Uncategorized

Na era Dilma, despenca a competitividade no País

Editorial, Estadão:

O Brasil caiu do 38.º lugar, em 2010, para o 56.º lugar, neste ano, no ranking de Competitividade Mundial 2015 do International Institute for Management Development (IMD), escola suíça de negócios, e da Fundação Dom Cabral (FDC), que faz a pesquisa no País. A perda de posição revela os efeitos perversos da política econômica do período Dilma Rousseff, além dos maus resultados nos quesitos eficiência do governo, eficiência empresarial e infraestrutura.

O rebaixamento no ranking foi mais forte entre 2010 e 2011 (do 38.º para o 44.º lugar), mas prosseguiu sem interrupção em 2012 (46.º), 2013 (51.º), 2014 (54.º) e 2015. Neste ano, entre os 61 países pesquisados, o Brasil ficou à frente apenas da Mongólia, da Croácia, da Argentina, da Ucrânia e da Venezuela, mas atrás da Bulgária, do Peru, da África do Sul e da Jordânia, por exemplo.

Ficou em má companhia, portanto, haja vista sua posição próxima de países às voltas com graves crises econômicas e políticas. “Abaixo estão países com uma situação muito mais dramática que a do Brasil”, disse um professor do IMD, Carlos Primo Braga. “Comparar o Brasil com a Ucrânia é brincadeira.”

São quatro os pilares analisados pelo IMD. No desempenho da economia, estagnação, dificuldades fiscais e inflação alta determinaram a má avaliação. Mas o País também perdeu posições pelo critério do emprego (do 6.º para o 21.º lugar) e da inserção no comércio global. Pelo critério eficiência do governo, o País está no 60.º lugar, acima apenas da Argentina. É um dos “piores lugares do mundo para se fazer negócio”, segundo Carlos Arruda, da FDC. O problema mais agudo é corrupção e falta de transparência do governo. “No quesito subornos e corrupção, o Brasil figura vergonhosamente na última posição entre os países analisados”, diz o estudo.

Também houve perda de eficiência empresarial – o País perdeu 24 posições em quatro anos e chegou ao 51.º lugar, em especial, pela falta de investimentos em inovação.

Afinal, a precariedade da infraestrutura, crescente desde 2012, relegou o País à 54.ª posição no ranking, agravada pela crise hídrica e o risco de racionamento de energia.

A posição do Brasil no ranking do IMD não chega a surpreender, dada a vultosa carga tributária e a ineficiência das políticas de concessão e dos investimentos em educação – estes aumentaram de 5% do PIB para 5,8% do PIB em 2014, sem maiores efeitos na qualidade da mão de obra e na educação fundamental.

9 Comentários

  1. Diga alguma coisa o calça frouxa, inteligente e qualificado.
    Ou vai também dizer que o culpado são “eles”.

  2. Duvido se esse povo que falam mau do governo e estão a favor da greve, tem coragem de colocar seus filhos em escola pública! Com esse salario todos os professores colocarm seus filhos em escola particulares! Não privatizam para não perderem a teta!

  3. antonio carlos Responder

    Isto é uma vergonha, ficarmos a frente atrás de um país em guerra, a Ucrânia e de dois países literalmente falidos, Argentina e Venezuela é mesmo o fim da picada. Mas com uma legião de gente querendo viver só da esmola estatal o resultado não poderia ser outro. E ainda estamos ganhando de dois hermanos..

  4. Estou me lembrando de um projeto do Senador Cristovam Buarque, que obrigaria a todos políticos colocarem seus filhos nas escolas públicas, pois era de se esperar que nem entraria em pauta esse projeto, só estuda em escola pública de nível básico, filhos de pobres, porque filhos de professor (grande maioria), filhos de rico e de políticos só em escola particular.
    Conclusão, se esse projeto fosse aprovado, nossas escolas públicas seriam as melhores do mundo, pois assim capacitaria melhor o professor e escolas com infraestrutura de primeiro mundo, pois lá estariam estudando os filhos dos marajás.

  5. Caro FÁBIO, é muita maldade divulgada imputando à PRESIDENTE DILMA VAGALUME a responsabilidade pelos baixos índices e a queda persistente dos índices divulgados da economia brasileira, que afeta por conseguinte a economia dos estados da federação. Essas informações são RESULTADOS da POLÍTICA ERRÁTICA CORRUPTA praticada nos últimos 12 anos pelos líderes, dirigentes, senadores, deputados federais, deputados estaduais, vereadores, prefeitos, filiados, cooptados da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA contra a miserável sociedade brasileira, que tanto defendem em mantê-los como estão, pobres, devidamente enganados por uma série enorme de MENTIRAS. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e a redução de R$ 0,50 por litro de diesel. Apoio a RENÚNCIA JÁ da DILMA, agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES e VERGONHAS, praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  6. -Ainda não chegamos no fundo do poço!!!
    -A baderna que o partido da estrela planeja ainda não está totalmente instaurada. Para completar falta: o descontrole total da inflação, o aumento do gastos públicos(bolsas), a falta de crescimento econômico, o PIB zero, aumento exorbitante das tarifas, greves gerais, o aparelhamento político das instituições(STF e outros), a criminalidade desenfreada, a invasão do MST nas propriedades rurais e a cooperação de guerrilheiros da FARC e de Cuba nas cidades…aí sim o panorama estaria completo!!! E não estamos longe disto!

Comente