Uncategorized

Três desembargadores votam contra retorno de Maurício Requião ao TC

Julgamento, porém, foi adiado nesta segunda-feira (5) pelo Órgão Especial do TJ

O julgamento do caso Maurício Requião, que pede o retorno ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná, foi adiado mais uma vez no Órgão Especial do Tribunal de Justiça nesta segunda-feira (5).

Já o desembargador José Sebastião Fagundes Cunha abriu voto divergente, a favor de Maurício. Na sequência, Luiz Ozorio Moraes Panza pediu vista dos autos para “reflexão maior”.

Além disso, quatro desembargadores se declararam sob suspeição. O Órgão Especial do TJ é composto por 25.

6 Comentários

  1. antonio carlos Responder

    O cara só pode ter endoidado, não é contando com gente do tipo do irmãozinho do Senador Maluco é que a Corte de Contas vai melhorar. Ela vai melhorar no dia em que todos os seus servidores forem concursados, sem rabo preso com ninguém, muito menos com o irmão.

  2. Sergio Silvestre Responder

    Que vergonha desses supostos srs hein,nada decidem ,enrolam e no fim mai para o lado do tudo dominado,uma vergonha essa justiça do Paraná.

Comente