Uncategorized

Cunha vai anunciar hoje rompimento com Dilma

cunha e dilma

A retaliação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao Palácio do Planalto por causa da acusação feita pelo lobista Júlio Camargo de que ele teria cobrado US$ 5 milhões terá seu primeiro capítulo nesta sexta-feira (17). Desafeto da presidente Dilma Rousseff, o peemedebista oficializará o rompimento com o governo. As informações são da Agência Estado.


Na quinta-feira (16), após a divulgação da delação de Camargo, Cunha encontrou-se com o vice-presidente da República, Michel Temer, comandante do PMDB, para tratar do assunto. O rompimento foi revelado pelo site da revista Época na noite de quinta. Cunha confirma a informação.

O movimento já era esperado por aliados e opositores do presidente da Câmara. Um deputado do DEM avalia que o governo terá neste segundo semestre o seu pior momento, pois Dilma será o principal alvo de Cunha. Para o parlamentar, o peemedebista não mais evitará a abertura de processo de impeachment contra a petista. Para um peemedebista, Cunha teria mesmo que deixar de ser “camaleão”, ora governista, ora oposicionista, para assumir de fato seu papel de adversário da presidente Dilma Rousseff.

Dentro do PMDB, Eduardo Cunha é a principal voz favorável ao rompimento com o PT. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo em 14 de junho, ele já defendia o desembarque de seu partido do governo e o fim da aliança entre as duas legendas já a partir das eleições municipais do ano que vem. Na quarta-feira, 15, ao lado de Temer, do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP), Cunha voltou a defender de maneira enfática que o PMDB tenha candidato próprio em 2018. Foi seguido pelos correligionários.

Na quinta-feira (16), em café da manhã com jornalistas, o presidente da Câmara fez novos ataques ao PT: “Não aguentamos mais não disputarmos a eleição e ficarmos perto do PT. Ninguém aguenta mais aliança com o PT”; “Estamos doidos para pular fora (do governo)”; “Um partido que não quero na aliança com o PMDB é o PT”.

9 Comentários

  1. Os amantes foram feitos pra isso. No começo tudo as mil maravilhas e depois de um tempo, por inexistir amor, deteriora tal relacionamento, e, aquele que se sente traído cai fora. O PMDB, através de seus dirigentes, deviam ter VERGONHA NA CARA de ser associado ao PT, inclusive em malfeitos, segundo delatores. Dar guarida a DILMA e ao PT se igualam com eles, pois temos exemplo bíblico disso: DIGAS-ME COM QUEM ANDAS E EU TE DIREI QUEM TU ÉS..O Titanic (Dilma e Pt) está afundando e o Dep. Cunha que não é bobo, quer salvar o seu couro enquanto há tempo.

  2. Sergio Silvestre Responder

    O Cunha é o queridinho dos colegas reaças aqui do Blog,já arrumaram um governador mais incompetente do mundo para o Paraná,depois torceram para que esse ladrão ai do RJ fosse o Presidente da câmara.
    Olha só o tipo de Pais que vocês querem,olha só o biltre que vocês apoiam.

  3. SS Calça Frouxa, você está enganado, queremos um Brasil eternamente chefiado pela tua quadrilha.

  4. Tem que ser muito inocente, para acreditar ou defender esse sujeito. O presidente da Câmara é um político da pior espécie.

  5. O Cunha já acertou a queda da Dilma com o Temer.Fecharam acordo para que o Temer assuma a Presidência no feriado de setembro.
    A mandioca sapiens já era…

Comente