Uncategorized

Fachin aprovado pelo Senado para o STF

fachin

O plenário do Senado aprovou por 52 votos a favor e 27 contra a indicação do jurista Luiz Edson Fachin para o Supremo Tribunal Federal (STF). O advogado foi indicado pela presidente Dilma Rousseff, do PT, para ficar com a vaga do ex-ministro Joaquim Barbosa, que se aposentou em julho de 2014. Para ser confirmado, Fachin precisava de, no mínimo, 41 votos.

Na semana passada, ele foi sabatinado pelos senadores na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e teve o nome aprovado por 20 votos a sete. Houve um esforço de políticos paranaenses de todas as cataduras para aprovar o nome de Fachin, mas quem se apresentou como vitoriosa a agradecer apoios foi a senadora Gleisi Hoffmann, do PT, e que sempre teve apoio político e eleitoral de Fachin. Outro apoiador foi Roberto Requião, que não estava presente. Está na Letônia por conta do Senado.

O nome de Fachin chegou a ser questionado por um parecer técnico eque foi distribuído pelo gabinete do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), ligado ao presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). O documento alega que a o jurista foi de encontro a mudança na Constituição do Paraná de 1989, quando, no ano seguinte, assumiu o cargo de procurador de justiça enquanto atuava como advogado particular.

Antes de votar a indicação de Fachin, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu votar em primeiro lugar dois indicados para embaixadores no exterior. Renan negou os pedidos dos líderes do governo para inverter a pauta e começar por Fachin e disse que conduziria a votação com “isenção”.

— É fundamental, estratégico que apreciemos dois destes embaixadores e depois a indicação da presidente Dilma Rousseff para o STF. Nesse processo, eu fiz exatamente o que cabe ao presidente do Congresso e do Senado: conduzi esse assunto com absoluta isenção, será votado hoje, mas a ordem será estabelecida pela Mesa. Exatamente para não dizerem, em função na necessidade da independência ou isenção, que estávamos administrando um quorum maior ou menor. E, em todos os momento, me conduzi como deve se conduzir o presidente do Senado — disse Renan.

Os líderes do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), e do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), e ainda o líder do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE). Até mesmo o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) pediu que Fachin fosse o primeiro item da lista.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR, um dos maiores defensores de Fachin, está no exterior.

“Estou na Letônia, na qualidade vice-presidente da EUROLAT; tranquilo, no entanto, de que o competente Doutor Fachin será aprovado para o STF. Juiz garantista”, disse Requião no Twitter.

14 Comentários

  1. Falido e mau pago Responder

    E a ptzada canta; quanto rizo, ó quanta alegria, mais de mil palhaços no salão….

  2. Falido e mau pago Responder

    E o Tofolli julgará a operação lava a jato! Quanto rizo, ó quanta alegria, mais de mil palhaços no salão…
    A ptzada está em festa.

  3. renato fernandes silva junior Responder

    A nação vai ganhar com um jurista da integridade moral e notório saber jurídico do Luiz Edson Fachin no STF. Posições ideológicas de todo cidadão devem ser respeitadas em um estado democrático de direito. Do Magistrado se espera saber jurídico, bom senso e isenção para julgar. Conhecendo o Doutor Fachin desde 1976, quando iniciamos o curso de Direito na UFPR, posso assegurar que ele é sobejamente dotado dessas virtudes.

  4. O Brasil merece.Faz parte deste festival de horrores da república bananeira. Mais um juiz bananeiro.

  5. Mais um petista, e esse pertence ao núcleo duro do petê; aquele que abriga MST, e outros bandidos, na tropa de choque chamada STF.
    Esse país caminha para a débãcle final.

  6. Apesar de ser Paranaense e ter um séquito de incentivadores como a
    Dilma, Gleisi e Requião eu não acredito em mais nada. Uma pessoa
    que desbanca ideias como a união familiar e direito de propriedade
    e na hora de candidatar a uma vaga no STF muda de lado !?
    Não adianta mesmo, são todos farinhas do mesmo saco !!!

  7. Vigilante do Portão Responder

    Requião, o COVARDÃO, FUGIU da VOTAÇÃO.

    Rimou.

    É verdade, nosso Senador, FUJÃO, arrumou uma viagem IMPORTANTÍSSIMA para a Letônia, não pode votar.

  8. Segundo a Paraná Pesquisas, Álvaro Dias, hoje, não se elegeria nem para suplente da Gleisi Hoffmann ou de Roberto Requião.

  9. Parabéns Álvaro Dias!Grande trabalho oposicionista o senhor fez!
    Durante anos fomos ludibriados por um senador que fazia oposição ferrenha ao governo.Agora sabemos que aquilo era só teatralidade da Excelência…
    O povo do Paraná nunca vai se esquecer de que Álvaro Dias foi um dos grandes responsáveis pela destruição do Superior Tribunal( por conseqüência do País!).
    Nunca mais elegeremos Álvaro Dias!

  10. Eduardo Rodrigues Responder

    Prezado Fabio Campana, qual o motivo de não informar aos seus leitores que Beto Richa e Álvaro Dias, ambos do PSDB, foram a favor da indicação de Fachin? No mínimo tendenciosa a sua postagem, não?

Comente