Uncategorized

Decisão do PMDB ‘mina’ cargos para Requião no Paraná

unnamed

A decisão do vice-presidente Michel Temer de se afastar da articulação política do governo no Congresso Nacional e do PMDB chamar um encontro nacional, marcado para o dia 15 de novembro, para se afastar do PT, minaram as pretensões do grupo do senador Roberto Requião por mais cargos no governo federal, a maioria deles no Paraná.

A decisão de Temer tira o ministério de Articulação Política de Rodrigo Rocha Loures, aliado de Requião, que já ocupava a sala destinada a pasta. Rocha Loures é assessor especial de Temer e a sua função já é ocupada por Gilles Azevedo, ex-chefe de Gabinete da presidente Dilma Rousseff (PT).

Requião também pretendia se assanhar sobre a Diretoria Jurídica da Itaipu Binacional e até indicou seu assessor de gabinete, o advogado Luiz Fernando Delazari para o cargo. O grupo de Requião mirava também os cargos das delegacias e superintendências regionais dos ministérios do Trabalho, Pesca e Agricultura e de órgãos como o Ibama, IBGE, Incra, Dnit, entre outros.

O provável rompimento com PT atrapalha as pretensões de Requião e seu grupo para ganhar musculatura para as eleições municipais.

Com o afastamento do PT também está prejudicada a aliança de Requião com a senadora Gleisi Hoffmann para as eleições de 2018. Requião deve sair na cabeça de chapa e Gleisi vai disputar a reeleição. Não por menos, Requião já avisou que quer a indicação do partido para a disputa das eleições presidenciais em 2018.

6 Comentários

  1. COITADO,AGORA ELE MORRE DE FOME,SEM DIN DIN PARA O SALMÃO,PARA O CAVIAR,PARA O VINHO DE ” MILÃO ” À GARRAFA,A COISA FICOU FEIA É A CRISE,KKKKKKKKKKKKKKKK…

  2. JOAQUIN DO SUDOESTE Responder

    De repente,seu Requião ,que se cuide,que o povo paanaense o aposente.O povo,está cansado e enjoado de vê-lo na urna.

  3. antonio carlos Responder

    e o outro senador quer também uma indicação igualzinha. Isto vai acontecer quando mesmo? No dia de São Nunca, é claro.

  4. Rafael arruda. Responder

    Um grupo super fechado,que contempla sempre os mesmos amigos do Rei Quião ,e o resultado aparece na perca de militantes e as respostas vem nas Urnas,a grande maioria abandonou o barco ou troca de sigla,e o Fiasco vem nas urnas,um partido fechado e injusto para alegria da oposição,amadorismo e autoritarismo caminham juntos no PMDB do Pr.

Comente