Uncategorized

Lava Jato vê ‘pagamentos sem causa’ a Gleisi

Foto: Tadeu Sposito/ Agência Senado gleisi - tadeu sposito - A.S.

Juiz Sérgio Moro envia para STF documentos apreendidos na Pixuleco II que indicam repasses suspeitos para senadora do PT e seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo.

Por Ricardo Brandt, Fausto Macedo, Julia Affonso e Talita Fernandes, Estadão

O juiz federal Sérgio Moro, que conduz as ações da Operação Lava Jato, enviou nesta terça-feira, 25, ao Supremo Tribunal Federal (STF) documentos que podem indicar repasses ilícitos para a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), ex-ministra do Governo Dilma Rousseff (Casa Civil). Ela teria sido beneficiária de parte de valores que transitaram pelo ‘Fundo Consist’ – empresa envolvida em desvios de empréstimos consignados no âmbito do Ministério do Planejamento. O dinheiro teria sido usado paga cobrir também despesas pessoais da senadora.

“Havendo indícios de que autoridade com foro privilegiado seria beneficiária de pagamentos sem causa, é o caso de acolher o requerimento da autoridade policial e do Ministério Público Federal e remeter o feito para o Supremo Tribunal Federal”, decidiu Moro.

Gleisi detém foro privilegiado perante o Supremo e já é alvo de investigação da Procuradoria-Geral da República pelo suposto recebimento de R$ 1 milhão do esquema Lava Jato na campanha de 2010.

A investigação cita também o ex-ministro Paulo Bernardo (Comunicação e Planejamento nos governos Dilma e Lula), marido de Gleisi, como também beneficiário de valores sob suspeita.

Clique aqui, para ler, no blog de Fausto Macedo, no Estadão, a reportagem completa.

9 Comentários

  1. Sobra grana para umas 5 cirurgias plásticas pra desarrebitar o nariz.

    Volta com a cara de outrora… quem sabe fica irreconhecivel e os omi não acha.

  2. Será que alguém tinha dúvida que a Barby do PT tinha as pegadas na corrupção, petistas de carteirinha são todos iguais, ladrões do dinheiro público.

  3. Ai,ai, ai, ai, está chegando a hora, o dia já vem raiando meu bem, eu tenho que ir embora….

  4. Creisi foi Diretora Financeira da Itaipu Binacional por alguns anos, durante o governo petista. É uma pena que ninguém possa investigar a empresa binacional!

  5. jose carlos pinto Responder

    TEMOS QUE VER ONDE ELA PASSOU, EM SANTA CATARINA
    E MATO GROSSO, DEVE TER RASTROS DE SUJEIRA NESTES
    ESTADOS , A FICHA É LONGA E BEM MANCHADA QUE TIPO DE
    GENTE FOMOS IMPORTAR PARA O NOSSO ESTADO.

Comente