Uncategorized

Levy esgota a paciência

Pela segunda vez, diante da forma com que o Planalto vem conduzindo as votações do ajuste fiscal, Joaquim Levy, da Fazenda, pensou em renunciar. Em oportunidade anterior, quando participou de reunião e teve de enfrentar uma queda de braço com o ministro Aloizio Mercadante, já havia pensado em pedir seu boné.

Apenas com os mais íntimos, Levy conversa sobre estar sendo fritado pelo governo. No primeiro governo de Lula, quando comandava o Tesouro Nacional, percebeu manobra de petistas nesse sentido e não pensou duas vezes: caiu fora.

6 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    Devia pedir o boné, sem dúvida e o quanto antes. Vai enlamear (para não dizer muito pior) sua biografia num governo decrépito e inepto, cercado por ministros incompetentes e bucéfalos. Este governo caminha para o despenhadeiro, para o abismo e vai levar com ele todos os infelizes que estão à bordo, sem falar no povo desgraçado. Devia lembrar dos ministério de “notáveis” que Collor nomeou em meio à crise do seu governo, gente de bem que ficou marcada por servir a um governo de descalabros e moribundo.

  2. Não lembro desse Levy no governo lulla. Pensei que fosse cristão-novo, recém convertido.
    Então, o tiozinho com aquela cara de boa gente, pertence ao time? – Pau nele gente.
    Petista bom; sério, decente, – Ou caiu fora há muito tempo, e hoje combate o banditismo vermelho, ou já morreu. E tenham certeza: morreu em paz com sua consciência.
    O que ainda anda solto por aí, é só tranqueira. – Só bicho ruim.

  3. Meu Deus do céu, o que é que este cara está esperando para pedir o “boné” ? Ser mandado embora pela camarada pre$idanta? Cai fora enquanto é hora, depois que for mandado embora vai acabar sendo o culpado até pelas mancadas que não deu. Mas se o Levy for embora quem é que vai ter coragem de assumir o jorrão? O Mercadante não tem nem peito nem força para o cargo.

  4. Puxe o carro Levy, ou deite o cabelo, saia dessa. Humilhante é não poder se referir ao desastroso “governo anterior” sem levar cintadas da gerentona nervosa. Vá, zele pelo seu curriculo.

  5. Sociedade Responde Responder

    Ele sabia que a “cumpanheirada” não o deixaria trabalhar em paz em prol do país. Portanto, não deveria nem ter aceito o cargo. ** É só olhar a fisionomia de Levy quando foi anunciado ministro e agora. ** Volta para a iniciativa privada, meu caro. Saia dessa areia movediça que só interessa aos oportunistas. Se arrumar a casa, estraga para os tais…

  6. Escrevi diversas vezes que o Ministro Levy que tem um currículo maravi-
    lhoso deve ter batido a cabeça para aceitar ser Ministro da Fazenda de
    um governo que está no fundo do poço. Isto porque tentar ajustar a econo-
    mia esfacelada e com os mentores atirando contra, nem o Super Homem
    conseguirá. Existe um momento de bobeira que ninguem pode criticar (quem
    não teve alguma delas na vida !?), porem permanecer no cargo remando
    contra a maré é no mínimo uma grande burrice. Para nós brasileiros será
    muito pior sem o Levy, porem do jeito que a coisa anda… Caia fora Levy !!!

Comente