesa Social, Osiris Klamas, pelo representante das famílias, Andre Perrova e pelos advogados dos moradores, Dr. Arnaldo Ferreira, Dr. Humberto Constantino e Dr. Estevão Pereira. O INSS não enviou nenhum representante.

6 Comentários

  1. Claudio Azevedo Responder

    Não é atoa que o INSS esta quebrado, quem vais restituir o valor do imóvel ao INSS, com certeza não o Ney Leprevost.
    Como é bom fazer a gentileza com o chapéu dos outros.
    Milhões de pessoas que estão usufruindo do INSS e nunca contribuiram.
    Quem paga é aquele que contribuiu por uma vida inteira, e daí vem um tal de Fator Previdenciario e reduz pela metade o beneficio da aposentaria.

    Abraços

  2. O INSS , Claudio, está quebrado por diversos motivos. Principalmente pela corrupção de funcionários públicos desonestos.
    Mas com certeza não por nossa culpa. Pagamos pelos terrenos onde moramos.
    O INSS tenta se apropriar na mão grande das nossas casas para fazer um grande negócio imobiliário.
    É desumano o que estão fazendo conosco.

  3. Olhando este Requião Filho aí ao lado do Ney Leprevost me vem a ideia de que o PMDB bem que poderia colocá-lo na vice do PSD na eleição de prefeito de Curitiba. Na minha opinião o Leprevost vai crescer muito quando começarem os debates na tv e os programas eleitorais e tem grandes chances de ganhar.

  4. Pacato Cidadão Responder

    Prezado Eliseu,
    Uma vez que vocês pagaram pelo terreno e têm como provar isso, o que o INSS alega na justiça para pedir a reintegração da posse???

Comente