Uncategorized

‘Eu e Dilma erramos’,
diz Lula

foto - lula marques - agencia pt 2

Em meio a um cenário de crise política e econômica, o ex-presidente Lula reconheceu nesta semana que a sucessora Dilma Rousseff pode ter errado à frente do governo. “É lógico que ela pode errar, como eu errei e como qualquer um erra enquanto mãe. Nem sempre a gente faz as coisas que são aceitas 100% pelos filhos. Nós sabemos disso, mas quando ela errar, ela é nossa mãe e temos de ajudá-la a consertar”, afirmou Lula na abertura da 5° Marcha das Margaridas, em Brasília. As informações são da Folha de S. Paulo.

Lula admitiu que o país enfrenta dificuldades, mas pediu que não julguem a petista pelos últimos seis meses, mas pelos mais de quatro anos de mandato. “Não julguem a Dilma por seis meses de mandato, porque ele é de quatro anos”, acrescentou.

– Foto: Lula Marques – Agência PT.

14 Comentários

  1. MANOEL BOCUDO. Responder

    AGORA ELES ERRARAM, LEMBRA-SE DO TEMPO QUE O MERCADANTE FALAVA AO POVO QUE O PLANO REAL ERA ENGANAÇÃO, POIS HOJE
    NO PLENARIO FALAM QUE ESTE PLANO SALVOU O BRASIL. E ELES QUE
    O INVENTARAM. COMO O MUNDO DÁ VOLTAS.

  2. Não fiquem triste senhor Lula e sra. Dilma pois vcs não erraram, quem errou foi os brasileiros que voltaram em vcs. em troco de algumas bolsas famílias.

  3. Doutor Prolegômeno Responder

    A diferença entre o Lula e o Tiririca é que o Tiririca nunca foi presidente da república.

  4. O Lula, vem cá. Voce falou em campanha que o segundo mandato é sempre melhor que o primeiro, lembra falastrão?. E agora? Mentiu também né. Ter vergonha na cara ninguém lhe ensinou.

  5. A cara de pau deste Lula e dos partidos sujos deste país é não ter um pingo de vergonha de se expor e falar memtiras de cara lavada. Ele e a Dilma não
    erraram, eles assaltaram o nosso país de tal forma que não exixte nem um
    pé de couve de pé. Estws caras como o Lula e a própria Dilma precisam ser
    condenados para passarem o resto da vida na cadeia. Não existe perdão.

  6. Lulla, seu ladrão;

    É este o me sentimento:

    (…)
    “Dilma não é da minha família. Não é minha mãe, não é minha tia, não é minha avó, não é minha prima, não é minha irmã, não é minha mulher, não é minha filha… Dilma não é nem mesmo minha vizinha. Ela pertence a um governo cujos postulados repudio. Logo, de saída, ainda que ela fosse a encarnação da honestidade pessoal, eu teria o direito democrático de me opor.”
    (…)
    REINALDO AZEVEDO (12.08.15)

  7. Alguém Revoltado Responder

    Cezar, falou pouco mais falou tudo… E segundo me conste, não julgamos a D.Dilma pelos últimos 6 meses, mas sim por 4 anos e 6 meses, sem contar os 8 anteriores….

Comente