Uncategorized

Fruet desintegra próprio discurso ao avisar que a passagem não baixa

fruet ônibus2

Durante muito tempo o curitibano escutou do prefeito Gustavo Fruet (PDT) uma pregação repetitiva. Dizia que não era possível baixar o custo da passagem dos ônibus da capital por causa da integração do sistema com municípios da região metropolitana de Curitiba. Essa integração, uma complexa e bem sucedida engenharia urbana, que permitia que moradores metropolitanos transitassem para a capital usando uma única passagem, seria prejudicial aos curitibanos.

A integração estaria obrigando a capital a bancar um subsídio para os municípios vizinhos o que encareceria o custo dessa passagem. Pois bem, Fruet tanto fez que provocou a desintegração do sistema, provocando prejuízos enormes e transtornos de toda ordem para centenas de milhares de usuários da RMC. Como contrapartida a esse desastre logístico, os curitibanos aguardavam ansiosamente uma substancial redução nas tarifas do transporte coletivo.

Nada disso aconteceu. Ao contrário, apesar de o Tribunal de Contas do Estado ter auditado o sistema e concluído que uma redução das tarifas é plenamente possível, Fruet anunciou ontem (quarta-feira, 1º de julho) que a passagem (de R$ 3,30) não vai baixar e, pior, pretende retirar a gratuidade que hoje beneficia, os funcionários dos Correios, os oficiais de Justiça e os policiais militares.

Comente