Uncategorized

APP-Sindicato põe cadeado em portão de colégio em PG para evitar retorno das aulas

Militantes da APP-Sindicato colocaram um cadeado no portão da entrada principal do Colégio Regente Feijó, em Ponta Grossa, como forma de obstruir a entrada de professores, alunos e funcionários. O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local para arrebentar o cadeado. As informações são do Jornal da Manhã.

Apesar da pressão dos grevistas, que foram ao local com caminhão de som, as atividades em um dos maiores colégios de Ponta Grossa, teve prosseguimento. Além do cadeado, as fechaduras das portas externas amanheceram com uma massa, para que as chaves não encaixassem. Mesmo com a confusão, as atividades em sala de aula retornaram nesta quarta-feira. As classes não estavam completas, mas a maioria dos alunos estavam presentes e os professores deram aulas normalmente.

O Colégio Regente Feijó conta com 160 professores e possui 2300 alunos matriculados. O diretor Clayton Antonio Bentivenha ressalta a preocupação com os alunos devido à proximidade do vestibular de inverno da UEPG, que acontece nos dias 12 e 13 de julho. “A razão de o colégio existir é o aluno. Com as proximidades de vestibular, lançamento de datas do Enem e das Olimpíadas de Matemática, surge uma preocupação quanto ao desempenho dos nossos estudantes nestas provas”, explica Clayton Bentivenha.

9 Comentários

  1. Fernando Madureira Responder

    aqui para nós ,,, se as investigações são segredo de justiça quem é que fica fazendo show de televisão e blogs para se aparecer eu digo que raios de liberdade de imprensa e esta que acusa e julga uma pessoa que ainda está sendo investigada quem proteje estas pessoas porque estes promotores e gaeco querem tanta mídia assim , quem está realmente por trás disto tudo …isto tem algum político raivoso que fez todo este barulho e mais porque a RPC foca tanto em criticar e criticar , quem investiga estes promotores do gaeco e este pessoal que estão fazendo um show na TV e nos jornais … Porque o Conselho nacional de justiça não vem a londrina investigar este povo ..???? E colocar os pingos nos i como é cuidar e saber como é a justiça verdadeiro por favor venham urgente e pedimos a ordem dos advogados do Brasil o socorro também

  2. junior mariano Responder

    NAO RESPEITAM ORDEM JUDICIAL, ENTRAM NA ASSEMBLEIA CONTRA A JUSTIÇA, ENFRENTAM OS POLICIIAIS E SE TORNAM VITIMAS E NO PARANA A FORA, COLOCAM CADEADOS E PROIBEM OS PROFESSORES QUE QUEREM TRABALHAR E OS ALUNOS QUE QUEREM ESTUDAR.
    PT, APT TUDO FARINHA DO MESMO SACO.

  3. Gostaria de saber se esses sindicatos pagarão as multas que já lhe foram impostas ou vão dar um “migué” no Estado.

  4. Parabéns aos professores resistir ao terrorrrrrrrrr, imposto no Paraná por um ditador de plantão.

  5. Sociedade Responde Responder

    Coisa de bandido! O diretor do colégio tem que fazer B.O e a polícia tem que investigar e essa gente tem que ser chamada nas barras dos tribunais. São uns desavergonhados políticos que de professores não tem nada. Estão à soldo de políticos de rapina.

Comente