Uncategorized

Visitante

O presidente da OAS, Leo Pinheiro, agora solto, fez cinco visitas a Gleisi Hoffmann, quando ela ocupava a Casa Civil, para conversar sobre assuntos da empreiteira. Há quem diga que ele tinha livre acesso ao gabinete da paranaense, cuja campanha ao Senado em 2010 recebeu de doação da empreiteira R$ 1 milhão. No depoimento de Gleisi, em abril, na Justiça Federal, esse saudável relacionamento foi abordado.

3 Comentários

  1. MANOEL BOCUDO. Responder

    o laço está apertando no pescoço da barby, ela já está gritando, quanto mais mexe mais fede. tem que se defender e parar de se meter na greve da app, os professores
    estão acordando.

  2. Empreiteiros e marginais tem acesso livre a todos os gabinetes em Brasília, especialmente os vinculados ao governo e ao PT.

  3. Por isso que a OAS doou em 2012 a quantia de 200 mil para a campanha do petista e pupilo da Gleisi, o Andre Lava Jato Pioli. Que interesse a OAS poderia ter na prefeitura de Paranaguá? Só mesmo para agradar a Barbie e seus asseclas ladrões. Isso vai feder…

Comente