Uncategorized

Occhi e Richa anunciam
R$4,6 mi para as cidades atingidas pelas chuvas

Foto: Orlando Kissner richa e occhi - orlando kissner

da Banda B:

O governador Beto Richa recebeu nesta quinta-feira (16) pela manhã, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, para tratar do apoio às cidades atingidas pelas chuvas e vendavais nos últimos dias. O governo estadual informou que vai liberar R$ 3 milhões, principalmente para compra de telhas. O ministério se comprometeu a destinar R$ 1,6 milhão. Das 54 cidades que tiveram prejuízos com os temporais, 26 devem decretar situação de emergência para receber os recursos.

À tarde, o governador e o ministro embarcam para Francisco Beltrão, no Sudoeste, onde se reunirão com o prefeito, Antonio Cantelmo Neto e lideranças da região. Eles vão acompanhar de perto o trabalho de ajuda às famílias de comunidades rurais atingidas pelo tornado. Na comunidade KM 8, dezesseis famílias foram afetadas, 19 pessoas ficaram feridas e 12 casas foram destruídas.

Segundo o último boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual, o número de atingidos pelas chuva subiu de 31.346 para 33.310 em 50 municípios, a maioria na região sudoeste do Paraná, onde um tornado atingiu a cidade de Francisco Beltrão na segunda (13). Os fortes ventos atingiram a comunidade de KM 8, os bairros Novo Mundo, São Francisco, São Miguel e Cantelmo e chegou a formar um princípio de tornado, segundo o site especializado Climatempo. O trabalho de socorro aos atingidos iniciou logo após o evento pelas equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Pelo menos 19 pessoas foram atendidas na rede de saúde do município com ferimentos causados pela tempestade.

Em Umuarama são 2.065 afetados 15 casas danificadas. Já em Rondon são 408 afetados e 115 casas danificadas. A cidade de Rio Negro, no leste, também está mobilizada, segundo o coordenador municipal de Defesa Civil, Nelson Furtado. “Temos 62 famílias nas vilas Paraíso e Paraná que podem ser afetadas em caso de cheia do rio. Os agentes da Defesa Civil foram pessoalmente em cada uma das residências para fazer o alerta. Temos veículos do Exército e da prefeitura preparados para a retirada das famílias. O Ginásio de Esporte também já foi preparado para alojar as famílias, caso necessário”, disse Furtado.

A preocupação maior da Defesa Civil no momento é com a elevação do Rio Iguaçu, que já está 4,44 metros acima do normal, o que impacta no município de União da Vitória.

Previsão

O tempo continua instável nesta quinta-feira (16), em todo o Paraná, e segundo previsão Instituto Meteorológico Simepar, há previsão de temporais não severos para a região Norte do Estado.

“A previsão é de que até sexta-feira tenhamos chuva contínua no Sul do Paraná, divisa com Santa Catarina, o que influencia o Rio Iguaçu e também os rios Negro e Timbó”, disse o meteorologista Lizando Jacóbsen. O Rio Iguaçu está 4,44 metros acima do normal em União da Vitória. O Rio Negro, que banha o município do mesmo nome, também está subindo.

Comente