Uncategorized

MPF pede devolução
de R$ 50 milhões por desvios em refinarias

O petismo local está de sobreaviso. O Ministério Público Federal pediu a condenação dos executivos da construtora Camargo Corrêa por formação de cartel, fraude a licitação, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. O MPF quer ainda a restituição dos R$ 50 milhões desviados para o pagamento de propina das obras das refinarias Getúlio Vargas (Repar, no Paraná) e Abreu e Lima (em Pernambuco) e o pagamento de uma indenização mínima à Petrobras de R$ 343 milhões. As informações são d’O Globo.

No memorial final, apresentando à Justiça na sexta-feira (29), os procuradores pediram o desmembramento da ação contra o presidente da UTC, Ricardo Pessoa, apontado como o chefe do “Clube das Empreiteiras”. Pessoa assinou um acordo de delação premiada com o MPF.

Além do executivos da empreiteira – Dalton Avancini, Eduardo Leite e João Auler –, os procuradores pediram a condenação do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa; do empresário Márcio Bonilho, da Sanko Sider; de Leonardo Meirelles; do doleiro Alberto Youssef; e dos operadores do esquema Jayme “Careca” e Adarico Negromonte.

2 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Só um auditor em Londrina vai devolver 20 milhões imagine quando todos devolver,inclusive aquilo que foi para a campanha,da muitos bilhões.

Comente