Uncategorized

Sem reportagem,
com alívio

alepfot2

O domingo (7) foi de frouxos intestinais, cólicas, enxaquecas e outros males para muitos personagens graúdos do Centro Cívico de Curitiba e do Paraná. Durante todo o dia, o Fantástico da Rede Globo, veiculou chamadas sobre denúncias envolvendo a contratação de “fantasmas” de Norte a Sul nas Assembleias Legislativas. Impossível não lembrar as últimas notícias com o mesmo teor envolvendo a Casa de Leis nativa. Vide os casos das últimas semanas, sentenças e denúncias em investigação contra deputados que usaram do “expediente” para sangrar os cofres da viúva. No final da noite o alívio, a reportagem passou longe do parlamento paranaense.

10 Comentários

  1. Ex-Funcionário Responder

    Opa… já passaram por cima ou esqueceram das denúncias??? Algo não cheira bem… ou será como o TC/PR que sempre diz que as análises sempre estão OK… rsrsrsrs… quero meus sais…

  2. Sergio Silvestre Responder

    Aqui os canais jorram águas nas “irrigações” ,sinal que já está sobrando dinheiro no caixa e os “comunicadores” estão satisfeitos.
    Pelo que sabemos aqui no Paraná e lá em um sextilhão de planetas funciona o maço,quem tem o maço,carimbaço.

  3. -Não, senhores deputados, a Rede Globo não esqueceu da Assembléia do Paraná, e sim está apenas começando as denúncias. Pelo tipo de reportagem, será uma séria longa de denúncias envolvendo políticos de todo os estados.
    -Estas reportagens do Fantástico tem fundo político para desestabilizar os partidos contrários ao partido reinante.

  4. MANOEL BOCUDO. Responder

    MAS E OS NOSSOS FANTASMAS SUMIRAM, NÃO É JUSTU SÓ OS DELES APARECEREM, BEM NÃO A MAL QUE SE CURI COM O TEMPO…….
    ENTENDERAM ??? OU SÃO MUITO SECRETOS ????

  5. Ao mwnoa por enquanto mas tem pessoas sobrenaturais q conseguem estar na primeira secretaria e presidemcia da alep e ao mwsmp tempoem suas cidades passeando pelas ruas centrais como a xv em pg

  6. Denúncia de fantasmas? O “governador” deve estar preocupado. E se falam tb do amigo Ezequias???

Comente