Uncategorized

Verba para o Fies acabou, diz ministro

renato janine1

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, afirmou nesta segunda-­feira, 4, que estão esgotados os recursos disponíveis para novos contratos do Fies neste semestre. As inscrições para a etapa atual foram encerradas na quinta-­feira e, apesar de decisão da Justiça, não devem ser reabertas. De acordo com o ministro, uma nova edição do programa no segundo semestre não é certa e ainda vai depender da capacidade orçamentária da União. As informações são do Estadão.

Na quinta, a Justiça Federal de Mato Grosso determinou que a União e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação prorroguem o prazo de inscrição para novos contratos do Fies. Em coletiva de imprensa para apresentar o balanço do programa neste semestre, Janine disse que o Ministério da Educação (MEC) não foi notificado da decisão e vai recorrer. “Nós esgotamos o recurso que estava destinado (para este semestre)”, afirmou. “Não havendo mais recursos, a reabertura do sistema seria ‘meio’ inútil”, disse.

No processo encerrado na semana passada, foram destacados R$ 2,5 bilhões para novas inscrições, valor já alocado para um total de 252 mil inscrições aceitas, segundo informou ontem o MEC. De acordo com o secretário executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, cerca de 500 mil pessoas tentaram um financiamento. “Atendemos uma em cada duas inscrições”, disse, avaliando o número como positivo.

No caso dos estudantes que buscam a renovação de contratos, o prazo termina no dia 29 de maio. Até o momento, cerca de 148 mil aditamentos não foram iniciados pelas instituições. O ministro informou que o ministério vai buscar as faculdades para saber qual o problema com a demora nos registros.

Segundo Janine, a abertura de uma nova edição do Fies no segundo semestre deste ano vai depender da capacidade orçamentária da União, que ainda não está definida. “Se vamos ter uma nova edição (no próximo semestre), é claro que estamos trabalhando nisso e temos todo o interesse, mas não podemos prometer algo que não temos certeza”, disse Janine, explicando que a definição sobre a abertura de vagas para o próximo semestre será definida após o anúncio da disponibilidade do Orçamento da União. Até o fim do mês, o governo tem de divulgar o contingenciamento deste ano. Ele deu como certa uma edição do programa em 2016, mas não apresentou detalhes.

Socorro do Tesouro.
Desde o início do ano, o mercado privado de educação passou por instabilidade após o então ministro da Educação, Cid Gomes, informar que seriam feitas mudanças na seleção para o Fies. O governo estabeleceu uma nota mínima de 450 pontos no Enem para que o estudante se qualifique ao financiamento, além de eliminar aqueles que tiraram nota zero na redação do exame.

O governo também tentou bloquear o acesso a instituições participantes do programa que fizessem reajustes maiores que 4,5% nas mensalidades, mas acabou recuando e elevou essa taxa para 6,5%. Sobre a origem dos recursos para os financiamentos futuros, em fase de cortes no orçamento, Janine afirmou que o sistema se retroalimentará dentro de alguns anos. “À medida que os alunos tiverem o pagamento de seus financiamentos, esse recursos estarão alimentando novos financiamentos”, disse, ao explicar que provavelmente haverá aporte do Tesouro Nacional para ampliar o acesso às vagas e “isso não é para amanhã, mas dentro de alguns anos”.

Comunicação.
No cenário de ajuste fiscal, o MEC também foi alvo de reclamações de estudantes que disseram não ter conseguido concluir nem sequer o processo de inscrição. “O número de inscrições mostra que o sistema funcionou, que os problemas iniciais foram corrigidos. O número de financiamentos efetivados mostra o sucesso com o número de vagas”, disse o secretário executivo do ministério. O ministro da Educação, entretanto, assumiu que a pasta cometeu erros de comunicação em alguns casos.

17 Comentários

  1. MANOEL BOCUDO. Responder

    ESTUDANTES COMO FICAM AGORA DONA DILMA ???
    SONHAM COM CURSO SUPERIOR E CHEGA AGORA E NADA DE APOIO GOVERNAMENTAL.

  2. -Este FIES é uma caixa de Pandora mesmo!!!
    -Tem muitas empresas de ensino(universidades) ganhando rios de dinheiro com o FIES e nada é auditado!!!!
    -Com tanto dinheiro sendo desviado, não me surpreende mais esta escândalo!!!
    -E se o socorro fosse da Petrobrás, com o dinheiro desviado pelos operadores do Petrolão???

  3. Lula e Dilma criaram 18 universidades, sem falar do prouni, que atende mais de 1 milhão de alunos, o FIES atende mais 1.3milhoes de estudantes. Enquanto os tucanos espancam professores, roubam sua previdência e achatam seus salários.

  4. ESSES VAGABUNDOS,LADRÕES,ESTÃO DESTRUINDO O QUE O FHC CRIOU E SERVIA PARA OS ESTUDANTES TER ACESSO ÀS FACULDADES DE VERDADE,NÃO AQUELAS ABERRAÇÕES DE DOIS ANOS CRIADAS PELO SAPO INCHADO.

  5. Pois é! Mas dinheiro para Cuba, Bolívia, Venezuela, Uruguai, países sob ditaduras sanguinárias na África não falta! Aqui não tem saúde, educação, segurança, previdência social, nada disso. Mas para os partidos políticos tem dinheiro.

  6. clarice franze Responder

    É SÓ DEVOLVER O DINHEIRO DO MENSALÃO, PETROLÃO E OUTROS AÕS, QUE TEMOS ORÇAMENTO..

  7. E o compromisso assumido, sr. ministro?

    Quer dizer que quem chegou, chegou e os outros que fiquem chupando o dedo?

    É um despudor, uma falta de vergonha!

    Dinheiro para o fundo partidário, daí tem, né dona Dilma?

  8. Apesar da decisão da Justiça os experts da Dilma dizem que acabou e pronto. A Justiça….. bem, para que Justiça?

  9. E ONDE ESTÁ O PESSOAL DA UNIÃO NACIONAL DE ESTUDANTES?NÃO VÃO SE MANIFESTAR?
    E O PESSOAL DO CURSOS DE SOCIOLOGIA-QUE SÃO A MAIORIA NO CENTRO ACADÊMICO-TEM ALGUMA OPINIÃO A PROFERIR?
    E OS PROFESSORES GREVISTAS DA CUT?QUE SERÁ QUE ELES TÊM A DIZER?SERÁ QUE ALGUM DELES PODE SE MANIFESTAR ACERCA DESSA NOTÍCIA?
    VAMOS AGUARDAR…

  10. Sociedade Responde Responder

    Acabou o dinheiro? Ou acabaram com o dinheiro do FIES também?! Quer dizer que o que a Justiça determinou, para o governo federal não vale nada? E a tal Pátria Educadora é só no discurso?

    E os tais estudantes vinculados à UNE não vão sair às ruas reivindicando os seus direitos e da juventude estudantil do país?

    Aliás, a UNE já embolso em torno de 50 milhões do governo federal nos últimos anos. Será que é para ficar com a boca fechada e só abrir e fazer estardalhaço quando for conveniente? Tantas perguntas cujas respostas estão camufladas…

  11. Caro FÁBIO, com essa notícia do fim dos recursos e das vagas para os estudantes universitários para o FIES, é a MELHOR NOTÍCIA QUE OS MEMBROS, DIRIGENTES, FILIADOS, BATE-PAUS, MILITANTES, DESOCUPADOS e ABANDONADAS da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA tem a apresentar do GOVERNO DILMA para o SLOGAN 2015 – PÁTRIA EDUCADORA. Essa VERGONHA poderia ser evitada caso essa relação de aproveitadores não tivessem cometido o crime de ROUBAR da PETROBRÁS, BNDES, ELETROBRÁS e demais canais. Aos iludidos estudantes da UNE, vão para casa, o projeto acabou. Aos 300.000 estudantes brasileiros que ficarão fora do processo, demonstrem seus descontentamentos nas eleições de 2.016 para prefeitos e vereadores. Eles aguardam ansiosamente seu apoio. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e a redução de R$ 0,50 por litro de diesel. Apoio a RENÚNCIA JÁ da DILMA, agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES e VERGONHAS patrocinadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  12. Curitiba, 05;05;2015
    O governo fez bem em colocar fim nesta farra que é o FIES. Term muita faculdade mequetrefe, com baixo desempenho e sem nenhum mérito acadêmico que tem no seu corpo discente mais de 70% de estudantes com o FIES, ou seja estas faculdades são sustentadas pelo governo. O ex ministro Cid Gomes pode ser louco, mas não é burro, e colocou um fim a esta farra, exigindo que os novos alunos tenham boas notas no ENEM para preitear o financiamento e que estas faculdades sem méritos acadêmicos cumpram o seu objetivo de ensino e pesquisa e principalmente não subam as mensalidades acima do índice da inflação, pois afinal quem paga a conta é o governo. A imprensa, como sempre dá a notícia pela metade, sem informar ao leitor o motivo do corte no FIES.

  13. O governo divulga em suas propagandas eleitorais todos os tipos de
    bolsas que o governo oferece, porem na prática as dificuldades pema-
    necem do mesmo jeito. Todos estes programas sociais seriam perfeita-
    mente executadas se não tivesse as roubalheiras que tomaram conta
    das ações do PT. E os empréstimos (doações) a fundo perdido do BNDES para os países vizinhos !?

  14. Do Interior... Responder

    É a Dilmentirosa que cometeu estelionato eleitoral e enganou os coitados que votaram nela.

    É a pátria deseducadora do PT.

    Cadê a APP e os professores do Paraná?. Não dizem nada?

Comente