Uncategorized

TCE emite alerta
ao Estado sobre
gastos com pessoal

mauro ricardo2 Em meio ao embate com servidores em greve por reajuste maior que o proposto, o governo recebeu um alerta do Tribunal de Contas do Estado por excesso de gastos com pessoal no segundo quadrimestre do ano passado. O valor da folha de pagamento representou 48,38% do orçamento do Paraná, o equivalente 98,7% do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal – de 95%. As informações são da Folha de Londrina.

O limite legal de gastos com pessoa para Estados é de 49% do Orçamento total. Numa comparação, se a arrecadação prevista fosse de R$ 1 bilhão, o máximo a ser gasto com pessoal é de R$ 490 milhões. Quando a folha de pagamento chegar a 95% disso, atinge o limite prudencial.

Para o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, o problema com folha de pagamento ocorreu porque, entre 2011 e 2014, a folha subiu muito além da arrecadação. Saiu, de acordo com ele, de R$ 10,8 bilhões em 2010 para R$ 18,8 bilhões no ano passado. “São 74% a mais de despesas, muito mais do que cresceu a receita”, diz.

A culpa pelos gastos exacerbados, segundo Costa, são os aumentos reais de, em média, 30% para o funcionalismo como um todo. Ele, entretanto, não comentou se não houve estudos técnicos que indicassem que os benefícios não acompanhariam o ritmo de aumento na arrecadação. “Isso eu não posso falar poque não estava aqui”, justificou.

14 Comentários

  1. Tem uns aqui q reclaman que os professores ganham bem e tem q exonerar, e porque esses mesmos não reclaman do TJ, TCE, Deputados que recebem auxilio moradia de mais de R$4.000 e aumento real de 26%, enquanto os servidores do executivo são tratados como baixo clero, e recebem uma esmola o governador deveria pegar pra ele essa reposição da inflação de 3.45% e enfiar no c…..

  2. Conversa fiada, há um plano de marketing bolado para enfraquecer os servidores, nas rádios, tv e jornais.
    Acontece Sr. Secretário que a reposição inflacionária foi criada na Constituição para preservar a irredutibilidade dos salários e a LRF mesmo quando ultrapassa os limites de 95% com pessoal, ressalva a possibilidade de repor a inflação, Art. 22.
    SE NÃO TEM DINHEIRO, ATUALIZE OS 8,17% E PARCELE OS SALÁRIOS!

  3. -O aumento de gastos de pessoal pode ser a folha de pagamento inchada com inúmeros cargos de confiança, conselheiros e outros ganhando muito e as vezes nem aparecem no local de trabalho…esta é a verdadeira inoperância do estado!!

  4. antonio carlos Responder

    Plano de marketing bolado para enfraquecer os servidores? Bolado porque quem mana? Não leu a matéria acima, do jeito que a coisa vai o Betinho Banana vai passar do limite prudencial, ou seja, vai gastar com a folha de pagamento mais do que a lei permite. Até quando vai esta palhaçada?

  5. Este governo não merece nenhum respeito. A pergunta que deve ser feita é: será que o desastre financeiro do Estado é culpa da reposição ( e não reajuste, pois este foi muito menor do que o governo apregoa) das perdas do funcionalismo? Por que o governo não mostra sua contabilidade e indica qual o problema que levou a este súbito desastre, depois de novembro quando disse que estávamos navegando em céu de brigadeiro? Gostaria que este blogue, que tem posição, refletisse sobre isso e não ficasse somente publicando notícias contra os servidores.

  6. cap. nascimento Responder

    Enquanto os governantes pagarem uma fortuna para pessoas de fora do quadro de servidores públicos, os ditos comissionados, a conta nunca favorecerá reajustes, etc. É uma vergonha!!! principalmente na Assembleia Legislativa, que se ficasse fechada um ano não faria diferença na vida da população e a grande maioria nem notaria. Chega de farra com dinheiro público.

  7. Quando se trata de prejudicar o direito dos servidores os apaniguados conselheiros nomeados pelos governadores de ocasião invocam a lei de responsabilidade, no entanto quando se defrontam com a monumental irresponsabilidade na gestão financeira do governador de ocasião fazem olhos de mercador. Mas antes garantiram seu auxílio moradia mesmo já morando em Curitiba … A quem servem ?

  8. Muito comissionados o Governador Playboy tem cortar na propria carne´tá facil de resolver é só querer….Fora comissionados…..

  9. Eu sei do que eu estou falando, consertar a redação da manifestação do antonio carlos e não publicar minha resposta. É um plano ou não é?

  10. Me engana que eu gosto. Tudo combinado para socorrer o Governador. O Secretário da Fazenda não reclama, homem bonzinho, só ganha entre salário e conselhos R$:110.000,00 por mês, tá bom né?

  11. Ex-Funcionário Responder

    Tudo bem e esse Tribunal de Faz de Contas é sério??? Tudo que esse Tribunal afirmas, interesse tem…

Comente