Uncategorized

Cida Borghetti negocia instalação de empresa
de defesa no Paraná

cida borghetti1servia

O Governo do Paraná amplia as negociações com a República da Sérvia para a instalação de empresas de defesa e aeronáutica no Estado. A vice-governadora, Cida Borghetti, participa nesta semana da 7ª Feira Internacional de Defesa de Belgrado (Partner), realizada pelo Governo da Sérvia e pela estatal Jugoimport, de terça-feira (23) a sexta-feira (26). É o principal evento de defesa e tecnologia da região e atrai empresas, comerciantes e dirigentes da Europa, Ásia, África, Oriente.

Na noite desta segunda-feira (22), Cida Borghetti e a comitiva brasileira, liderada pelo embaixador Sergio Luiz Canaes, foram recepcionadas pelo ministro de Defesa da Sérvia, Bratislav Gasic, e pelo general Bodjan Zrnic para participar da abertura da Feira. “Viemos estreitar as relações e reforçar o interesse do Paraná em receber empresas de defesa e aeronáutica sérvias”, disse a vice-governadora.

De acordo com Cida Borghetti, o Paraná busca parceiros para produção e desenvolvimento de novos produtos e tecnologias. A expectativa é que o Governo Federal invista R$ 100 bilhões em equipamentos de defesa e aeronáutica nos próximos anos. “São investimentos que terão índice de nacionalização. O Paraná tem que estar pronto para aproveitar essas oportunidades”, afirma.

PARANÁ – Em visita à Feira, a vice-governadora detalhou informações sobre a economia e potencialidades do Estado; explicou o programa Paraná Competitivo, que atraiu mais de R$ 35 bilhões em investimentos privados nos últimos quatro anos, e o Paranaéreo, legislação específica para incentivar a cadeia de aeronáutica e defesa. Ela destacou ainda que o Paraná está estabelecendo na região de Maringá um polo de aeronáutica e defesa.

“Temos um ótimo ambiente para negócios, infraestrutura adequada e em ampliação, mão de obra qualificada e um sistema universitário bem estruturado. Aliado a isso, o Paraná possui localização estratégica, próxima dos principais mercados consumidores do País e da América do Sul, e um Governo parceiro dos investidores”, disse. A vice tem agenda com reuniões na Feira nos próximos dias.

O presidente do grupo de Amizade Sérvia-Brasil no Congresso Nacional, deputado federal Ricardo Barros, e a presidente da Comissão do Mercosul e Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa, deputada estadual Maria Victoria, também participam da comitiva.

FEIRA – Realizada a cada dois anos, a Feira Internacional de Defesa de Belgrado é reconhecida como a maior exibição de produtos de defesa e tecnologia da Sérvia e região.

Entre os produtos expostos estão armas leves e pesadas, mísseis, veículos blindados e de combate, sistemas de defesa e comunicação, munições e simuladores. O evento atrai empresas, comerciantes e dirigentes de países da Europa, Ásia, África, Oriente.

As negociações com o Governo da Sérvia iniciaram em fevereiro com a primeira missão da vice-governadora ao país europeu à convite do embaixador da Sérvia no Brasil, Veljko Lazic.

VIAGEM – Antes da Sérvia, Cida Borghetti esteve na Itália, onde iniciou as negociações para a ampliação do acordo de cooperação técnica entre o Paraná e a região italiana de Emilia Romagna. A vice-governadora se reuniu, na sexta-feira (19), com presidente da região italiana, Stefano Bonaccini, no pavilhão da União Europeia na ExpoMilão 2015.

11 Comentários

  1. -A indústria de defesa e material bélico da Sérvio é de origem soviética e como tal utilizava estes equipamentos para desenvolver novas tecnologias!!!
    -Não podemos afirmar que tipo de produtos seriam produzidos aqui no Paraná. Será que é permitido pelo Exército, PF a instalação de outras empresas, divergentes da IMBEL e suas subsidiárias???

  2. esse é Paraná que trabalha e avança e não fica atolado na lama por pessoas que não temn interesse nenhum na maioria, uns gatos pingados que perderam feio na eleição e agoram declaram guerra ao nosso estado. a resposta esta aí, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO

  3. MANOEL BOCUDO. Responder

    MUITO BEM VICE, ESTAMOS PRECISANDO DE MAIS POSTOS DE TRABALHO,
    SE OS NOSSOS SENADORES BRIGASSEM POR INDÚSTRIAS NO ESTADO SERIA ÓTIMO, MAS SÓ QUEREM PEGAR VERBAS DE EMPREITEIRAS E
    EMPREGOS QUE É BOM NADA.

  4. Luis Antonio de Sá Barreto Responder

    Essa indústri será instalada também em Maringá como aquela fábrica d helicópteros que o Beto disse que seria?

  5. Arthur Ista Dual Responder

    isso é que é trabalhar em família.
    ricardo, maria aparecida e maria victoria trabalham muito.

  6. Sergio Silvestre Responder

    Essa aeronave é da AVIO fabricada em Maringá que o BETO RICHA trouxe,como os onibus que ele se deixou fotografar nas postagens ai.

  7. Acho que na hora que a empresa ver os custos da energia no Paraná irão “desistir” (pq o que os barros estão fazendo lá é só passeio) e ir aqui ao lado no Paraguai.

  8. Noooossa, que notícia importante! Certeza que vem mais uma fábrica de helicópteros por aí, em Maringá, provavelmente! Nada como um tour pela Sérvia, pago com dinheiro público, para desanuviar as ideias, não é, Cidinha?

  9. Indústria armamentista…fomentadores da guerra, do sangue, do ódio…ainda mais o do chauvinismo sérvio…estamos bem…fiquemos com o papa, que essa semana declarou: não são cristão aqueles que fabricam armas…não são cristãos aqueles que defendem o interesse dessa indústria da morte.

Comente