Uncategorized

Em Curitiba, tarifa terá valor unificado de R$ 3,30 a partir de sábado

Via AN – Prefeitura de Curitiba:

A partir da zero hora deste sábado (6), a tarifa do transporte coletivo terá um único valor, tanto para o pagamento em dinheiro quanto no cartão transporte, atendendo compromisso assumido com o Ministério Público do Estado do Paraná.

O valor único de R$ 3,30, já praticado para pagamento em dinheiro, foi definido com base nos aumentos dos itens que compõem a remuneração das concessionárias, bem como na necessidade de equilíbrio financeiro do sistema.

O desconto de 15 centavos na tarifa no cartão transporte entrou em vigor no dia 6 de fevereiro. Posteriormente, em março, por iniciativa do Ministério Público, a Urbs firmou um termo de ajuste no qual foi concedido um prazo de três meses para manutenção da diferenciação na tarifa.

Prazo

Também em razão desse termo de ajuste, as passagens compradas no cartão até esta sexta-feira (5), no valor de R$ 3,15, terão validade de cinco anos. As passagens carregadas no cartão a partir da zero hora de sábado (6) já custarão R$ 3,30.

Em função do feriado, não haverá atendimento ao público na Urbs nesta quinta (4) e sexta-feira (5). Além da sede da Urbs, o cartão transporte pode ser carregado nos espaços comerciais, nos terminais e bancas de revistas credenciadas (veja relação abaixo) e pela internet, com acesso na página inicial do site www.urbs.curitiba.pr.gov.br.

O desconto de 15 centavos na compra antecipada de passagem foi adotado pela Urbs como parte do projeto de incentivo ao uso do cartão, iniciado em agosto do ano passado com o lançamento do cartão avulso, ampliação de um para 25 pontos de recarga e exclusividade do sistema de pagamento em 66 linhas de ônibus que não tinham cobrador.

2 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Lembro do “camarada” Fruet, em manifestação nas mídias amigas, dizendo:

    “A tarifa de CURIBA é EQUILIBRADA”.
    Quem encarece a nossa tarifa, gerando o déficit, é a Região METROPLITANA.

    Fosse só as nossas linhas, a tarifa poderia ser menor e SEM SUBSÍDIOS.

    Pois é,

    A INTEGRAÇÂO acabou.

    Enquanto isso, desmentindo o farsante, a tarifa da CAPITAL foi REAJUSTADA em 15%.

  2. Genésio Silva Responder

    Putz!
    Ministério Público, faz favor…vão cuidar dos crimes e não fiquem fazendo trapalhada.

Comente