Uncategorized

Pessuti: ‘Vou construir a derrota de Requião’

do Celso Nascimento

O ex-governador Orlando Pessuti arrumou o que fazer nos próximos três meses: “Vou me dedicar a construir a derrota do Requião”, revelou ele ontem à coluna. “Acabei de sair de uma cirurgia para corrigir um descolamento da retina do olho esquerdo, mas nunca perdi a visão de futuro”, completou com uma revelação: “Se meu grupo não tirar de Requião o domínio do PMDB, vou aproveitar os três meses seguintes, de janeiro a março, para buscar um outro partido e me lançar candidato a prefeito de Curitiba”.

O tiroteio não é novo. Vice-governador por sete anos, Pessuti completou os nove meses finais do mandato de Requião como governador, que renunciou para disputar o Senado. Foi o que bastou para que as relações entre ambos desandassem, sobretudo porque o antecessor o acusava de, em tão pouco tempo, ter “desmanchado” o que de bom havia sido feito pelo Paraná nos sete anos anteriores.

Depois, em 2014, a briga azedou quando Pessuti liderou um grupo de dissidentes para levar o PMDB a apoiar a reeleição de Beto Richa, do PSDB, e impedir que Requião se lançasse candidato. Os dissidentes perderam na convenção, que acabou por sacramentar o nome do senador para tentar o quarto mandato de governador. Mesmo sem o esperado apoio do PMDB, Richa ganhou já no primeiro turno.

De simples adversários políticos no âmbito interno do PMDB, Pessuti e Requião passaram a se tratar como inimigos pessoais. A batalha entre ambos se desdobra não só nas instâncias partidárias, mas também judiciais, onde correm processos de expulsão de Pessuti e deste visando à retomada da direção da sigla.

Na prática, apenas o diretório municipal de Curitiba permanece sob o comando pessutista, com o ex-deputado Reinhold Stephanes Jr. como seu presidente. Stephanes seria o candidato a prefeito – projeto, no entanto, que esbarra na provável dissolução do diretório municipal por decisão do estadual, manobra para viabilizar a candidatura do deputado Requião Filho.

A briga tem data para se tornar ainda mais aguda e explícita no próximo dia 31 de outubro, dia da convenção estadual peemedebista. Pessuti trabalha para arregimentar delegados para derrotar Requião, seja ele próprio o candidato à presidência ou seu sobrinho, o deputado federal João Arruda. Ainda que essa batalha seja perdida, resta a Pessuti aguardar até dezembro decisões superiores, incluindo as judiciais, que favoreçam a retomada do poder pelo seu grupo.

Se tudo der errado, de janeiro a março de 2016 deverá se desenrolar o plano B: Pessuti procuraria outra legenda que lhe garantisse a vaga de candidato a prefeito. Entre as cogitações está o PSDB de Richa, que até já teria emitido sinais positivos nesta direção.

Depois disso só faltará combinar com o povo.

Em tempo: Requião já teria capitulado da intenção de presidir o PMDB para apoiar o sobrinho João Arruda.

15 Comentários

  1. Então, vamos colaborar:

    Qual é a posição do Senador Requião sobre o PACOTE da Dilma?

    Não vale dizer que APOIA DILMA e que não APOIA o PACOTE do GOVERNO DILMA.

  2. Já deveria ter começado a busca Pessuti para ingressar em outro partido. Aliás pode é se filiar ao PSDB, já que apoia este governo sem noção, porque no PMDB, você e sua turma estão mais sujos que poleiro de galinheiro. O Véio Maria Louca só sai de lá no caixão, de outra forma NUNCA IRÁ ACONTECER.

  3. clayton Peterlle Responder

    Pessuti, vc. não tem voto, vc. não conhece Curitiba, sabes a historia da cidade, porque o nome de CURITIBA?

  4. Sergio Silvestre Responder

    Imaginem um bigato desse querendo ser alguma coisa e ainda se juntando com um grotesco que se chama DOATICO,

  5. Não que o Requião seja flor-que-se-cheire, mas esse Pessuti já foi vice-governador do Requião. Naquele tempo Requião prestava? É o velho jogo sujo da política.

  6. ieu também quiero comentar. Pesuti éh um home bão. Certeza que num vai fazer isso (perder tempo com Reiquião). Pesuti num precisa disso, ele tem o povo com ele. Foi um excelente governador e o seu pai sempre aconseio pra ele cuidar da horta dele e deixar as dos zotros!!”

  7. Caro Pessutão, vejamos:

    Eclesiástico, 8, versículos:

    “5. Não convivas com um homem mal-educado, para não acontecer que ele fale mal de teus antepassados
    (…)
    20. Não deliberes com loucos, pois só amam o que lhes agrada.”

    Sabemos que em Deus se encontram a sabedoria, o conhecimento, Nele residem a caridade e as boas obras, portanto, quem teme a Deus sempre pratica o bem, exerce a justiça e possuí a sabedoria.
    Deus o abençoe, como sempre o tem abençoado, e deixe que ELE continue sempre guiando seus passos pelos caminhos da “SABEDORIA”
    DEUS ESTEJA CONTIGO PESSUTÃO!

  8. Parreiras Rodrigues Responder

    Os bitolados políticos que não conhecem o Paraná, depois da Serra do Purunã, se esquecem que Requião se valeu do prestigio do veterinário Orlando Perssuti junto a agricultores para vencer eleições. Ao final, como é do seu costume, a ingratidão.
    Motossera no Figueira!

  9. Carlos Saldanha Responder

    Pessuti te conheco a mais de 30 anos e voce e o unico politico honesto que tenho conhecido, continue sempre assim, o Parana te apoia, voce representa a honestidade, simplicidade e integridade, parabens.

Comente