Uncategorized

Curitiba tem 10 mil
fora das creches

mail.google.com
Fernando Nandé

O vereador Serginho do Posto (PSDB) solicitou à prefeitura de Curitiba o número de crianças atendidas e a demanda de vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil, os CMEIs. Segundo o Executivo, no primeiro semestre deste ano, 30.258 crianças estavam matriculadas nas creches. E sem pejo algum, vergonha mesmo, a administração Gustavo Fruet informou que em abril, a demanda foi pela criação de 9.888 novas vagas.

Oficialmente, porque podem ser mais, são 10 mil almas afastadas do saber, da cultura e das primeiras letras. São pais e mães que são impedidos de trabalharem direito, preocupados que estão com seus filhos, aos quais é negado o direito constitucional de pleno acesso à Educação pública.

Se arrastando como uma lesma, a burocracia municipal também respondeu o pedido de informações de Toninho da Farmácia (PP), sobre a reconstrução do Centro de Educação Infantil (CEI) Vila Verde, na Cidade Industrial. O parlamentar justificou que a unidade está fechada desde 7 de outubro de 2013 (quando foi destruída por um incêndio) e que o prédio onde funcionava a creche é da prefeitura.

De acordo com os burocratas, que não entendem o que é ficar com um filho sem acesso à escola, o projeto de recuperação do imóvel está concluído e em fase de orçamento; e a licitação deve ocorrer ainda este ano. “O prazo de execução da reforma é de 7 meses, a partir da contratação. Enfatizamos que a reabertura está prevista para o segundo semestre de 2016.”

2 Comentários

Comente