Uncategorized

Inflação de Curitiba é a maior entre as capitais pesquisadas pelo IBGE

do Bem Paraná:

A inflação oficial de Curitiba apresentou variação de 0,91% em junho, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), medido pelo Insituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As variação ficou acima dos 0,76% de maio. No ano, a evolução de preços foi de 7,37%, o maior porcentual entre toda as capitais pesquisadas pelo instituto e de 10,20%, nos últimos 12 meses.

No Brasil, o IPCA de junho apresentou variação de 0,79% e ficou acima da taxa de 0,74% registrada no mês de maio. Com este resultado o primeiro semestre do ano fechou em 6,17%, bem mais do que os 3,75% do primeiro semestre de 2014, registrando a taxa mais elevada para o período de janeiro a junho desde 2003 (6,64%).

O acumulado dos últimos 12 meses atingiu 8,89%, mais do que nos 12 meses imediatamente anteriores (8,47%) chegando ao mais elevado índice acumulado em 12 meses desde dezembro de 2003 (9,30%). Em junho de 2014 o IPCA havia registrado taxa de 0,40%.

Em junho, as Despesas Pessoais, com alta de 1,63%, lideraram as variações de grupo. Nesse grupo, foi o item jogos de azar que, com variação de 30,80%, exerceu o principal impacto individual no índice do mês, 0,12 ponto percentual (p.p).

Considerando os meses de maio e de junho, o aumento foi de 47,50%, reflexo dos reajustes nos valores das apostas, vigentes a partir de 18 de maio. O item empregado doméstico também destaque no grupo, com alta de 0,66%, tendo em vista a importância desta despesa no orçamento das famílias.

Na segunda colocação na relação dos principais impactos vieram as passagens aéreas, exercendo impacto de 0,10 p.p.. Embora a alta tenha atingido 29,19% no mês, este item, que se caracteriza por resultados instáveis por influência de fatores diversos, acumula queda de 32,71% no semestre.

Sob pressão das passagens aéreas, o grupo Transportes apresentou variação de 0,70%, sendo influenciado, ainda, pelos serviços de conserto de automóvel (1,70%), compra de automóveis usados (0,78%) e tarifas de ônibus urbano (0,40%). Nas tarifas, o resultado é reflexo de parte do reajuste de 12,50% em vigor desde 16 de maio na região metropolitana de Belém (6,72%).

A taxa de água e esgoto (4,95%) foi o terceiro item de maior impacto no IPCA de junho (0,07 p.p.), refletindo reajustes ocorridos nas seguintes localidades:

Com isto, mais as variações em itens de pesos significativos, como os artigos de limpeza (1,52%), condomínio (0,92%) e aluguel residencial (0,66%), o grupo Habitação fechou o mês em 0,86%.

Os três itens de maiores impactos individuais, jogos de azar (30,80%), passagens aéreas (29,19%) e taxa de água e esgoto (4,95%), somam 0,29 p.p. e foram responsáveis por cerca de um terço do IPCA de junho.

Em Saúde e Cuidados Pessoais a taxa ficou em 0,91%, ainda sob influência dos remédios que, ao ficarem 0,64% mais caros no mês, acumularam 6,03% no ano. O aumento é reflexo da aplicação dos reajustes de 5,00%, 6,35% ou 7,70%, conforme o nível de concentração no mercado, em vigor desde o dia 31 de março. No grupo, outros itens se destacaram:

Artigos de higiene pessoal à 1,46%
Serviços médicos e dentários à 1,10%
Plano de saúde à 0,77%
Serviços laboratoriais e hospitalares à 0,70%

6 Comentários

  1. Inflação alta, desemprego aumentando, é tudo resultado da política da “Nova Matriz Econômica” do Mantega,do Nelson Barbosa,comandados pela mais genial Presidente do planeta(Dilma mandioca!).
    Cadê o pessoal do sindicato para comentar o desemprego de quase 9%?
    O povo pode passar dificuldade,mas o Lula vai continuar andando de jatinho e tomando vinho frânces de 5000 dólares a garrafa…

  2. A inflação real do desgoverno Dilma/Lula já chega a 15% ,tranquilamente.
    Com uma inflação desta,o governo vem agora propor reduzir o salário do trabalhador…
    Inflação alta com salário diminuindo,esse é o resultado nefasto do lulopetismo.Em breve,ficaremos como a Venezuela:inflação de 200% ao ano e escassez de papel-higiênico.
    E o desemprego já é o maior da série histórica desde 1992.Já são quase 10 milhões de trabalhadores sem emprego!
    Viva a Dilma mandioca!!!!

  3. “Quando se lê uma noticia dessas no jornal impresso, internet, rádio, tv, não causa muito espanto. Não pela falta de relevância da noticia, em absoluto. Mas pela alienação, e total falta de interesse de um povo de cordeiros criminosamente alienados. Isso sim é triste e preocupante. É lógico que a roubalheira, desvio, etc e tal também tem fundamental importância que não se deixe cair no esquecimento, é o obvio ululante que não. Mas Curitiba com a maior inflação entre as Capitais é extremamente preocupante. Porquê aqui a inflação é a mais alta? Porquê? Com a palavra os especialistas da área…” – Profº Celso Bonfim

  4. A Dilma mandioca não tinha anunciado a redução da conta de luz antes da eleição?
    Está aí a conta reduzida para os trabalhadores pagarem…
    Viva Dilma/Lula/PT!

Comente