Uncategorized

Richa anuncia a criação de três novos parques na região metropolitana

parques - regiaoMetropolitana

O Governo do Paraná lança nesta quinta-feira (23) um edital para a contratação dos projetos executivos de três novos parques na Região Metropolitana de Curitiba, que serão construídos para preservar as áreas de manancial. A proposta foi apresentada nesta segunda-feira (20) ao governador Beto Richa pelo secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, e pelo diretor-presidente da Comec, Omar Akel. “Os projetos demonstram a preocupação do Governo do Estado com a preservação ambiental na Região Metropolitana de Curitiba. Queremos dar condições de preservar a qualidade da água para as futuras gerações”, afirmou Richa.

O Parque Ambiental do Iguaçu ficará em São José dos Pinhais, o Parque Ambiental Piraquara, em Piraquara, e o Parque Natural do Iguaçu, em Araucária. Os estudos para a implantação dos parques foram desenvolvidos pela Comec e apresentados ao Ministério das Cidades que vai custear, a fundo perdido, a elaboração dos projetos por meio do PAC-2.

O secretário do Desenvolvimento Urbano disse que os novos espaços vão melhorar as áreas de drenagem na região metropolitana, preservando a mata nativa e ajudando na contenção das enchentes. “Além da questão da drenagem, que vai evitar as enchentes, também levaremos lazer e mais qualidade de vida para as pessoas”, disse Ratinho Junior. “Estes locais irão contar com pistas de caminhada, playground, ciclovia e uma grande área para as famílias descansarem a aproveitarem a natureza”, explicou.

NOVOS PARQUES – Além dos três parques, há ainda previsão de implantação de outros dois parques na região. O Parque Ambiental Palmital, em Pinhais, cujo projeto executivo já foi elaborado e o Parque Metropolitano do Iguaçu, uma expansão do já existente Parque Iguaçu, em Curitiba, contemplando, dessa vez, os municípios de São José dos Pinhais e Piraquara.

“A Comec prega, há muito tempo, a necessidade de controlar os mananciais da região metropolitana, primeiro com medidas de regulação e agora com o estabelecimento desses parques de drenagem”, explicou Omar Akel. Após a elaboração dos projetos executivos, que deve durar de seis a oito meses, serão anunciadas as datas e o valor da implantação dos parques. “Iremos buscar recursos em parceria do Governo do Estado com o governo federal para a construção dessas novas áreas de lazer e preservação”, ressaltou Akel.

2 Comentários

  1. Falido e mau pago Responder

    Já li esta mesma notícia faz uns três anos. Que falta de assunto positivo!

  2. Arregaçaram as mangas só para aparecer nas fotos…
    Fingem que trabalham, como o resto do governo.

Comente