Uncategorized

Deputados e servidores chegam a acordo

foto - alep - app

Esforço concentrado dos deputados Ademar Traiano, Luiz Cláudio Romanelli e Alexandre Curi. Muita conversa com os dirigentes da APP-Sindicato que sentiram a greve murchar rapidamente nos últimos dias. Saiu uma nova proposta fez com que finalmente os servidores e os deputados entrassem em um acordo para o reajuste salarial do funcionalismo público. O acordo envolve reajustes em três anos, com o pagamento de 3,45% em outubro, referente à inflação entre maio e dezembro de 2014; outro reajuste de 8,5% em janeiro de 2016, o que anteciparia a data base e, finalmente, outro aumento em janeiro de 2017, referente à toda inflação de 2016 medida pelo IPCA mais 1% de ganho real. Ainda em 2017 haverá o pagamento da data base. Ou seja, a fórmula apresentada pelo governador Beto Richa com pequena alteração. Resta agora, a aprovação final do governador.

foto - acordo 03.06

O deputado Ademar Traiano, presidente da ALEP, comemorou o entendimento e ressaltou que o principal motivo é a volta às aulas. “Com isto temos uma regra clara, sem perdas para os servidores e que garante bons resultados para o ajuste fiscal necessário que o governo está fazendo”, disse.

51 Comentários

  1. VLemainski - Cascavel Responder

    Ê os dias parados serão pagos?… Seria uma desmoralização para o governador… A greve foi ilegal, política e prejudicou alunos e pais…. Alguém tem que responder por isso.

  2. Quem não trabalhou não recebe simples assim…no mundo inteiro e assim . aqui também tem q ser

  3. Governar, desconte todos os dias parados, e não arrede o pé na cobrança das multas do sindicato. Os professores vagabundos não merecem moleza.

  4. Ney Camargo Machado Filho Responder

    A visão de um Líder de Governo democrata, que acredita no dialogo e na comunicação, como meios para a evolução de entendimento em conflitos, e nesse sentido, é que o lider tem seu papel importante pela motivação permanente dos agentes envolvidos, procurando manter este canal aberto. Na tentativa de conscientizar sobre a importância do tema. Oferecendo alternativas para solução do impasse e, por isso, cabe uma reflexão profunda, capaz de trazer luz, qualidade e eficiência, para o governo, servidores e no atendimento a população. Parabéns Deputado Romanelli.. Fica a lição de que: ” É no fortalecimento do Legislativo que muito depende o Respeito aos Direitos e Garantias Individuais”.

  5. seja professor ou quem quer que seja. se invadir patrimônio público será repreendido. viva a ordem!

  6. Ney Camargo Machado Filho Responder

    A visão de um Lider de Governo Democrata. Que acredita no dialogo e na comunicação como meios para a evolução de entendimento em conflitos, e nesse sentido, é que o lider tem seu papel importante pela motivação permanente dos agentes envolvidos, procurando manter este canal aberto. Na tentativa de conscientizar sobre a importância do tema. Oferecendo alternativas para solução do impasse e,por isso, cabe uma reflexão profunda, capaz de de trazer luz, qualidade e eficiência, para o governo, servidores e em especial no atendimento a população. Parabéns Deputado Romanelli, fica uma lição: É no fortalecimento do Legislativo que muito depende o Respeito aos Direitos e Garantias Individuais.” A fé abre uma picada, a ciência passa por cima e constrói uma estrada” ” A fé procura, o intelecto encontra”.

  7. Espero que o pinoquio Richa honre a proposta, afinal, a palavra do governador não vale um centavo furado, até o momento vários acordos não foram respeitados. Infelizmente, muitos já esqueceram: “O MELHOR ESTÁ POR VIR”!

  8. Isto foi um crime que o sindicato e o Pt cometeram.O Brasil foi assaltado,levaram todo nosso dinheiro,o,Pt esta de olho na Paraprevidencia, o dinheiro do funcionário,publico do Paraná, Foi o maior erro da história do Paraná,esta greve maldita!!!!!!

  9. Só não pode afrouxar o sutiã: tem que descontar os dias parados sim! Kambada de “educador” do caramba!

  10. antonio carlos Responder

    Preparem os bolsos tigrada, esta generosidade vai sair deles, porque não é o Betinho Banana e seu secretário da Fazenda que, vivem dizendo que o Estado está “quebrado”? Só aumentando os impostos é que tamanha generosidade vai ser possível.

  11. O Beto é o autor, então ele já assinou, resta saber se os servidores aceitarão esse truque do governador, já que na prática não mudou nada, ele continua ignorando a Lei da data base, a Lei do piso e ainda quer posar de bonzinho….éprácabá.

  12. Não estou aqui para defender o Beto, mas tenho certeza que ele não mandou bater. Os tais professores é que não respeitam a lei e querem dar porrada em ponta de faca acreditando que não vão se ferir. São professores ou bandidos que não ligam para a própria vida? Educadores ou idiotas?

  13. Como a greve foi declarada ilegal, espero que sejam descontados os dias parados. No final da história, a APP/CUT/PT fez muita politicagem e baderna; Os professores entraram numa barca furada; MAS OS ALUNOS SOFRERAM O MAIOR PREJUÍZO.

  14. Como tem gente ignorante. Professor tem que dar aulas em 200 dias letivos por anos. Se parou, vai repor. Se descontar salário, os comissionados darão aula no lugar deles?

  15. É piada, essa manchete, só pode. Não há nenhum acordo ainda e não acredito que, com esta proposta, haverá.

  16. Nossa que pensamento da época da ditadura dizer para bater nos professores. Como tem gente sem noção nesse país… e quando os funcionários da saúde, justiça, bancários estão em greve que por todo direito buscam seus benefício, quero ver um indivíduo escrever para agredi-los também. Para muitos a violência torna-se a solução, e ao mesmo tempo incentiva-la desmerece o que chamamos de indivíduos.

  17. Endosso o que diz VLemainski, não é justo que se pague nada a quem não trabalhou e quanto ao sindicato, o governo tem que se manter firme e cobrar os dias parados dessa tal APP. E professor que não gostar,que achar que tem que ganhar sem trabalhar que contrate um advogado e vá procurar seus direitos na justiça ou vai atrás da APP pra que ela reponha seu salário.

  18. Para que ninguém seja prejudicado, principalmente os alunos, o governo tem que se comprometer a não descontar as faltas, e os professores reporem integralmente os dias parados.

  19. Em alguns Núcleos Regionais, as aulas já voltaram quase que na totalidade… Ou a APP aceita, ou os Professores, aos poucos, vão voltando. A APP esgotou-se… Agora, a APP vai fazer uma Assembleia de Professores, bem menor que as outras, para conseguir aprovar a volta às aulas. Quando eles não querem terminar uma greve, reúnem no Estádio de Futebol. Quando querem terminar, em Clube fechado, com no máximo 1000 pessoas. O Governador vai sair vitorioso nesta disputa… Fez um golaço aos 47 minutos do segundo tempo. Valeu Governador!!! Demonstrou competência e paciência, virtudes necessárias para Governar!

  20. Aldanei Lindner Responder

    Poderia até descontar os dias parados, desde que devolva os oito bilhões que nos roubou.

  21. Katia Flavia voce e uma idiota nao tem o que fazer? pra postar um comentario exdruchulo como esse?

  22. E assim o a reposição do ano 2015, se perdera no tempo, pois sera paga a de 2014 e depois a de 2016.

  23. Sem os artigos 2 e 6 da proposta anterior que eram extremamente nefastos para os professores, verdadeiras armadilhas.

  24. E condicionado a anistia dos dias parados e sem nenhuma punição aos diretores. Caso contrário, sem acordo.

  25. ATROPELADOS
    O que comentei ontem com um dirigente dos servidores. A greve não se sustentava mais. Pós feriado 80% estariam em sala de aula e a APP atropelada pela intransigencia. Comentei que agora era a APP que teria que correr atrás para encontrar uma saída honrosa.
    Os 3,45 que seria em setembro, outubro e novembro, passa ser parcela única, em outubro. Ou seja, antecipa uma, atrasa outra e paga tudo em outubro. OU seja, nada. APP engoliu pq não controla mais a greve. Erraram no ponto;
    O governador propos IPCA de 2014 para janeiro/2016. Manteve.
    ÚNICA VITORIA: 1% de aumento real em 2017 e provavelmente anistia dos dias parados, pois a APP seria crucificada caso houvesse desconto. Professorada perderiam avanços na carreira. E aí estava o nó, que a APP teve que correr atrás.

    Ganha o governador. Ganha o Rmanelli.

  26. Até mesmo pq se houver desconto de dias parados não há obrigação da reposição e nesse caso o ano letivo está perdido.

  27. Os professores viram que perderam a batalha, murchou nesses utlimos, botaram o rabo no meio das pernas e vão aceitar do jeito que o governo queria, enrolaram, enrolaram e não ganharam nada, e ainda, terão os dias descontados.

  28. Pois é os professores viram que perderam a batalha, murchou nesses utlimos, botaram o rabo no meio das pernas e vão aceitar do jeito que o governo queria, enrolaram, enrolaram e não ganharam nada, e ainda, terão os dias descontados.

  29. VERGONHA DE SER BRASILEIRO Responder

    ridículo. 3,45%v em outubro quando a lei exige que se cumpra 8,17% em 1 de maio. é o fimmmm

  30. Agora quero ver o governador ter pulso firme e descontar os dias parados considerando que a justiça declarou ilegal a paralização. Afinal a sociedade não pode acar com o pagamento dos salários sendo que os funcionários faltaram em serviço.

  31. Sr Vlemainski quem deve responder por isso é o Estado que não cumpriu com suas obrigações ao não obedecer a lei que obriga a REPOR o indice da inflação.Nós vamos repor as aulas por isso não teremos descontos.A mesma justiça que ele desobedeceu serviu para alegar ilegal.Então a justiça serve so aos poderosos?

  32. Sr desmoralizado o governo já esta com todos os desvios da receita estadual que esse blogueiro não comenta nada.Quem deve responder é o Estado ao não garantir a educaçao por não repor o indice da inflação que é garantido por LEI alias a mesma lei que declarou ilegal.Pq a lei serve so para quem tem poder?vc vai defende-lo em janeiro de 2016 quando novamente ele voltar a dizer que o Estado está quebrado e não irá cumprir o acordado hj.

  33. Se o Governador pagar os dias parados ficará desmoralizado perante o povo do Paraná. Tem que descontar e abrir processo administrativo para mandar embora os que aderiram a greve, pois a mesma é ILEGAL, IMORAL e POLÍTICA. Rua para esses arruaceiros.

  34. Ilegal só para quem não entende nada de direitos adquiridos, e mais desmoralizado que o governador está, difícil heim…

  35. E o governador se comprometeu a pagar do seu bolso os mais de dois milhões gastos na repressão contados a partir do camburão até o dia 29 de Abril.

  36. Caro FÁBIO, caso o GOVERNADOR BETO não determine o desconto dos dias paralisados de todos os funcionários faltosos, corre o risco de ser responsabilizado por PREVARICAÇÃO NO CARGO, pois a greve foi considerada ILEGAL pelo T.J.,e com isso ficar prejudicado e fragilizado pelo conceito dos demais paranaenses. Atenciosamente.

  37. Só esqueceram de conversar com os professores! Não para proposta. APP não me representa. Assembleia já e não aceitaremos. Nenhum direito a menos!

  38. EU ACEITO,O DESGOVERNO FODERAL CORRU–PT–O E LADRÃO NÃO VAI DAR UM CENTAVO PARA SEUS FUNCIONÁRIOS.

  39. Mais um comentário… O salário do Professor que trabalha no Ensino Médio, na Rede Estadual de Ensino do Paraná é maior que na Rede Privada! E a qualidade??? Se até os Professores matriculam seus filhos na Rede Particular de Ensino!!!??? Esta notícia está na página do Governo do Paraná.

  40. Senhor ou Senhor VLemainski – Cascavel.

    Professor nunca deu prejuízo algum e sim só lucro, só um exemplo estas poucas palavras que o senhor o senhora escreveu foi algum mestre que tem ensinou.

    Pode ficar tranquilo que será feita reposição de todos esses dias parados.

    Se todos governantes fossem honestos quantos os professores, o o Mundo era outro.

    O problema do governo não é que não tem dinheiro para pagar os ajustes salarial é sim birra com a classe por ter exposto a incompetência dela enquanto gestor público.

Comente