Uncategorized

PMs contestam denúncia de manifestante que diz que foi deixada nua no Palácio Iguaçu

Em nota, a Casa Militar informa que as policiais femininas que fizeram a abordagem à estudante de Londrina se apresentaram voluntariamente, refutaram as acusações e moverão ação criminal de calúnia contra a denunciante. A abordagem ocorreu durante as manifestações de 29 de abril (leia mais sobre o caso aqui).

Veja a íntegra da nota.

“A Casa Militar divulgou nesta sexta-feira (8) uma nota de esclarecimento sobre a denúncia, veiculada por emissoras de televisão, sobre suposta irregularidade praticada por policiais femininas nos procedimentos de abordagem, busca pessoal, triagem e encaminhamento à delegacia policial de uma estudante de Londrina.

A abordagem aconteceu durante as manifestações de 29 de abril, no Centro Cívico, em Curitiba.

As policiais militares responsáveis pela abordagem se apresentaram de forma espontânea e voluntária e afirmaram que todos os procedimentos adotados estiveram em plena conformidade com lei, voltados a preservar, inclusive, a integridade física da própria denunciante.

As policiais refutaram, com veemência as denúncias e nomearam o advogado Cláudio Dalledone Júnior para representá-las em ação criminal de calúnia, a ser movida contra a denunciante. “

10 Comentários

  1. NOTINHA OFICIAL MAIS MANDRAKE…..TEM MUITA COISA ERRADA NESSA HISTORIA… É SÓ VER QUE TRES SECRETÁRIOS JÁ CAÍRAM..

    SE PREPARA BETO …A SUA BATATA JA ESTA ASSANDO

  2. Eu acredito na estudante, afinal elas estão sendo acobertadas pela famosa frase “a minha palavra contra a sua” e pelo que os caras fizeram a céu aberto não se pode duvidar do que ocorreu dentro do Palácio Iguaçu. Quem tem que provar que não fizeram nada são as militares, cabe a estudante a denúncia e isso poderá ser comprovado através de uma perícia de corpo delito.

  3. Só um pergunta. Este advogado não é aquele que disse na televisão que os militares deveria receber medalhas de honra ao mérito? Será que eles mereciam senhor advogado? E outra, não era você que estava cuidando da defesa do delegado no caso Thainá? Sinceramente este advogado só quer ganhar holofotes, se os pais da estudante tiverem condições e pegarem um bom advogado, neste caso quem vai pagar indenização são as militares, pois com um advogado de porta de cadeia só vão é ver o circo pegar fogo para o lado delas.

  4. A neo petista rpc foi uma das emissoras a fazer estardalhaço com a notícia da periquiteira. E foi tão de má fé que nem ouviu o outro lado.

  5. Cada um conta a versão que mais lhe agrada, a “pobre estudante de Londrina” conta a versão dela. E o Comando da PM a dele. Empate.

  6. Estava na cara, quem não percebeu a evasiva, frágil e mentirosa declaração da mocinha . COISA DE QUADRILHEIROS como manda a Cartilha Petista. Só que a mocinha não era profissional, e deixou a desejar .
    A PT/CUT precisa melhorar , pra mentir tem que ter convicção, tipo Lula , Dilma, et caterva

  7. Tem que ser exatamente assim.
    “Bateu, levou”. Estou de pleno acordo com as policiais.

  8. Sociedade Responde Responder

    Essa história precisa ser bem esclarecida. É preciso ter a certeza de que os jovens não estão sendo usados por políticos e/ou sindicalistas que querem tirar proveito da situação e induzi-los ao erro. Do jeito que a coisa anda, todo o cuidado é pouco.

Comente